O ômega 3 é composto por um conjunto de ácidos graxos poli-insaturados, que é um tipo de gordura considerada boa. Ele traz inúmeros benefícios para o corpo, tais como fortalecer o sistema imunológico, regular o colesterol e atuar como anti-inflamatório, por exemplo. Infelizmente, o ômega 3 não é produzido pelo nosso organismo e, por isso, é possível suprir sua necessidade na alimentação. Porém, ingerir a quantidade necessária de ômega 3 apenas na dieta é difícil. E é aí que a suplementação com ômega 3 aparece como uma alternativa.

Para conseguir os benefícios oferecidos pelo ômega 3, é fundamental que o produto cumpra alguns requisitos. Vale prestar atenção na concentração de DHA/EPA e, é claro, se o produto é livre de metais pesados, já que, por ser produzido a partir do óleo de peixe, o ômega 3 está mais suscetível a ser contaminado por substâncias como o chumbo e o mercúrio.

Ficou confuso? Para te ajudar, pedimos a ajuda da especialista Bruna Ribeiro (@nutri.bbargiela), que é nutricionista e nos deu algumas dicas. Além disso, também selecionamos os melhores ômega 3 para comprar em 2022. Mas, lembre-se: é imprescindível consultar um profissional antes de comprar qualquer suplemento.

Entenda o que é, para que serve, quais os benefícios e qual o melhor ômega 3 para você!

Nesse artigo, você conseguirá entender um pouco mais sobre o que é, para que serve e como tomar ômega 3. Descubra aqui!

Entenda o que é, para que serve, quais os benefícios e qual o melhor ômega 3 para você! (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O que é ômega 3?

O ômega 3 tem poder anti-inflamatório (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O ômega 3 consiste em um conjunto de ácidos graxos poli-insaturados que, infelizmente, o corpo não é capaz de produzir naturalmente. Sua obtenção é possível apenas por meio da alimentação ou da suplementação. Ele é um tipo de gordura (boa) com uma potente ação anti-inflamatória, e que pode ser utilizado para controlar os níveis de colesterol e glicemia ou prevenir doenças cardiovasculares e celebrais, além de melhorar a memória e a disposição.

Existem três tipos de ômega 3: o ácido docosahexaenoico (DHA), o ácido eicosapentaenoico (EPA) e o ácido alfa-linolênico (ALA), que podem ser encontrados em peixes de mar, como salmão, atum e sardinha, em sementes e oleaginosas, como chia e linhaça, e em suplementos na forma de cápsulas. Quando as membranas celulares estão repletas desses ácidos "essenciais", as funções das células ocorrem de forma melhor.

"O EPA apresenta benefícios para a saúde cardiovascular, circulação e problemas de caráter inflamatório (celulite, obesidade e artrite reumatoide). Já o DHA contém propriedade antioxidante e é considerado excelente para o cérebro e a memória, tendo efeito protetor contra doenças como Alzheimer e Parkinson. Ambos se complementam e se tornam essenciais na cápsula de Ômega 3", detalha a nutricionista.

Quer entender os benefícios do ômega 3? Nós explicamos tudo neste artigo aqui!

Para que serve o ômega 3?

O ômega 3 atua em diversos processos no organismo (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

O ômega 3 é funcional e benéfico ao corpo por alguns motivos. Dentre eles, o principal é a ação anti-inflamatória. Além disso, o ômega 3 é multifuncional, o que significa que ele atua em diversos processos no organismo, como na coagulação do sangue, na defesa da imunidade e na geração de hormônios.

Para quem não come peixes do mar, seja por gosto pessoal ou por conta do vegetarianismo ou veganismo, a suplementação com ômega 3 pode ser benéfica e protetiva de doenças cardiovasculares, pulmonares e dos sistemas imunológico e endócrino. Hoje em dia, é possível encontrar ômega 3 de origem vegetal. Nesse caso, a substância é obtida, principalmente, a partir do DHA de algas marinhas.

Quem pode tomar ômega 3?

Na prática, não existe uma contraindicação para tomar ômega 3. Bruna lembra que diante da qualidade alimentar e fontes, a suplementação de ômega-3 é muitas vezes uma garantia desses aportes de EPA/DHA e seus benefícios à saúde de todas as idades.

No entanto, ela destaca que, embora o Ômega-3 seja um nutriente, alguns grupos precisam ter cuidado e orientação na hora da suplementação, tais como pessoas com problemas de coagulação, portadores de hemofilia, próteses cardíacas, gestantes e lactantes, além de indivíduos em tratamento oncológico.

"Nesses grupos, o uso da suplementação deve acontecer sob orientação e acompanhamento de um médico ou nutricionista. Além disso, suplementos de baixa qualidade podem trazer sérios problemas à saúde. Por isso, nunca realize uma suplementação sem as orientações devidas", comenta.

Quais são os benefícios do ômega 3?

