O iPhone 13 é o modelo "convencional" da nova linha de celulares da Apple. O smartphone foi apresentado junto com os iPhone 13 Mini, 13 Pro e 13 Pro Max e traz uma ficha técnica bastante equilibrada. O aparelho conta com bateria e tela maior que o iPhone 13 mini, porém traz um conjunto de câmeras menos robusto do que o dos modelos Pro.  

Além disso, o iPhone 13 usa o mesmo processador das outras versões, o Apple A15, que é um chip potente e econômico. O celular ainda tem tela com tecnologia XDR Retina, acabamento premium e um conjunto de câmeras que estreia novas funções para fotos e vídeos.

O smartphone já está em pré-venda no Brasil, com envios a partir do dia 22 de outubro. Veja abaixo todos os detalhes da ficha técnica do iPhone 13 e os valores do smartphone. Se você quiser conhecer as outras novidades da marca, confira tudo sobre os lançamentos da Apple para 2021 e todos os detalhes da linha de .

Design moderno e acabamento premium

Design do iPhone 13 (Imagem: Divulgação/Apple)

O iPhone 13 possui poucas mudanças visuais em relação ao seu antecessor, o iPhone 12. A Apple manteve o design com bordas achatadas e superfícies planas, e ainda aposta em cores lisas para o aparelho. Na parte traseira, também temos a logo da maçã, detalhe que é marca registrada nos produtos da empresa.

O iPhone 13 tem um entalhe (notch) 20% menor que os seus antecessores. O aparelho também aposta em uma nova disposição de câmeras, já que agora as lentes estão alocadas na diagonal e não na vertical. Essas foram as mudanças de visual significativas do modelo quando comparado a geração 12.

O acabamento com laterais de alumínio e traseira em vidro foi mantido, bem como a proteção contra água IP68. A parte traseira tem uma proteção chamada Ceramic Shield, que evita arranhões e dá mais resistência ao aparelho. O iPhone 13 está disponível nas seguintes cores: rosa, azul, meia-noite, estelar e vermelho.

É válido destacar que, assim como os modelos anteriores, esse não tem entrada para fones de ouvido.

Tela com tecnologia Retina XDR OLED

O iPhone 13 possui uma tela com cores vibrantes e brilho alto (Imagem: Divulgação/Apple)

O iPhone 13 possui uma tela de 6,1 polegadas, que usa a tecnologia Retina XDR OLED. Por isso, é esperado que o aparelho tenha imagens com cores vibrantes, um excelente contraste de preto e brilho alto. Tudo isso fica ainda melhor aliado à alta resolução de 1170 x 2532 pixels.

O aparelho da Apple ainda traz outras características que deixam a tela com melhor qualidade, principalmente, quando falamos de fidelidade de cores. O iPhone 13 tem HDR10, Dolby Vision e usa a função True Tone para ajustar a tonalidade do painel de acordo com a luminosidade do ambiente.

Processador Apple A15 oferece muita potência

O processador Apple A15 é potente e roda qualquer aplicativo da App Store (Imagem: Divulgação/Apple)

O iPhone 13 usa o novo processador Apple A15 Bionic. De acordo com a Apple, ele é 50% mais rápido do que a concorrência e tem gráficos 30% melhores. O chip é hexa-core que alcança até 3,2 GHz. Então, você não terá problemas para rodar qualquer jogo ou app da App Store.

Além disso, o celular já chega equipado com 5G de alta velocidade. A usabilidade do iPhone 13 fica ainda melhor graças ao iOS 15, o novo sistema operacional da Apple que traz otimizações e novas ferramentas.

A fabricante afirma que o novo Chip A15 possibilitou melhoras significativas também em bateria, além de novos recursos, como o modo cinema, e um Face ID mais rápido e seguro.

O iPhone 13 é vendido em versões com 128 GB, 256 GB ou 512 GB de armazenamento interno. Na hora de escolher o modelo, preste atenção no seu tipo de uso, já que o celular não conta com entrada para cartão microSD.

Câmeras tiram fotos nítidas e profissionais

Conjunto de câmeras do iPhone 13 (Imagem: Divulgação/Apple)

O iPhone 13 chega com um novo conjunto de câmeras. Foi por isso que a Apple precisou alterar a disposição dos sensores para a diagonal. A empresa continua apostando em dois de 12 MP cada. O principal conta com foco dual-pixel e estabilização óptica, enquanto o secundário tem lente ultra-wide.

Os iPhones sempre foram elogiados por conseguirem excelentes fotos, por isso a Apple focou em melhorar o que já tinha. Por exemplo, o sensor ultra-wide consegue captar 47% mais luz, enquanto a inteligência artificial do celular detecta automaticamente cenas com baixa iluminação para ativar o modo noturno.

O novo processador A15 possibilitou a implementação do modo Estilos Fotográficos. Ele cria diferentes estilos, seja suavizando ou reforçando as cores, mas consegue fazer isso sem alterar a tonalidade da pele de quem estiver na foto, graças ao uso de inteligência artificial.

O Modo Estilos muda as cores da foto sem alterar o tom de pele da pessoa (Imagem: Divulgação/Apple)

A câmera frontal é de 12 MP e tem a maior parte dos recursos das câmeras traseiras. Isso significa que ela pode usar o modo retrato, modo noturno, Estilos Fotográfico, HDR inteligente ou até mesmo o Modo Cinema, que vamos citar adiante. A Apple também melhorou o sensor True Deph, que, além de fazer recortes mais precisos das fotos no modo retrato, também oferece um reconhecimento facial mais rápido.

Gravação de vídeo em 4K com ajuste de foco da cena

O Modo Cinema permite alternar o foco e desfoque no meio da gravação (Imagem: Divulgação/Apple)

A gravação de vídeo em 4K foi mantida no iPhone 13, mas teve sua estabilização melhorada. O aparelho estreia o novo Modo Cinema da Apple, que consegue alterar e ajustar o foco da cena, desfocando o fundo durante a gravação. Isso significa que se você está filmando duas pessoas em cena, pode escolher focar uma e desfocar a outra, mas no meio da gravação alternar para a segunda pessoa.

Esse modo pode ser usado junto ao Dolby Vision, que entrega até 60 vezes mais cores à gravação. A câmera frontal também faz vídeos em 4K e pode usar os dois modos, o que torna o aparelho excelente para criadores de conteúdo.

Bateria dura até 19 horas em uso contínuo

O iPhone 13 possui carregamento sem fio MagSafe e Qi (Imagem: Divulgação/Apple)

O iPhone 13 tem bateria com duração de até 19 horas para uso em multimídia, segundo dados da Apple. A autonomia aumentou em duas horas, quando comparado a geração anterior. O aparelho ainda possui suporte ao carregamento turbo de 20W, que carrega metade da bateria em apenas 30 minutos.

O aparelho também é compatível com carregamento sem fio por indução no formato MagSafe ou no padrão Qi, esse que funciona em carregadores de até 7,5W.

O iPhone 13 foi lançado sem carregador na caixa, seguindo a estratégia criada pela empresa em 2020 para diminuir a emissão de carbono no ambiente. A ideia é que os usuários possam aproveitar carregadores antigos, caso tenham. O consumidor ainda pode comprar o carregador de forma separada.

Ficha técnica do iPhone 13

  • Tela: 6,1 polegadas, Super Retina XDR OLED, HDR10, Dolby Vision, True Tone e resolução de 1170 x 2532 pixels
  • Processador: Apple A15 Bionic hexa-core
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB, 256 GB e 512 GB
  • Câmeras traseiras: 12 MP (f/1.6) + 12 MP (f/2.4) (ultrawide)
  • Filma em: 4K
  • Câmera frontal: 12 MP
  • Bateria: Até 19 horas em multimídia
  • Tem carregamento turbo e carregamento sem fio
  • Cores: rosa, azul, meia-noite, estelar e vermelho
  • Extras: 5G, proteção contra água, novos modos para fotografia e filmagem; reconhecimento facial (Face ID)

iPhone 13: preço e custo-benefício

O preço do iPhone 13 será a partir de R$ 7.599. O modelo já está em pré-venda no Brasil pelo site da Apple. Os envios começam no dia 22 de outubro, quando também devem abrir as vendas em varejistas. Veja abaixo o preço de cada versão:

  • 128 GB: R$ 7.599
  • 256 GB: R$ 8.599
  • 512 GB: R$ 10.599

Como se trata de um lançamento, é natural que ele tenha um preço mais alto. Por isso, uma boa estratégia é aproveitar o anúncio da nova geração para investir na anterior. O iPhone 12, por exemplo, deverá ter uma queda em seu preço devido a chegada dos novos modelos. Confira a lista de melhores iPhones e veja abaixo onde comprar o iPhone 12 com os melhores preços: