Você sabe o que é memória RAM no celular? Essa peça faz a ponte entre o processador e os componentes armazenados. É ela que transporta os dados requisitados pelo processador do cartão de memória ou do chip de memória flash (embutido no aparelho).

É importante saber o que significa RAM, como essa memória funciona no celular e qual a quantidade ideal para cada tipo de uso. Para isso, preparamos um artigo bem completo para te ensinar tudo sobre memória RAM e quais são os impactos dela no celular.

Memória RAM é um componente que faz parte do hardware do smartphone (Foto: Shutterstock)

O que é memória RAM do celular?

A sigla RAM, em inglês, significa Random Access Memory, ou Memória de Acesso Aleatório. Esse nome se relaciona aos dados contidos nesse componente, acessados de forma aleatória, independentemente de sua localização.

Esse tipo de memória guarda dados acessados com mais frequência pelo celular, mas não os armazena permanentemente. Você já deve ter notado que é possível (e recomendável) fazer a limpeza da memória RAM do aparelho. Esse procedimento exclui justamente todos os dados citados. A próxima inicialização dos aplicativos vai demorar um pouquinho a mais justamente porque eles não têm mais os blocos de acesso rápido na RAM, mas não se preocupe, pois eles vão começar a armazenar tudo novamente.

Falando um pouco de "tecniquês", essa memória guarda endereços de blocos de arquivos que são necessários para a execução de um aplicativo em questão. Quando necessário, a memória acessa esses endereços diretamente. A velocidade desse acesso não muda dependendo de onde o bloco esteja localizado, o que deixa toda essa troca de informações muito rápida.

Após processado, o resultado retorna para a memória RAM, que os encaminha para seu destino: a tela, para ser visualizado, ou as saídas de áudio do smartphone.

Como funciona a memória RAM em um celular?

A função da memória RAM é permitir o acesso aos arquivos armazenados no smartphone (Foto: Shutterstock)

Toda vez que o usuário executa um aplicativo no celular, os blocos de arquivos necessários para essa execução são carregados na memória RAM. Quando você fecha o app, esses arquivos continuam lá. Então, ao abri-lo novamente, é como se o celular estivesse continuando a execução de onde parou.

É por isso que quando você faz a limpeza dos arquivos temporários da memória RAM, os apps demoram um pouco a mais para iniciarem, justamente porque não possuem esse "ponto de parada" para continuar a execução. Se toda essa troca de informações fosse feita diretamente com a memória interna, os aplicativos iriam demorar mais para iniciar e carregar informações.

A memória RAM também é a responsável por fazer a execução de serviços em segundo plano. Por isso, geralmente vemos a frase "quanto mais memória RAM, mais apps você consegue rodar simultaneamente". No entanto, o desempenho do celular não vai depender exclusivamente da RAM, ter um bom processador também é parte essencial neste processo. Veja qual o melhor processador para celular atualmente.

Quais as diferenças entre memória RAM e memória interna?

Memória RAM é diferente de memória interna do celular (Foto: Shutterstock)

Muitos também confundem memória RAM com a memória interna do aparelho, mas suas funções são totalmente distintas. Enquanto a memória interna armazena definitivamente todos os arquivos (aplicativos, fotos, músicas e documentos), a memória RAM encaminha os dados ao processador.

Outra diferença entre as memórias é o seu tamanho: a memória interna deve ser bem maior do que a memória RAM, pois seu objetivo é guardar arquivos permanentemente, sem necessidade de acesso contínuo e rápido. Além disso, diferentemente da memória interna, quando o celular é desligado os arquivos e dados são apagados da memória RAM, justamente porque a sua função não é armazenar e, sim, transportar as informações.

O que significa 'GB' no celular?

Outra unidade de medida bastante conhecida e que está muito presente nos celulares (inclusive contribuindo para o seu aumento de preço) é o gigabyte (GB), ou o popular "giga". Tanto a memória interna quanto a memória RAM usam o gigabyte como medição.

O gigabyte serve para medir o tamanho da memória ou capacidade de armazenamento de um hardware qualquer. Quanto maior o número de gigas de um aparelho, maior será sua capacidade de armazenamento.

E por que um celular com mais gigas é melhor? Na prática, vamos ao exemplo de uma foto: quanto mais qualidade uma foto tem, maior será o tamanho do arquivo para armazenar esses dados e consequentemente mais espaço em disco e memória ele vai precisar.

A mesma lógica vale para vídeos ou para fazer um download de aplicativos que requerem maior espaço de armazenamento.

Por que ter muita memória RAM?

Como já citado, a memória RAM é usada tanto para armazenar arquivos de acesso rápido, quanto para rodar apps em segundo plano. Cada vez mais esses aplicativos, jogos e até mesmo os sistemas operacionais exigem uma memória maior, pois implementam mais funções e ferramentas.

O modo como as pessoas usam o celular atualmente também se adequa a isso. Imagine que hoje é normal abrir jogos, aplicativos de redes sociais, WhatsApp e ferramentas do celular ao mesmo tempo, algo que provavelmente não seria possível se o celular tivesse pouca memória RAM.

Se você está tendo problemas com travamentos na hora de abrir mais de um app de uma vez, ou ele está demorando para iniciar, a falta de memória RAM pode ser um fator determinante para esse desempenho.

Tipos de memória RAM: qual é mais usada nos celulares?

Embora a Apple não revele dados da memória RAM de seus aparelhos, testes indicam que o iPhone 13 tem 6GB (Foto: Shutterstock)

Falar de memória RAM é entrar em um universo repleto de modelos e tipos diferentes, mas podemos dizer que basicamente duas são as mais utilizadas: SDR e DDR. Os smartphones costumam utilizar a memória RAM DDR (Double-Data-Rate, ou Taxa Dupla de Transferência, na tradução livre).

Nos celulares, a sigla DDR vem acompanhada de números e, em alguns casos, de letras. Quanto maior o número, melhor será a memória RAM do celular. Por exemplo, um DDR4x (presente no Redmi Note 10 5G) é melhor que o DDR3 (presente no Samsung Galaxy S6).

A diferença vem justamente no desempenho do smartphone. Hoje, os modelos tops de linha possuem o DDR5, que normalmente suportam a conexão 5G, são mais rápidos e possuem o tempo de resposta melhor nas tarefas básicas.

Como descobrir a quantidade de memória RAM do celular

Para descobrir a quantidade de memória RAM do celular é muito simples. Entretanto, existem algumas diferenças para os aparelhos com sistema operacional Android e iOS.

Listamos abaixo os principais modelos e como acessar a informação sobre a quantidade de memória RAM do celular, lembrando que o nome do menu pode mudar conforme fabricante e versão do Android.

Motorola

Abra as configurações do celular e procure a opção “Sistema”. Em seguida, clique em “Sobre o dispositivo”, depois em “Informações de hardware” e, por fim, em "Tamanho de RAM".

Samsung

Abra as configurações do celular e selecione a opção "Assistência do aparelho". Em seguida, clique em "Memória". O dispositivo ainda permite encerrar aplicativos que estejam funcionando em segundo plano.

Xiaomi

Abra as configurações e selecione a opção "Sobre o telefone". Em seguida, clique em em seguida, "Todas as especificações". As informações sobre a memória RAM ficam no final da tela.

iPhone

Para o iPhone, infelizmente não é possível visualizar a capacidade total da memória no aparelho. Entretanto, é possível fazer o download de aplicativos terceiros que monitoram. Um deles é o Lirum Device Info Lite.

Como liberar memória RAM do smartphone?

Celular travando, com aplicativos rodando lentamente? Um dos motivos pode ser a memória RAM cheia. Se esse for o caso, vamos dar algumas dicas do que fazer para deixar o seu smartphone mais rápido.

Feche os aplicativos

Essa é uma dica importante. Ao abrir algum aplicativo, o recomendado é que ele seja fechado logo após o uso. Isso porque eles ficam trabalhando em segundo plano, consumindo espaço da memória RAM do celular.

Para fechar os aplicativos, é só ir direto no que está aberto e fechar ou arrastar a tela para cima. Ali estarão todos os aplicativos abertos que estão funcionando em segundo plano.

Cuidado com os Widgets

Os Widgets são aqueles atalhos de programas ou as funções específicas de um aplicativo que ficam na tela de início do Android.

Apesar de serem úteis para dar celeridade na abertura de um aplicativo ou visualização de alguma informação, muitos programas nesses atalhos acabam trabalhando em segundo plano, utilizando dados da internet.

Para limpar os Widgets, basta tocar sobre o ícone na tela inicial e segurar por alguns segundos. Sem tirar o dedo da tela, arraste para cima, até a opção "Remover".

Aplicativos "devoradores"

Os aplicativos devoradores são aqueles aplicativos que mais consomem o espaço de memória RAM do celular.

Para achá-los, basta ir em configurações do smartphone, depois em "Memória ou Armazenamento" e observar quais aplicativos mais consomem memória. Se for algum menos utilizado e puder ser apagado, exclua.

Outras dicas

  • Mantenha as animações e efeitos de transição desabilitadas
  • Use as versões LITE dos aplicativos, pois consomem menos memória
  • Evite papel de parede animado

Como escolher a quantidade de memória RAM pela usabilidade?

O Redmi 9 é uma boa opção de celular barato e com capacidade de básica de memória RAM (Foto: Shutterstock)

Se você está procurando um celular “básicão”, os modelos com 2 GB de memória RAM serão os mais baratos. Eles são indicados para quem precisa de um segundo aparelho, ou quem está entrando no mundo dos smartphones agora e não pretende usar apps pesados. Veja alguns exemplos de celulares com 2 GB de memória RAM:

Os modelos com 3 GB de memória RAM ainda são categorizados como celulares de entrada, mas oferecem uma "folga" a mais para o usuário no uso do dia a dia. Se você só quer um aparelho para redes sociais, navegação na internet, WhatsApp, entre outras ferramentas leves, 3 GB deverá ser o suficiente. Veja alguns celulares com essa quantidade de RAM:

Celulares com 4 GB são os mais populares para quem busca um bom intermediário, eles oferecem um ótimo desempenho, seja para o uso no cotidiano ou mesmo para jogos. Claro que essa performance também vai depender do restante do hardware, mas 4 GB é uma quantidade suficiente para o aparelho não travar facilmente. Confira alguns celulares com 4 GB de memória RAM.

Se você precisa abrir muitos aplicativos ou gosta de jogos pesados, os celulares com 6 GB são os melhores para evitar problemas de travamentos ou “engasgos”. Já é possível encontrar vários destes modelos na categoria de smartphones intermediários “premium”, ou mesmo avançados. A maior parte dos usuários nem sequer usa esses 6 GB ao ponto do aparelho ficar no seu “limite”. Veja alguns celulares com 6 GB de memória RAM:

Os melhores celulares do mercado já possuem 8 GB, 12 GB e até 16 GB de memória RAM, sendo uma ótima indicação para os amantes de jogos e aplicativos mais pesados. Veja alguns celulares que possuem 8 GB de RAM ou mais:

Agora que você já sabe como funciona a memória RAM, vale conferir nossa seleção de celulares de 4 GB a 6 GB. Outra dica é dar uma olhada na lista de melhores smartphones intermediários.

Agora, se você gosta de baixar muitos aplicativos ou jogar com seu smartphone, não deixe de conferir os melhores celulares top de linha.