O ômega 3 traz benefícios estéticos e para a saúde (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Quando o assunto é o ômega 3 e seus benefícios, existem inúmeras vantagens associados à suplementação alimentar com o óleo de peixe. A suplementação com esse composto permite beneficiar desde a saúde do coração até o combate à depressão. Confira alguns dos benefícios do ômega 3 que poderão orientar a sua escolha:

  • Benéfico para o coração: O consumo de ômega 3 pode minimizar as chances de desenvolvimento de doenças cardiovasculares como infarto e arritmia, por exemplo. Além disso, ele contribui para regular a pressão arterial;
  • Bom para a visão: Esse ácido graxo é essencial para a visão, pois participa do recobrimento da retina, parte dos olhos capaz de realizar o processo de enxergar;
  • Regula a pressão arterial: Ele 3 é capaz de evitar a formação das placas de gordura na parede das artérias, afastando o risco de doenças como hipertensão, aterosclerose, infarto e derrames;
  • Reduz o colesterol: Sua ação no sangue permite diminuir os níveis de LDL (colesterol ruim) e elevar os níveis de HDL (colesterol bom);
  • Contribui para o sistema imunológico: Quem consome ômega 3 em sua rotina poderá logo percebe um fortalecimento do sistema imunológico;
  • Eficiente anti-inflamatório: Ele ajuda no combate à obesidade e no alívio de sintomas associados a doenças autoimunes;
  • Aliado contra a depressão: Como o ômega 3 traz o poder de intensificar a liberação de serotonina, noradrenalina e dopamina, ele pode oferecer uma sensação de bem-estar e até mesmo ajudar a estabilizar o humor;
  • Indicado para gestantes: A suplementação com ômega 3 também é indicada para gestantes, uma vez que contribui para aumentar o QI e reduzir os riscos de um parto prematuro;
  • Melhora a memória: Além de ser eficiente para melhorar a memória, ele pode ajudar a reduzir os riscos do surgimento de doenças neurológicas como Parkinson ou Alzheimer, por exemplo.

Qual é o melhor ômega 3?

O ômega 3 deve ser fixo em ácidos graxos (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Para saber qual é o melhor ômega 3, é necessário voltar a atenção para a qualidade do produto. Nesse sentido, o ideal é analisar a quantidade de DHA/EPA (EPA - ácido eicosapentaenoico; DHA - ácido docosahexaenóico). A soma do valor do EPA com o do DHA é a quantidade de ômega 3 presente na dose, e esse valor normalmente varia entre 750mg e 1200m. Opte pela quantidade ideal da substância para a sua faixa etária e recomendação médica.

Além disso, é importante averiguar o produto é livre da presença de metais pesados em sua composição. Suplementos com vitamina E em sua fórmula também tendem a ser mais eficazes. E não se esqueça de sempre conversar com o seu nutricionista antes de iniciar o uso de qualquer suplementação alimentar!

1. Ômega 3 Essential Nutrition

Com uma excelente concentração de EPA em sua fórmula, o ômega 3 Essential Nutrition agrega diversos benefícios para a saúde e o bem-estar. Além disso, ele também é rico em DHA e totalmente livre de metais pesados, oferecendo excelência em qualidade e procedência. Esse é um ômega 3 em cápsulas, o que facilita o consumo diário, mesmo quando você estiver fora de casa.

Cada dose possui 720mg de EPA, 480mg de DHA e 66mg de vitamina E. Seu consumo é indicado para diferentes fases da vida e, por isso, é importante levar em consideração suas reais necessidades. Se a ideia é saber sobre o qual é o melhor ômega 3, essa opção da Essential é bastante recomendada pelos usuários. A indicação do fabricante é de ingerir apenas uma cápsula por dia.

2. Ômega 3 Vitafor

O ômega 3 Vitafor é um suplemento feito à base de óleo de peixe. O grande diferencial é que essas espécies são peixes selecionados de águas frias e profundas das regiões polares. Alguns deles são as anchovas, sardinhas do pacífico, trutas e até mesmo o salmão selvagem do Alasca. E isso realmente faz diferença? A resposta é sim!

O fato é que essas espécies de peixes são consideradas uma das mais ricas em concentração de ácidos graxos, e ainda apresentam elevadas quantidades de EPA e DHA. Tudo isso somado à presença da vitamina E e à ausência de metais pesados. A recomendação é de três cápsulas por dia.

3. Ômega 3 Equaliv

O ômega 3 Equaliv é totalmente livre de metais pesados. Esse suplemento à base de óleo de peixe ainda conta com ativos fundamentais, como é o caso do EPA e do DHA. O óleo de peixe de sua composição também é extraído de espécies que vivem em águas profundas e gélidas.

Além disso, a importação desses peixes ocorre por meio de países que possuem certificação de pureza. Por fim, esse suplemento traz opções com 60, 90 e 120 cápsulas gelatinosas para serem ingeridas diariamente. A recomendação é de uma cápsula, três vezes ao dia.

4. Ômega 3 Sundown Naturals

O ômega 3 Sundown Naturals também é proveniente de peixes que habitam águas profundas e bem geladas, mais precisamente na região do Canadá. Um ponto importante sobre os benefícios desse ômega 3 é o fato dele passar por padrões altamente rigorosos, principalmente com relação a metais pesados e dioxinas.

