O iPhone 12 foi um dos celulares da Apple lançados em 2020. O modelo tem excelente ficha técnica, com destaque para o processador Apple A14 Bionic. Ele garante desempenho fluido em todas as tarefas. Além disso, conta com câmera dupla de 12 MP, tela OLED de 6,1 polegadas e bateria que aguenta um dia de uso.

Por outro lado, o smartphone decepcionou um pouco ao trazer poucas novidades em relação ao seu antecessor, o iPhone 11. Isso pode fazer os usuários questionarem se a compra do iPhone 12 vale a pena.

Para te ajudar a decidir, nós testamos o aparelho e contamos nossas impressões no review a seguir. Nesta análise, consideramos design, tela, câmera, bateria, desempenho e custo-benefício. Se quiser entender nossos critérios e notas para a avaliação de produtos, veja como avaliamos celulares.

iPhone 12: melhores ofertas

O iPhone 12 está disponível em versões com três capacidades de armazenamento diferentes. São elas: 64 GB, 128 GB e 256 GB. Como o smartphone não aceita cartão de memória, vale escolher um dispositivo com uma boa quantidade de memória interna para evitar problemas de falta de espaço no futuro.

A seguir, confira os melhores preços para cada versão e compare:

Prós

O iPhone 12 é um celular com excelente conjunto de especificações. Ele se destaca em praticamente todos os quesitos. Começando pelo design, o smartphone é muito bonito. Ele tem um ótimo acabamento, que deixa o visual mais refinado e elegante. Além disso, promete ser resistente, graças à tecnologia Ceramic Shield, que protege a tela. Por falar em display, o smartphone vem com um painel OLED de alta definição. A experiência para assistir a vídeos e jogar é muito boa.

Outro destaque é o conjunto de câmeras. Com apenas duas lentes traseiras e sensores de 12 MP, o aparelho faz um ótimo trabalho. O celular tira boas fotos em diferentes condições de iluminação. Ele mantém um alto nível de detalhes nas imagens. O mesmo podemos dizer da câmera frontal, que faz selfies muito bem.

Por fim, não podemos deixar de elogiar o desempenho do iPhone 12. O smartphone vem com processador Apple A14 Bionic, que garante uma performance fluida e sem travamentos. Para completar, o sistema iOS 15 é muito intuitivo e ajuda a proporcionar uma experiência ainda melhor. Além disso, o celular é compatível com internet 5G. Saiba mais sobre a rede 5G no Brasil em nossa reportagem especial.

iPhone 12 foi o primeiro celular da Apple compatível com 5G, que deve começar a funcionar em 2022 (Foto: Mosaico)

Contras

Apesar de ter uma bateria com boa duração, um dos pontos negativos do iPhone 12 é que, assim como todos os smartphones recentes da marca, ele vem sem carregador. O celular traz apenas um cabo Lightning para USB-c e não tem adaptador de tomada. O objetivo é que o usuário aproveite o carregador de seu iPhone antigo. Isso, contudo, pode ser um problema para quem não tem o acessório em casa.

Além disso, dependendo da potência do seu carregador, você não consegue aproveitar o carregamento rápido do smartphone. Em nossos testes, por exemplo, com um acessório de 10W, foram quase 4 horas para atingir os 100% de carga.

Embora tenha uma tela de ótima qualidade, vale mencionar que o aparelho tem taxa de atualização de apenas 60 Hz. Esse é o valor padrão nos smartphones. Atualmente, já vemos até mesmo intermediários Android com taxas maiores.

Considerando que estamos falando de um aparelho top de linha, que tem alto custo, a Apple pecou nesse detalhe. Isso não chega a comprometer a experiência com o display, mas certamente poderia deixá-la muito mais agradável ao assistir a filmes e jogar.

Por fim, o iPhone 12 decepciona por trazer poucas novidades em relação ao iPhone 11. Ele é um ótimo smartphone, mas fica faltando mostrar a que veio. Ele não tem nenhum detalhe ou algo que o diferencie do modelo anterior. Por isso, nem sempre a compra vai valer a pena, como veremos mais à frente.

O que vem na caixa?

Durante o lançamento do iPhone 12, em 2020, a Apple anunciou que os celulares da marca deixariam de vir com acessórios dentro da caixa. A mudança fez parte de uma iniciativa da fabricante para reduzir as emissões de carbono. Assim, o iPhone 12 vem somente com:

  • Cabo Lightning para USB-C
  • Chave para abrir a gaveta do chip
  • Manual do usuário

O iPhone 12 não traz adaptador de tomada e fone de ouvido. O aparelho vem em uma caixa bem fina, com o objetivo de ajudar a reduzir as emissões de carbono da empresa.

iPhone 12 vem apenas com cabo, sem adaptador de tomada (Foto: Mosaico)

Ficha técnica

Design

O design é um dos pontos altos do iPhone 12. Em relação ao iPhone 11, o smartphone tem um visual mais quadrado, com bordas achatadas e cantos levemente arredondados. Ele lembra os antigos iPhones 4 e 5, o que deve agradar aos usuários mais saudosistas. O smartphone tem tela de 6,1 polegadas, com bordas mais finas, o que facilita a pegada.

O iPhone 12 não é tão grande, sendo possível manuseá-lo apenas com uma mão. Aliás, suas dimensões são de 14,67 cm de altura, 7,15 cm de largura e 0,74 cm de espessura. O celular da Apple pesa apenas 162 gramas, sendo bastante leve.

Na parte frontal, a Apple manteve o notch para a câmera. Já na traseira tem o tradicional logo da marca e o módulo de câmeras. Os botões laterais continuam nas mesmas posições. À direita está o botão power, enquanto à esquerda ficam os botões de volume e a chave de Toque/Silencioso.

Como já acontece há algumas gerações, o modelo não tem entrada P2 para fone de ouvido. Na parte inferior, estão apenas a entrada Lightning para o carregador e o alto-falante estéreo.

Em relação à estrutura, o iPhone 12 é construído com diferentes materiais. A parte frontal é feita em Ceramic Shield. É uma tecnologia da Apple que utiliza cristais de nanocerâmica na composição do vidro. A novidade estreou na geração 12 e promete deixar a tela dos aparelhos até quatro vezes mais resistente.

Detalhe dos botões laterais do iPhone 12 (Foto: Mosaico)

Já a parte de trás é feita em vidro e estrutura de alumínio. Em nossos testes, o celular resistiu a duas quedas acidentais e não apresentou arranhões ou outras marcas. Entretanto, é bom utilizar uma capinha para o aparelho, principalmente, porque a traseira não oferece nenhuma proteção.

Assim como o iPhone 11, o iPhone 12 também traz certificação IP68. Isso significa que o smartphone pode ser submerso em profundidade máxima de seis metros por até 30 minutos. De qualquer forma, a gente não recomenda utilizar o aparelho na água, principalmente em água salgada, que pode acabar oxidando os componentes. Essa proteção funciona mais como uma garantia de que você não terá problemas em caso de acidentes envolvendo água.

Há uma variedade de cores disponíveis. O celular da Apple pode ser encontrado em preto, branco, vermelho, verde, azul e roxo, o que tende a agradar um número maior de usuários. Todos os modelos são muito bonitos e bem acabados, com um aspecto elegante, que faz jus a um smartphone premium.

Tela

iPhone 12 tem ótima tela, apesar da taxa de atualização de 60 Hz (Foto: Mosaico)

O iPhone 12 tem tela Super Retina XDR de 6,1 polegadas, que não é das maiores, se considerarmos os displays atuais. Ainda assim, o aparelho é confortável para mexer e oferece boa visualização, seja para acessar redes sociais ou para jogar e assistir a filmes.

O celular da Apple utiliza um display do tipo OLED. Aliás, essa foi uma das melhorias em relação ao iPhone 11, que vinha com painel LCD. Além de imagens mais nítidas, o painel OLED oferece a vantagem de deixar as bordas mais finas. Outra melhoria está na resolução da tela, que ficou acima do Full HD, com 2532 x 1170 pixels.

Um destaque do display é o brilho alto, que permite enxergar com facilidade até mesmo em lugares abertos, sob a luz do sol. Além disso, ele ainda oferece a tecnologia True Tone, exclusiva da Apple que ajusta o brilho e os tons da tela de acordo com a temperatura ambiente. Assim, você não precisa diminuir o brilho quando está em um lugar mais escuro, por exemplo, porque o aparelho vai fazer isso automaticamente.

O ponto negativo, porém, fica para a taxa de atualização no padrão de 60 Hz. Atualmente, já vemos celulares intermediários com 90 Hz ou 120 Hz, e os iPhones ficam para trás nesse sentido. A Apple só veio implementar uma taxa maior na versão Pro dos iPhones 13, lançados este ano.

Outra desvantagem é o notch. Ele permanece grande e acaba atrapalhando uma experiência mais imersiva. De resto, a tela do iPhone 12 é ótima. O celular tem qualidade excelente, com cores vivas, imagens nítidas e alto nível de detalhes. Ele é perfeito para quem gosta de assistir a filmes ou jogar pelo smartphone.

iPhone 12 mantém conjunto de câmera dupla com 12 MP (Foto: Mosaico)

Câmera

Os iPhones sempre tiveram fama de serem celulares bons para fotografia e com o iPhone 12 não é diferente. Mesmo trazendo um conjunto de câmera dupla de apenas 12 MP, o smartphone consegue fazer excelentes fotos, em diferentes condições de iluminação.

Na ficha técnica, as câmeras são exatamente as mesmas do iPhone 11. Na traseira, ele tem uma lente wide com sensor de 12 MP e uma ultra-wide também de 12 MP. Já na frontal, o aparelho oferece uma câmera de 12 MP para selfies.

As principais diferenças em relação ao antecessor são as otimizações de software, com melhorias no processamento, e os recursos oferecidos. A câmera principal do iPhone 12 é ótima. Suas fotos têm alta definição, cores vivas e brilho forte.

Foto tirada com a câmera principal do iPhone 12 (Foto: Aline Batista)

Um ponto positivo é o nível de detalhes das imagens, permitindo ver todas as informações da foto, sem ruídos. Já a lente ultra-wide captura ângulos mais abertos. Por isso, é ideal para fotografar paisagens. Na prática, não é possível perceber diferenças significativas entre as imagens registradas pelas duas câmeras. Ambas fazem excelentes fotos e vão agradar até mesmo os usuários mais exigentes.

Foto tirada com a câmera ultra-wide do iPhone 12 (Foto: Aline Batista)

À noite, ou em situações de baixa iluminação, o iPhone 12 ativa o Modo Noite automaticamente e faz todos os ajustes na foto. As imagens têm boa definição, sombras equilibradas e pouquíssimos ruídos. O celular realmente impressiona pela qualidade.

Foto noturna tirada com o iPhone 12 (Foto: Aline Batista)

O mesmo podemos dizer da câmera frontal. Com seus 12 MP, o iPhone 12 consegue registrar ótimas selfies, com bom nível de detalhes. As fotos noturnas também se destacam. Até mesmo em ambientes com pouca iluminação, o iPhone garante selfies de alta qualidade, com cores intensas e brilho alto.

Selfies tiradas de dia e à noite com o iPhone 12 (Foto: Aline Batista)

Além disso, o iPhone 12 oferece diversos recursos para melhoria das imagens. Você pode, por exemplo, utilizar filtros pré-definidos ou fazer o controle de exposição manualmente. O celular ainda conta com o recurso Live Photos, que registra o que acontece um segundo e meio antes e depois de tirar a foto.

Ele também vem com os modos Retrato, que desfoca o fundo com seis efeitos diferentes, e panorama. Outro destaque das câmeras é o HDR Inteligente 3 com Detecção de Cena. Assim, o aparelho é capaz de reconhecer o objeto e o cenário da foto e realizar ajustes para melhorar a imagem.

O smartphone ainda conta com zoom óptico de 2x e zoom digital até 5x. Apesar de o zoom óptico manter a boa qualidade das fotos, vale destacar que fabricantes rivais já oferecem celulares com capacidade muito maior. O Galaxy S21 Ultra, por exemplo, tem zoom óptico com alcance de 10x.

Em relação à gravação de vídeos, o iPhone 12 captura em até 4K a 60 frames por segundo. Graças ao recurso de estabilização óptica da câmera principal, é possível fazer capturas muito estáveis e de alta qualidade, sem tremidos. O aparelho também oferece time-lapse, câmera lenta e uma função que tira fotos de 8 MP enquanto grava em 4K.

Diante de tudo isso, vale destacar a forma como a Apple trabalha o conjunto de câmeras em seus aparelhos, tanto a nível de hardware como de software. Atualmente, é comum ver celulares intermediários com variedade de lentes e sensores muito maiores. Entretanto, nem sempre eles conseguem alcançar o mesmo nível de nitidez das fotos produzidas pelos iPhones. Ponto para a Apple!

iPhone 12 tem entrada Lightning e alto-falante estéreo (Foto: Mosaico)

Bateria

A Apple não revela a capacidade de bateria dos seus smartphones, apenas uma estimativa da duração. Entretanto, testes de benchmark indicam um retrocesso na relação iPhone 12 vs iPhone 11. O modelo anterior tinha bateria de 3110 mAh, enquanto o iPhone 12 tem 2.815 mAh de capacidade. O número é bem abaixo da concorrência, visto que baterias com capacidade de 5.000 mAh ou superiores estão cada vez mais populares. Ainda assim, o modelo não decepciona.

No caso do iPhone 12, o aparelho promete autonomia para até 17 horas de reprodução de vídeo, até 11 horas de streaming de vídeo e até 65 horas de reprodução de áudio. Na teoria, são números muito bons e, na prática, a experiência também é boa. Em nossos testes, foi possível usar o smartphone por um dia tranquilamente, sem problemas com a bateria.

O aparelho ainda costumava chegar à manhã seguinte com cerca de 30% a 20% de carga, dependendo do tipo de uso. No geral, o aparelho foi usado de forma moderada, alternando com alguns momentos de inatividade.

Essa autonomia vai depender muito do tipo de uso que você faz. Se for mais intenso, pode ser que o aparelho não aguente até o fim do dia. Para que você tenha uma noção do consumo, reprodução de filme por uma hora na Netflix com a tela no brilho máximo gasta cerca de 8% de bateria. De maneira geral, a autonomia é bastante satisfatória.

O principal problema relacionado à bateria do iPhone 12 é a ausência de um carregador. Aqui, fazemos as mesmas considerações do review do iPhone 11. Isso se torna um problema se você não tem mais o carregador original do seu iPhone anterior ou se ele é tão antigo que tem a potência menor. Dessa forma, não será possível aproveitar o recurso de carregamento rápido do iPhone 12. Aliás, esse também é um problema para quem migra do universo Android para Apple, que, provavelmente, não terá nenhum carregador compatível.

Caso você tenha um iPhone mais antigo, o iPhone 12 se torna um negócio mais interessante. Você vai ter um excelente smartphone e as mudanças serão mais perceptíveis. O iPhone 12 também pode ser uma opção interessante para quem está migrando do universo Android e quer ter seu primeiro iPhone

iPhone 12 tem boa duração de bateria, mas peca por vir sem carregador (Foto: Mosaico)

Inclusive, o cabo que acompanha o smartphone é do tipo Lightning para USB-C. Essa característica também acaba dificultando o carregamento no computador, em portas USB-A, que são mais tradicionais.

Para nossos testes, por conta da falta de um adaptador de tomada, usamos o recurso de carregamento sem fio do iPhone 12. Entretanto, o carregador utilizado tinha potência de apenas 10W, o que interferiu muito no tempo de carregamento. A Apple promete recarga rápida de até 50% em apenas 30 minutos com um adaptador de 20W ou superior.

No nosso caso, o tempo foi de quase quatro horas para ir de 0% a 100% com um carregador de potência menor. Enfim, foi uma experiência bem frustrante, porque ninguém quer esperar tanto tempo para carregar o celular. Imagine passar por essa situação todos os dias.

Falando em carregamento sem fio, esse é um dos recursos que o iPhone 12 oferece. Você pode carregar a bateria apenas encostando o smartphone em uma base carregadora. Apesar de ser bastante prático, o recurso não é algo tão necessário, porque fica difícil mexer no aparelho enquanto ele está sobre a base.

Por outro lado, uma das novidades do smartphone da Apple foi a tecnologia MagSafe, que permite que outros dispositivos se conectem ao iPhone por meio de ímãs. Assim, você pode usar acessórios como capinha ou carteiras para carregar a bateria do smartphone sem utilizar fios. Nesse caso, a praticidade é bem maior, embora os acessórios compatíveis sejam mais caros.

Desempenho

O iPhone 12 vem com o processador Apple A14 Bionic, que até o lançamento do iPhone 13 era o chipset mais rápido da Apple. Ele tem seis núcleos, sendo dois de desempenho e quatro de eficiência e utiliza a tecnologia Neural Engine de 16 núcleos, que permite realizar 11 trilhões de operações por segundo. Além disso, o processador é construído em 5 nm, ou seja, é menor e tem maior eficiência energética. Isso explica a bateria com menor capacidade e maior autonomia em relação ao antecessor.

Detalhe do botão power do iPhone 12 (Foto: Mosaico)

A fabricante, como de costume, não revela a quantidade de memória RAM do smartphone. Entretanto, testes de benchmark indicam que o aparelho tem 4 GB de RAM. Essa quantidade é suficiente para o iPhone lidar bem com diferentes aplicativos, jogos e multitarefas. Em nossos testes, não tivemos problemas relacionados a desempenho.

Em relação ao sistema operacional, o iPhone 12 já vem com o iOS 15, versão mais recente da plataforma. Esse é, sem dúvidas, um dos destaques do aparelho. Como já é de costume em celulares da Apple, o smartphone tem uma integração muito boa entre hardware e software.

Assim, você consegue executar diferentes ações com eficiência e sem travamentos. O aparelho responde os comandos rapidamente e roda até mesmo aplicativos e jogos mais pesados com fluidez. Problemas de desempenho certamente não serão uma questão para os donos do iPhone 12. Além disso, o iOS 15 tem uma interface amigável e intuitiva, sendo fácil de mexer.

O iPhone 12 está disponível em versões com três quantidades de armazenamento diferentes: 64 GB, 128 GB e 256 GB. Ele não aceita cartão microSD para expandir a memória, como já é um padrão da marca. Portanto, é preciso escolher o seu modelo com atenção para evitar problemas com falta de espaço no futuro.

Pensando a longo prazo, vale optar, pelo menos, pela versão de 128 GB, que vai permitir guardar diversos aplicativos e arquivos. A variante de 64 GB, por exemplo, pode ser insuficiente para alguns usuários, considerando que o próprio sistema já ocupa uma parte do armazenamento.

Outro ponto positivo é a conectividade. A linha 12 foi a primeira de iPhones a vir com a tecnologia 5G. Na ocasião, o recurso ainda não era um diferencial importante. Entretanto, após o leilão de frequências da Anatel, a tecnologia deve começar a funcionar no Brasil em breve. Então, é interessante ter um smartphone com esse tipo de conexão.

Além disso, o celular tem NFC, Bluetooth 5.0 e Wi‑Fi 6. Outro destaque é que o iPhone 12 é dual chip. Você pode usar um chip físico e outro e-SIM para ter dois números de telefone no aparelho.

Por fim, vale destacar também o conjunto de áudio estéreo do iPhone 12. O smartphone tem volume alto e reproduz áudios com qualidade. É uma ótima opção para ouvir músicas, assistir a vídeos ou ter uma experiência mais imersiva em jogos. O aparelho ainda conta com tecnologia Dolby Atmos, que ajuda a oferecer um som mais realista.

iPhone 12 vem com chip A14 Bionic que garante ótimo desempenho (Foto: Mosaico)

iPhone 12: preço e custo-benefício

Podemos dizer que iPhone 12 vale a pena, pois é o modelo com melhor custo-benefício da Apple. Ele tem um processador bastante potente. Além disso, o seu sistema iOS é o atual (15), e o aparelho ainda receberá futuras atualizações por um bom tempo. O iPhone 12 traz um ótimo conjunto de especificações e manda bem em todos os quesitos: design, tela, câmera, bateria e desempenho.

E quanto é o iPhone 12? No segundo semestre de 2020, o smartphone foi lançado no Brasil, junto com outros modelos da linha (12 Mini,12 Pro e 12 Pro Max), pelo valor de R$ 7.999 na sua versão com menos armazenamento (64GB). Na data de publicação deste review, o aparelho já pode ser encontrado por valores a partir R$ 4.296,38 (no mesmo modelo de 64GB)*. As ofertas estão no início do artigo.

*Alerta de flutuação de preços: os valores foram verificados em 25/05/2022 e podem sofrer alterações de acordo com o tempo.

O principal motivo que explica a queda de preço foi o lançamento da linha iPhone 13 em 2021. Além disso, há rumores sobre o próximo celular da Apple, que será lançado no segundo semestre de 2022. Conheça os fatos e boatos do iPhone 14. E, se você adora uma novidade, descubra tudo sobre o lançamento de 2023 da Apple, o iPhone 15. O modelo promete mudanças significativas no design.

Vale lembrar que a Apple lançou o SE 3 no ano de 2022 com o mesmo processador do iPhone 13 e tem todos os recursos do iOs 15. Ficou curioso? Leia detalhes do iPhone SE 3 e veja abaixo as ofertas dele!

Acessórios compatíveis

Comprar um carregador, ou pelo menos o adaptador de tomada, para o iPhone 12 é quase obrigatório. Se você não tem o acessório em casa, ou se tem uma versão menos potente, terá que investir nele. A Apple recomenda o uso de carregadores originais, que são bem caros. Para que você tenha uma noção, o adaptador de tomada de 20W, para carregamento rápido, custa R$ 199 no site da fabricante.

A parte boa é que a empresa não invalida a garantia se o usuário optar por um modelo de outra marca. Então, você pode escolher um carregador compatível mais barato, como as opções abaixo.

Outro acessório interessante para usar com o iPhone 12 é um fone de ouvido Bluetooth. Como o smartphone não tem entrada P2 para fones com fio, a dica é investir em um modelo sem fio mesmo. Os acessórios da Apple são sempre ótimas opções, porque, além da alta qualidade sonora, também oferecem ótima compatibilidade com os celulares da marca. Vale dar uma olhada nos AirPods 2 e AirPods Pro. Aproveite também para ver o review do AirPods Pro, fone de ouvido sem fio da Apple, que se saiu muito bem em nossos testes.

Para quem quer construir um universo Apple, vale apostar ainda em um smartwatch da marca. Com o acessório, você pode controlar atividades físicas, monitorar sua saúde e até receber as notificações do iPhone 12. O Apple Watch 3 é o modelo com melhor custo-benefício atualmente, mas para quem quer variedade de recursos, a dica é investir no Apple Watch 6.

Por fim, outros acessórios que são sempre úteis são capinha e película. Eles ajudam a proteger o smartphone em possíveis quedas e, por isso, vale a pena o investimento. Além disso, as cases ajudam a personalizar o celular e deixá-lo com a sua cara. Veja opções de diferentes capinhas, inclusive, com tecnologia MagSafe, e películas para o iPhone 12.

Aparelhos semelhantes

Se você ainda tem dúvidas sobre a compra do iPhone 12, saiba que uma opção é o iPhone 13. O modelo é para quem deseja o máximo de tecnologia e não se importa em pagar a mais por isso. A linha de smartphones conta com quatro modelos - iPhone 13, 13 Mini, 13 Pro e 13 Pro Max - e trouxe melhorias em tela, bateria, câmera e desempenho.

Por fim, para quem não tem preferência entre Android e iOS e considera comprar um smartphone de outra marca, a Samsung e a Motorola oferecem ótimas opções. O Galaxy S21 Ultra e o Motorola Edge 20 Pro, por exemplo, são bons modelos que vão agradar aos usuários mais exigentes. Eles não são os aparelhos mais recentes, assim como o iPhone 12 e, por isso, já tiveram alguma queda de valor desde seu lançamento.

E, se precisar saber qual o melhor considerando todas as fabricantes, podemos te ajudar! Conheça a nossa lista dos 30 melhores aparelhos para 2022 feita pelos nossos especialistas.

Conclusão

Após 2 anos de lançamento, será que o iPhone 12 vale a pena? Em uma escala de 5 a 10 (onde 5 representa aparelhos medíocres, em que não vale a pena investir, e 10 significa um ótimo celular, sem pontos negativos), nossa nota final para o iPhone 12 é 9. Nessa gradação, encontram-se os melhores modelos, com bom desempenho e poucos problemas. Dependendo das características que você procura em um smartphone e do quanto está disposto a investir em um smartphone, consideramos que o produto vale a pena.

Como mostramos ao longo deste review, o iPhone 12 vale a pena. É um excelente aparelho top de linha. Por conta também da chegada do iPhone 13, vale frisar que atualmente o iPhone 12 é a melhor opção de custo-benefício da Apple. Ele oferece ótimo desempenho, sendo capaz de rodar qualquer aplicativo ou jogo com facilidade. O conjunto de câmeras também faz ótimas fotos/vídeos. Além disso, o celular da Apple já é compatível com internet 5G, tem tela OLED de alta qualidade e design refinado.

Os pontos negativos são poucos, como a ausência do carregador iPhone 12 na caixa e sua taxa de atualização ser padrão 60 Hz, o que não impacta o uso do aparelho de fato. Lembrando também que, em 2022, a Apple lançou o iPhone SE 3, que vem compacto e poderoso.

O aparelho possui especificações fortes como: suporte ao 5G e o chip A15 Bionic, além da sua câmera única, porém de muita qualidade e nitidez. Uma boa opção também para aqueles que estão com um orçamento inicial de R$3.500 na versão com menos capacidade (64GB).

Ferramentas do Buscapé

Gostou de saber mais sobre o iPhone 12? Para comprá-lo no melhor valor possível, aproveite o Alerta de Preço. Essa ferramenta do Buscapé te avisa quando o produto que você deseja atinge a faixa de preço que você quer. Chegando perto ou no valor que você quer pagar, você será avisado!

Além dessa ferramenta, o Buscapé também oferece o Histórico de preços, onde você pode acompanhar a flutuação dos valores de um celular, ou de outro produto. Você consegue vero preço de até 6 meses atrás e comparar com o valor atual, para saber a hora certa de comprar!

Abaixo, um vídeo que te mostra como eles funcionam:

Ao realizar a sua compra, você ainda pode aproveitar o cashback e ganhar dinheiro de volta! Não sabe como funciona essa ferramenta? Aqui você pode tirar todas as dúvidas sobre o cashback do Buscapé!

Temos também uma página de cupons de descontos para compras e frete grátis. Baixe também a extensão do Buscapé para Google Chrome, que traz todas essas ferramentas num só lugar, facilitando a sua experiência de compra!