Está pensando em comprar um iPhone novo na Black Friday 2021, mas ainda não decidiu o modelo? Com a chegada do iPhone 13 em outubro, essa pode ser uma boa oportunidade para quem deseja economizar na compra de um modelo de geração mais antiga, como o iPhone 12 e o iPhone 11. Afinal, os smartphones ainda são excelentes opções de compra, com diversos recursos de câmeras, ótimo desempenho e bateria para o dia todo. Mas qual é o melhor para você?

Para te ajudar a escolher, nós fizemos este comparativo entre iPhone 12 e iPhone 11 pensando nos possíveis preços na sexta-feira de descontos. Para escrever este texto, considerei minha experiência durante os testes com ambos os celulares para os reviews do Buscapé. Veja quais são os pontos positivos e negativos de cada um.

Vale ressaltar, como já explicamos em outro artigo, que a Apple não costuma fazer promoções oficiais de Black Friday. De qualquer forma, o e-commerce e as lojas varejistas fazem diversas ofertas para produtos da marca.

iPhone 12 vs iPhone 11: veja qual o melhor para comprar na Black Friday (Foto: Shutterstock)

Não fique fora da Black Friday 2021: saiba tudo sobre o evento no Brasil e confira as melhores ofertas!

Design premium e telas de qualidade

Tanto o iPhone 12 como o iPhone 11 têm telas de 6,1 polegadas, um tamanho confortável e compatível com celulares atuais. Entretanto, no display está uma das principais diferenças entre as duas gerações. O iPhone 12 utiliza um painel OLED e oferece resolução de 2532 x 1170 pixels, enquanto o 11 vem com painel LCD e resolução de 1792 x 828 pixels, que é inferior ao Full HD.

Na prática, ambos oferecem alta qualidade de imagem, seja para assistir a filmes, navegar nas redes sociais ou jogar. De qualquer forma, quem valoriza a melhor resolução pode optar pelo iPhone 12. Isso porque o painel OLED tende a gerar imagens mais nítidas, vivas e ricas em detalhes. Além disso, a versão 12 é compatível com HDR, que amplia a faixa de áreas escuras e claras, resultando em cores mais fiéis.

Entretanto, quem não faz questão disso tudo, vai ser dar bem com o iPhone 11, que também tem ótima qualidade Em nossos testes, a experiência com o aparelho foi muito boa, mesmo em lugares abertos. Aliás, vale ressaltar que ambos os modelos contam com recurso True Tone, que adapta a temperatura da tela de acordo com o ambiente em que você está.

O design costuma ser uma questão mais pessoal e varia de acordo com o gosto de cada um. Pessoalmente, eu prefiro o iPhone 12, mas ambos os celulares são bonitos e muito bem acabados. Eles são construídos em vidro e têm as laterais em metal.

iPhone 12 tem acabamento mais reto e está disponível na cor roxa (Foto: Shutterstock)

O iPhone 11 tem um visual com cantos arredondados e está disponível nas cores preto, verde, amarelo, roxo, vermelho e branco. Já o iPhone 12 tem um visual mais reto, que lembra o iPhone 4 e deve agradar aos usuários mais nostálgicos. Ele pode ser encontrado nas cores preto, branco, vermelho, verde, azul e roxo.

Um diferencial desse modelo é que ele traz a proteção Ceramic Shield na parte da frente, deixando a tela mais resistente a quedas e arranhões. Falando em resistência, os dois modelos são classificados como IP68, sendo resistentes à água.

Por conta do display OLED, que deixa as bordas mais finas, é possível perceber uma diferença nos tamanhos dos aparelhos, apesar de as telas medirem 6,1 polegadas. O iPhone 12 é menor e mais leve, com dimensões de 146,7 mm x 71,5 mm x 7,4 mm e 162 gramas. Já o iPhone 11 tem 150,9 mm x 75,7 mm x 8,3 mm e 194 gramas. Mas na prática, isso não interfere tanto no manuseio.

Câmeras iguais?

Na teoria, as câmeras do iPhone 11 e do iPhone 12 são as mesmas. Isso porque não houve mudanças nas lentes dos celulares. Ambos os modelos têm câmera dupla, com uma lente wide com sensor de 12 MP e outra ultra-wide de 12 MP. Na câmera frontal, os aparelhos têm um sensor de 12 MP para selfies. Na prática, elas são bem parecidas mesmo, embora a Apple prometa algumas melhorias no iPhone 12.

As semelhanças nas câmeras são várias, como zoom óptico de 2x, zoom digital de até 5x, modo retrato com controles de profundidade, seis efeitos de iluminação de retrato, estabilização óptica na câmera principal, modo noite, panorama e HDR inteligente, entre outros. De qualquer forma, existem algumas diferenças em relação aos recursos e às otimizações de software e hardware em cada modelo.

iPhone 12 tem câmera dupla de 12 MP e produz fotos com ótima qualidade (Foto: Shutterstock)

Em nossos testes, os dois celulares se saíram muito bem em fotografia, em diferentes condições de iluminação, seja na câmera traseira dupla ou na câmera de selfies. Sendo bem sincera, não percebi uma melhoria absurda na câmera do iPhone 12 ou diferenças significativas nas fotos produzidas. Ambos os conjuntos são muito bons e até mesmo quem optar pelo iPhone 11 vai ter ótimas câmeras à sua disposição para fazer registros do dia a dia.

Vale fazer apenas uma ressalva: usuários que utilizam utilizam o smartphone para produção de conteúdo em vídeo podem ter uma experiência melhor no iPhone 12, visto que o smartphone grava vídeos em 4K com HDR e Dolby Vision. Por isso, deve ter uma qualidade superior. De qualquer forma, o iPhone 11 também grava em 4K a até 60 frames por segundo.

Baterias para um dia de uso

Autonomia de bateria sempre foi um ponto de crítica nos celulares da Apple, mas a fabricante vem tentando mudar essa imagem. Como de costume, a empresa não revela a capacidade de bateria dos seus aparelhos, mas testes de benchmark indicam que o iPhone 11 tem 3.110 mAh e o iPhone 12 tem 2.815 mAh.

Você deve estar estranhando o fato que a Apple reduziu a capacidade de bateria no modelo mais recente. Mas aqui é importante fazer uma ressalva: a autonomia de um smartphone está relacionada a diversos fatores e não somente à bateria em si. Por exemplo, o iPhone 12 tem um processador com uma eficiência energética melhor, ou seja, que consome menos energia. Além disso, a tela OLED também é bem mais econômica do que o LCD.

Por isso, a Apple promete a mesma duração para os dois modelos: até 17 horas de reprodução de vídeo. Em nossos testes, ambos aguentaram tranquilamente um dia de uso moderado. É claro que essa autonomia vai depender muito do tipo de uso que você faz do smartphone, mas o iPhone 11 e o 12 são parecidos nesse sentido.

iPhones 12 e 11 prometem bateria para 17 horas de reprodução de vídeos (Foto: Shutterstock)

Um diferencial do iPhone 12 é a tecnologia MagSafe. Com ela, você pode usar diferentes acessórios magnéticos para carregar o celular sem fios. A Apple possui uma linha com diferentes capinhas, carteiras e carregadores compatíveis com o recurso.

Vale ressaltar que os modelos não vêm com adaptador de tomada, apenas com cabo Lightning para USB-C. Então, se você não tiver o acessório em casa, terá que comprar um. Os dois celulares também são compatíveis com carregamento rápido de 20 W e prometem até 50% com apenas 30 minutos na tomada. Entretanto, esse tempo depende muito da potência do carregador utilizado.

Ótimo desempenho

Esse é mais um quesito em que o iPhone 11 e o iPhone 12 são muito semelhantes. O primeiro vem com o processador Apple A13 Bionic, enquanto o segundo traz o A14 Bionic. Os dois chips foram apresentados pela Apple como os mais potentes do mercado em seus respectivos lançamentos (2019 e 2020). Atualmente, quem ocupa esse posto é o A15 Bionic, presente nos iPhones 13.

Segundo a própria Apple, o A14 Bionic é 40% mais rápido do que o antecessor. Outro destaque é seu sistema Neural Engine de 16 núcleos, capaz de realizar 11 trilhões de operações por segundo.

Vendo pelas especificações, o iPhone 12 deve oferecer um desempenho muito mais rápido do que o iPhone 11. Entretanto, durante os testes com os aparelhos, não percebi uma diferença tão grande de velocidade. Ambos apresentaram ótima performance, rodando diferentes tipos de apps e até jogos mais pesados, com facilidade e sem apresentar travamentos.

Naturalmente, quem faz um uso mais intenso do smartphone deve ter uma experiência mais fluida no iPhone 12. O chip mais potente também proporciona melhorias no consumo energético e aumenta as possiblidades de recursos, como os de câmera. No entanto, não acredito que quem optar pelo iPhone 11 terá uma experiência ruim. Ao contrário, o celular também oferece ótimo desempenho e vai executar diferentes tarefas com facilidade.

iPhone 11 está disponível em três versões de armazenamento, bem como o iPhone 12 (Foto: Shutterstock)

Falando de armazenamento, não tivemos mudanças. Os dois aparelhos podem ser encontrados em versões com 64 GB, 128 GB e 256 GB, sem possibilidade de expansão via microSD. Por esse motivo, recomendo escolher pelo menos a variante de 128 GB. Se formos pensar a longo prazo, o modelo de 64 GB pode esgotar rápido, com vários aplicativos e arquivos.

Em relação ao sistema, ambos rodam iOS 15, que é a versão mais recente da plataforma. Aliás, esse é um ponto positivo da Apple, que costuma manter os aparelhos atualizados por bastante tempo. Dessa forma, mesmo que o iPhone 11 seja um modelo de 2019, ele ainda deve receber alguns updates no sistema operacional.

Um diferencial do iPhone 12, porém, é a compatibilidade com redes 5G. Esse tipo de conexão ainda não está disponível no Brasil, mas deve começar a funcionar a partir de 2022. Para quem mora nas capitais e tem planos de mudar adotar a nova tecnologia em breve, o modelo pode ser uma opção mais interessante, principalmente, pensando a longo prazo. Por outro lado, o iPhone 11 com redes 4G pode ser uma opção para quem mora mais afastado dos grandes centros, onde o 5G deve demorar mais para funcionar.

iPhone 12 vs iPhone 11: qual comprar na Black Friday?

Como mostramos no decorrer deste texto, não há grandes diferenças em relação ao iPhone 12 e o iPhone 11. Aliás, esse foi um dos principais pontos negativos destacados no review do iPhone 12. Por isso, um dos fatores mais importantes na hora de decidir pelo iPhone 11 ou 12 na Black Friday vai ser o preço.

O iPhone 11 é um celular de 2019. Na época do lançamento, ele chegou com preços a partir de R$ 4.999 (64 GB). Já o iPhone 12, lançado em 2020, tinha preço inicial de R$ 7.999 (64 GB), bem mais caro que o antecessor. Agora, ambos já estão mais baratos e devem ter uma queda de preço ainda maior, visto que o iPhone 13 já foi lançado. Por isso, são boas opções para quem busca um celular novo na Black Friday.

iPhone 12 chegou mais caro do que o iPhone 11, mas ambos devem ficar mais baratos na Black Friday (Foto: Shutterstock)

iPhone 11

Nós costumamos indicar o iPhone 11 como o modelo com melhor custo-benefício da Apple atualmente. Afinal, ele combina um ótimo conjunto de especificações com um preço mais acessível (dentro do universo Apple, é claro). No entanto, a variação de valores dele é bem grande. Em alguns dias, você vai encontrar ótimos descontos, mas em outros, os preços ficam bem mais altos.

Por exemplo, na pré-Black Friday, a versão de 128 GB chegou a aparecer por R$ 4.160. Entretanto, no mês anterior, era possível encontrá-la por pouco mais de R$ 3.600. É uma diferença de mais de R$ 500 em poucos dias. Considerando essa variação nos últimos meses, a gente recomenda que você compre se os modelos estiverem nas seguintes faixas de preço:

  • iPhone 11 de 64 GB: entre R$ 3.200 e R$ 3.400
  • iPhone 11 de 128 GB: entre R$ 3.650 e R$ 3.850
  • iPhone 11 de 256 GB: entre R$ 4.150 e R$ 4.350

Aproveite para conferir as melhores ofertas de cada versão do iPhone 11:

iPhone 12

O iPhone 12, por ser mais recente, é também mais caro. Entretanto, o modelo deve começar a apresentar alguns descontos por conta da chegada da nova geração, e a Black Friday pode ser uma boa oportunidade para uma queda de preço.

Sua variação de preços ainda é menor do que a do iPhone 11, mas a gente recomenda a seguinte faixa de valores.

  • iPhone 12 de 64 GB: entre R$ 4.400 e R$ 4.600
  • iPhone 12 de 128 GB: entre R$ 4.800 e R$ 5.000
  • iPhone 12 de 256 GB: entre R$ 5.600 e R$ 5.800

Veja as melhores ofertas de cada versão do iPhone 12:

Vale ressaltar que nós fizemos essa análise comparando apenas as versões tradicionais. Entretanto, o iPhone 12 também pode ser encontrado em uma variante "Mini", que tem tela e bateria menores, mas também é mais barato. Dependendo das suas necessidades, vale considerar o iPhone 12 Mini também.

Além disso, ambos estão disponíveis em versões Pro e Pro Max, que apresentam desempenho superior.

iPhone 12 deve começar a ficar mais barato com a chegada do iPhone 13 (Foto: Shutterstock)

Qual comprar na Black Friday?

Diante das informações acima sobre preço, você deve estar se perguntando qual o melhor modelo para comprar na Black Friday. Bom isso vai depender do que você procura em um smartphone, mas eu já adianto que tenho uma predileção pelo iPhone 11, considerando seu preço atual e as poucas novidades do iPhone 12.

Se você busca economia e bom custo-benefício, o iPhone 11 é a melhor opção. Por um valor mais baixo, você vai ter um celular da Apple bem completo. O smartphone tem ótimo conjunto de câmeras, excelente desempenho, bateria para um dia de uso e tela de qualidade. Aproveite para conferir o review do iPhone 11 e conhecer todos os detalhes do aparelho.

Por outro lado, se você faz questão de uma tela de alta qualidade, conectividade 5G e um processador de ponta, o iPhone 12 pode ser mais interessante. Por ser mais recente, a tendência é que o celular seja melhor do que o antecessor, embora as diferenças entre eles sejam poucas. Obviamente, você também vai acabar gastando um pouco a mais por isso. Então, vale conferir também o review do iPhone 12 e colocar esses pontos na balança.

Novamente, vou reforçar a questão da memória interna. Nem sempre, o modelo de 64 GB vai ser a melhor opção, pensando a longo prazo. Lembre-se que o iPhone não tem entrada para cartão de memória. Por isso, pode ser mais vantajoso pagar um pouco mais em um modelo de pelo menos 128 GB do que ter problemas futuros com falta de armazenamento,

Mais acima, também comentei sobre a variação de preço dos iPhones no período pré-Black Friday e dei uma sugestão de um valor justo para cada modelo. Agora, minha dica é que você aproveite as ferramentas do Buscapé para ter certeza de que está pagando o melhor preço.

Antes de comprar, confira o Histórico de Preços do modelo nos últimos meses e veja se realmente é um bom momento para fazer a compra. Se perceber que ele pode ficar mais barato, crie um Alerta de Preço para ser avisado quando o valor diminuir. Mesmo que você não faça a compra exatamente na Black Friday, às vezes, esperar alguns dias pode te ajudar a economizar.

Por último, se você ainda tem dúvidas sobre qual smartphone comprar, veja nossa lista de apostas de celulares para comprar na Black Friday. Confira também bons modelos de diferentes marcas, inclusive, da Apple:

Leia mais sobreCelular