Sua fórmula é rica em DHA e EPA. Cada porção, composta por três cápsulas, possui 540mg de EPA e 360mg de DHA. Esse é um produto aprovado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Tudo isso ajuda a atestar sua qualidade e segurança quanto ao consumo. A recomendação é de uma cápsula, três vezes ao dia.

5. Ômega 3 Growth

O ômega 3 Growth possui embalagem com 75 cápsulas, o que facilita a manutenção de nutrientes fundamentais para a saúde e o bem-estar. Na hora de saber qual é o melhor ômega 3, essa opção pode ser uma excelente indicação, principalmente pela ótima concentração de EPA e DHA.

No total, o fabricante dispõe de duas opções em sua linha, sendo o ômega 3 Ultra e o ômega 3 Normal. A principal diferença entre eles é justamente a concentração de ácidos graxos. A versão ultra possui 1000mg de DHA e EPA, enquanto a versão normal apresenta aproximadamente 600mg de DHA e EPA (quantidade considerada para uma dose com duas cápsulas). A recomendação é de duas cápsulas por dia.

6. Ômega 3 Pura Vida Vegan

Como o próprio nome já indica, esse é um produto totalmente vegano. O ômega 3 Pura Vida é um produto 100% de origem vegetal, sustentável e ainda livre de metais pesados. Ele consiste em um óleo de algas marinhas fabricado por meio de um processo biotecnológico e de ambiente controlado.

Sua formulação é baseada em DHA obtido da microalga schizochytrium, que é considerada uma das mais puras fontes do nutriente no mundo. Um diferencial desse produto é que ele apresenta a mesma molécula que pode ser identificada em outras fontes de ômega 3. Quem busca por um ômega 3 vegano, pode apostar nessa alternativa diferenciada e sustentável. A recomendação é de duas cápsulas por dia.

7. Ômega 3 Nutrata

O ômega 3 Nutrata apresenta alta concentração de EPA e DHA, promovendo maior absorção das substâncias devido à tecnologia utilizada. Ele é feito com ingredientes selecionados, livre de contaminantes e não possui odor, o que torna a ingestão mais agradável.

Puro e de qualidade, esse ômega 3 Nutrata não contém corantes ou conservantes artificiais em sua fórmula, que é livre de gordura trans. Do tipo TG, ele tem absorção mais eficiente.

8. Ômega 3 Vhita

Ômega 3 Vhita (Imagem: Divulgação/Vhita)

O ômega 3 Vhita promete, segundo o fabricante, ter a maior quantidade do suplemento se comparado a outros produtos do mercado. No total, ele oferece 64% de concentração de ômega 3 distribuído em 494mg de DHA e 783mg de EPA. Cada dose é composta por duas cápsulas de 1000mg. Outro diferencial é a concentração de vitamina E, que ajuda a evitar a formação de radicais livres.

Além disso, ele é desenvolvido por meio de uma tecnologia alemã. Sua extração é proveniente de peixes presentes em águas geladas e profundas da região da Noruega. Esse ômega 3 também conta com ausência de metais pesados e certificações mundiais importantes para atestar seu nível de pureza. A recomendação é de duas cápsulas por dia.

Aproveite para conferir todas as nossas ofertas de ômega 3!

Como escolher o melhor ômega 3?

Agora que você já conhece as melhores opções de ômega 3, é importante considerar alguns critérios para selecionar qual será o escolhido final. Segundo a nutricionista, algumas informações são essenciais nessa escolha:

  • Conter Vitamina E na sua composição: responsável pela ação antioxidante e manutenção da qualidade da cápsula);
  • A embalagem deve ser opaca: isso ajuda a manter a conservação e proteger da luminosidade;
  • A quantidade de EPA/DHA por cápsula: como a dosagem diária ideal é de 1400 mg por dia de EPA e DHA, é preciso calcular quantas cápsulas são necessárias para chegar a isso);
  • Conter o selo IFOS:  é importante ficar atento à procedência da matéria-prima, com certificações que atestem sua pureza. Segundo Bruna, a certificação The International Fish Oil Standards Program – IFOS, classifica e certifica os produtos disponíveis no mercado garantindo sua qualidade e pureza.

Depois de todas as dicas de comprovação da qualidade, a nutricionista ainda indica uma forma prática de saber o ômega-3 é de boa qualidade: testar o produto em baixas temperaturas, isto é: no congelador.

"O ômega-3 de boa qualidade não congela quando exposto em baixas temperaturas. A dica de ouro é abrir duas cápsulas (quantidade ideal de volume) e colocar o óleo em um recipiente leve elevar ao congelador. Após algumas horas (aproximadamente 5h), se o óleo congelar, indica que não é uma boa qualidade. Se após essas horas não congelar, você fez uma boa escolha", explica.

Vale lembrar que todo e qualquer suplemento (incluindo Ômega-3) deve ser indicado por um médico ou nutricionista. Portanto, apenas estes profissionais poderão recomendar a dosagem correta para sua necessidade (ALA, EPA e/ou DHA).

Leia também: