"Caramba, que celular é esse que tira foto da lua?". Estava com meus colegas em uma confraternização de fim de ano aqui da empresa em um bar em Botafogo, no Rio de Janeiro, e a lua cheia brilhava no céu estrelado. Parei para fotografar. Afinal, eu tinha acabado de comprar meu Samsung Galaxy S21 Ultra, e um dos motivos pelo qual escolhi o modelo da marca sul-coreana foi essa capacidade surpreendente que nunca pensei que veria num smartphone.

Foto da lua tirada do S21 Ultra em cima de uma mata (Foto: Gabriel Fricke)

Quando parei para fazer o clique, ouvi uma menina fazendo esta interrogação na rua. A Gabrielle Nunes, nossa editora de TV e Eletrodomésticos aqui no Buscapé, respondeu de bate pronto: "Amiga, é o Samsung Galaxy S21 Ultra". Não é a primeira vez que alguém me pergunta que smartphone é esse que faz foto da lua.

Fotos da lua tiradas em dias diferentes com o Galaxy S21 Ultra 5G (Foto: Gabriel Fricke)

Geralmente, a pergunta vem acompanhada da seguinte frase: "Quando tento fazer foto da lua com o meu, fica horrível". Esse, é claro, é um dos atributos mais interessantes do Galaxy S21 Ultra, um dos tops de linha da Samsung, que foi lançado em 2021. Mas o celular não para por aí. A grande dúvida que fica, no fim das contas, é a seguinte: "Será que esse produto ainda vale a pena o investimento com a chegada do S22, S22 Plus e S22 Ultra"? E é nisso que pretendo te ajudar com meu texto!

O S21 Ultra não faz foto só da lua, obviamente. Seu conjunto de câmeras é impressionante e fez com que eu, um Applemaníaco por toda a vida, esquecesse rapidinho do meu iPhone 12 Pro Max que foi roubado. E, aqui, faço um parêntese: as fotos do modelo da Apple são incríveis também, certo?

Celular S21 Ultra é bonito e tem ótimos recursos (Foto: Buscapé)

Mas o Samsung Galaxy S21 Ultra me chamou a atenção por seu visual extremamente elegante - um preto fosco - e também por sua capacidade de rodar qualquer aplicativo e jogo, até mesmo os pesados, com tranquilidade. A fluidez de seu sistema One UI 3.1 da Samsung amenizou meu estranhamento de migrar do sistema operacional iOS para o Android.

Há alguns outros pontos que valem ser citados, como a sua bateria grande e com recursos bacanas. Mas e seu custo-benefício? Bem, se você está na dúvida se investe no S21 Ultra, vou te ajudar a decidir se o aparelho da Samsung é uma boa para você. Na minha análise, falarei sobre as características acima e abordarei também seu design, tela, câmera (e vou explicar melhor a questão da "foto da lua"), entre outros aspectos. Abaixo, um vídeo com as especificações:

Samsung Galaxy S21 Ultra: melhores ofertas

Com a chegada do S22 Ultra, a Samsung parou de vender em seu site oficial o S21 Ultra. Isso não é um problema, entretanto, para quem ainda deseja adquirir esse modelo. Afinal, as varejistas seguem vendendo o smartphone top de linha. Você consegue ver os melhores preços desse produto abaixo aqui no Buscapé.

S22 Ultra e S21 Ultra, tops de linha da Samsung, lado a lado (Foto: Buscapé)

Ele está disponível em versões de 256GB e 512GB de armazenamento interno. Vale lembrar que a linha S da marca sul-coreana não possui espaço para cartão de memória, portanto, é preciso escolher com cautela dependendo da sua necessidade. Depois das ofertas, logo abaixo, eu falo sobre ponto a ponto do modelo, começando pelos prós e contras. Finalizo o artigo com uma nota para o S21 Ultra.

Prós e contras do Samsung Galaxy S21 Ultra 5G

Prós

O Samsung S21 Ultra é um modelo elegante e que conta com a poderosa Gorilla Glass Victus na frente e atrás, crucial para evitar danos com quedas ou batidas. Além disso, ele tem proteção contra água e poeira. Esse o primeiro ponto a favor a destacar.

O segundo é que amantes de séries e filmes como eu vão curtir muito a tela e o áudio de altíssima qualidade. Eu uso o meu com o Galaxy Buds 2, outra "maravilhosidade" da Samsung, um fone de ouvido Bluetooth que vale muito a pena (mas isso é um papo para outro review. De qualquer forma, deixarei no fim do artigo o link para esse produto para quem quiser melhor a experiência).

Quem optar pelo smartphone não terá problema para rodar nenhum jogo ou aplicativo mais pesado. E isso também fica evidente no uso do próprio sistema do aparelho. Desde que adquiri o meu S21 Ultra 5G, ele não travou nenhuma vez mesmo usando muitos apps ao mesmo tempo. A bateria de 5.000 mAh, no meu caso, que não fico o dia inteiro usando o modelo, passa de um dia de uso. Para quem usa mais que isso, dá para ficar 24h longe das tomadas.

Selfie minha com minha esposa Carolina do Samsung Galaxy S21 Ultra (Foto: Gabriel Fricke)

Além do suporte à rede 5G que está chegando ao Brasil em 2022 (e você pode saber mais sobre 5G na reportagem especial de Aline Batista), seu conjunto incrível de câmeras garante bons cliques não só para quem quer postar nas redes sociais, mas até para um uso mais profissional mesmo. E, claro, a tal foto da lua!

Contras

Os principais pontos negativos são o fato de que o modelo só vem com um cabo USB-C na caixa. Ou seja, nada de adaptador de tomada. Além disso, não tem entrada P2 para fone de ouvido. Assim, o fone Bluetooth se torna extremamente necessário.

Fone Galaxy Buds 2, que não vem junto com o S21 Ultra, em cima da caixa (Foto: Gabriel Fricke

Como todo o restante da linha S, nada de espaço para cartão de memória para expandir o armazenamento interno. Eu peguei a versão de 256GB. Parece muito, mas para quem é produtor de conteúdo, por exemplo, pode valer a pena buscar a de 512GB. E, claro, não dá para não citar que o valor é muito alto. O custo-benefício é ruim? Longe disso. Ele é um celular que entrega o que promete.

A questão maior é que a linha S22 foi lançada, e aí é preciso comparar os preços das duas gerações para poder tomar a decisão final. Mas eu falo mais sobre esse assunto no fim do texto. Agora, vamos começar a avaliação de ponto a ponto do Galaxy S21 Ultra.

O que vem na caixa do Samsung S21 Ultra?

A bela caixa do Samsung S21 Ultra - digna de um top de linha - vem com os seguintes itens em seu interior:

  • Cabo USB-C para USB-C
  • Chave para abrir a gaveta do chip
  • Manual do usuário

O Galaxy S21 Ultra não traz adaptador de tomada e nem fone de ouvido.

Galaxy S21 Ultra: ficha técnica do celular Samsung

Design elegante condizente com um top de linha

O Galaxy S21 Ultra só está disponível no Preto fantasma e no Prata fantasma aqui no Brasil. Apesar da variedade de cores ser pequena, ela agrada, já que ambos os modelos são lindos. Eu, particularmente, prefiro o preto e, dessa forma, foi o que escolhi para compra. Como ele é fosco, não fica com aquelas marcas de dedos, sabe?

Versão Prata fantasma do S21 Ultra (Foto: Shutterstock)

Ele tem a poderosa proteção Gorilla Glass Victus, que protege dos danos de quedas e arranhões (mas, mesmo assim, recomendo o uso de película. A minha é de cerâmica e gosto bastante. Temos um artigo que fala sobre os melhores tipos de película. Ah, uma capinha é indispensável também). Deixo uma opção abaixo similar à que eu uso.

O S21 Ultra 5G ainda conta com a melhor proteção contra água e poeira, chamada de certificação IP68. O que ela significa? O aparelho resiste à imersão de até 1,5m por 30 minutos. Mas, atenção, somente em água doce, hein... A água salgada pode acabar por estragar componentes internos do smartphone. Isso vale para qualquer celular!

Bom, voltando ao corpo do Samsung S21 Ultra. Ele tem acabamento de alumínio nas laterais e, como falamos, Gorilla Glass Victus na frente e na traseira. Em termos do desenho do modelo, o módulo da câmera no canto superior esquerdo da parte de trás chama a atenção ao se estender até os lados, o que dá uma sensação de continuidade.

Galaxy S21 Ultra tem design elegante (Foto: Buscapé)

As quatro lentes, o sensor de foco automático e o flash ficam nessa parte e dão aspecto premium. Como há um sobressalto nessa parte, se você apoiar o modelo em uma superfície lisa, como uma mesa, ele fica "balançando". Eu uso uma capinha também para nivelar o smartphone. Ah, o meu também possui uma película para as câmeras só por segurança. Mas esse acessório não vem com o produto, ok?  Veja a oferta abaixo!

Um ponto importante do design. O produto, apesar de ser compatível com a S Pen, não vem com ela integrada e não possui entrada para alojá-la em seu corpo. É diferente do que ocorre no S22 Ultra, que tem um buraco onde a caneta inteligente fica e, para usá-la, é só apertar nesse local que ela sai. Ou seja, caso você queira usar esse acessório, terá que investir numa capinha com o espaço para a S Pen. Veja ofertas desse item.

Por fim, é um aparelho grandalhão, ok? Se você usar uma bermuda ou calça com bolso não tão fundo, vai ficar com a ponta para fora. Tem quem não curta isso. Eu me acostumei a usar celulares grandes com o S21 Ultra, mas é um ponto para ficar ligado sobretudo na questão da segurança, porque pode acabar chamando a atenção demais.

Câmeras excelentes e a famosa foto da lua

Chegamos ao ponto que, para mim, chamou mais a atenção do produto: as câmeras. E, principalmente, como contei anteriormente, por conta da possibilidade de fotografar a lua! Abaixo, te mostro alguns desses cliques espetaculares e, logo em seguida, te explico como é possível que o Samsung Galaxy S21 Ultra 5G faça isso enquanto outros celulares te entregam um borrão.

Fotos da lua feitas em dias diferentes (Foto: Gabriel Fricke)

Pois bem... O S21 Ultra tem um zoom espacial 100x. Para alcançá-lo, a marca sul-coreana conta com duas câmeras diferentes. Uma faz imagens próximos com lente 3x, e a outra, distantes, com lente 10x. É o tal do zoom óptico, ou seja, um zoom garantido pela capacidade "física" dessas lentes (a grosso modo).

A mescla dele com um zoom digital, que usa o hardware do aparelho para se aproximar de objetivos a looonga distância, garante o chamado zoom espacial 100x. No caso da lua, só é possível fazer os registros com o modo Otimizador de Cena ligado. Presente em aparelhos anteriores, como o Galaxy Note S20 Ultra, ele identifica o que está em cena: pessoas, paisagens e até mesmo a lua, no caso específico do S22 Ultra e do S21 Ultra. A partir daí, ele faz um aprimoramento dos detalhes da imagem usando a inteligência artificial.

Registros da lua com o Samsung S21 Ultra (Foto: Gabriel Fricke)

"Ah, mas então peraí... o S21 Ultra está roubando?". Não, não. Ele, de fato, faz fotos da lua, só que otimiza os detalhes para o resultado ficar melhor. Foram feitos alguns testes recentemente tentando enganar o Otimizador de Cena e, neles, foram usados objetos com a mesma forma e mesma cor da lua para tentar ver se a IA jogaria os detalhes da lua em cima deles. Mas não rolou.

Max Weinbach, que é jornalista, procurou no APK da câmera desse celular texturas da lua. Sem sucesso. Nada de evidências sobre isso. Conclusão: as fotos são realmente da lua? Sim! Elas ficariam tão boas se não tivesse o pós-processamento? Não. Mas aí preciso defender o S21 Ultra.

Fotos do entardecer de Trancoso, na Bahia, do S21 Ultra (Foto: Gabriel Fricke)

Qualquer foto tirada pelos smartphones atuais usa do pós-processamento para melhorar o contraste, o brilho, a nitidez e as cores. Aqui vale uma ressalva: as fotos usando o zoom 100x em seu máximo de capacidade sem o Otimizador de Cena não ficam tão legais. Aí vale reduzir um pouco isso.

E daí que vem a minha dica: quer um celular que tire boas fotos? Não adianta observar só a resolução da câmera (MPs) ou quantas lentes estão presentes no aparelho. Nem mesmo somente a abertura das lentes. O hardware, a inteligência artificial, os recursos e o processamento são cruciais para registros de qualidade.

Registros do entardecer na Bahia com o Galaxy S21 Ultra 5G (Foto: Gabriel Fricke)

Explicada a questão da foto da lua do Galaxy S21 Ultra e, já tendo mencionado as duas câmeras teleobjetivas para zoom, vamos para a câmera principal de 108MP. Além da ótima resolução, ela combina até 9 pixels em 1 para garantir a captura de mais luz e a melhoria das fotos tiradas à noite ou em condições de baixa luminosidade. É o recurso Nona Binning. Ah, o modo noturno ainda pode ser usado com zoom de 10x.

Foto tirada do S21 Ultra em Trancoso, na Bahia, com a câmera macro (Foto: Gabriel Fricke)

Aqui faço um parêntese: as câmeras citadas acima tem estabilização óptica para evitar tremidos. E, além delas, temos a ultra-wide de 12MP. É aquela que tira as fotos de paisagens, com um ângulo maior. Ela possui super estabilização. Eu, particularmente, gosto muito do resultado desse sensor. Abaixo, compartilho cliques do Galaxy S21 Ultra para que você veja como ficam.

Foto minha tirada do S21 Ultra no Modo Retrato (Foto: Carolina Araujo)

Sobre a câmera frontal, ela tem 40MP de resolução com abertura de f/2.2. O foco é automático. Os resultados para modo retrato, que usa a IA do S21 Ultra, desfocando o fundo, são excelentes. É possível usar modo noturno nas selfies, garantindo uma boa qualidade, com cliques menos granulados.

Fotos no Modo Food, que criam um efeito desfoque no fundo 

Vale mencionar que o S1 Ultra tem um modo macro para tirar fotos de detalhes, bem próximas, como por exemplo, de plantas. E ainda tem um recurso que eu amo, que é o modo food. Ele é autoexplicativo. É para tirar foto de comida. Fica lindo.

Mais fotos do S21 Ultra no modo food (Foto: Gabriel Fricke)

E os vídeos do Galaxy S21 Ultra? Nas câmeras traseiras, você pode optar pelas resoluções HD, Full HD, Ultra HD e 8K a 30, 60 ou 24 quadros. Isso impacta no tamanho dos arquivos gerados e na qualidade. Se quiser fazer vídeos para as redes sociais, o Full HD e o Ultra HD vão dar conta do recado. Seu modo superestável também garante que eles não fiquem tremidos.

Mais fotos tiradas do Modo Food no Samsung S21 Ultra (Foto: Gabriel Fricke)

Se for filmar usando câmera frontal, não dá para fazer vídeo em 8K. Porém, ela grava em 4K a 60 fps e já dá um ótimo resultado. E, claro, a cereja do bolo é o modo "visão do diretor". Ele usa todos os cinco sensores de maneira simultânea. Dessa forma, você consegue gravar de ângulos diferentes. Miniaturas na tela te mostram como cada uma capta. Para quem é produtor de conteúdo, pode ser um recurso bem interessante.

Foto macro de flor e da cadelinha Malak do lado direito com o S21 Ultra (Foto: Gabriel Fricke)

Processador garante experiência fluida, sem travamentos

Quando migrei da Apple para a Samsung, esse era o ponto que mais me preocupava. Tive iPhone desde a quinta geração. Nunca tive problemas graves com travamentos e sempre achei o iOS um sistema operacional extremamente fluido. É claro que eu já tinha usado o Android muito testando celulares, mas é diferente quando você usa muito a longo prazo.

Afinal, conforme vai avançando o ciclo de vida do smartphone, os problemas vão aparecendo e, no Android, isso parece mais recorrente. Mas meu medo foi sumindo com o passar dos dias e meses com meu Galaxy S21 Ultra nas mãos. A fluidez da interface One UI 3.1 da Samsung, garantida pelo processador Exynos 2100, de fabricação da própria marca sul-coreana, me deixaram bem satisfeito.

Me acostumei rapidamente com o Android por conta da qualidade do chipset desse modelo e do seu desempenho. Não jogo tanto no smartphone, mas baixei jogos mais pesados, como Asphalt 9 Legends pra testar a potência do S21 Ultra. Nenhum problema para rodar o game (mesmo no máximo desempenho). No Call of Duty Mobile, a experiência foi excelente também. Há versões de 12GB e de 16GB. A minha é a primeira e, se com ela o smartphone não trava, com a segunda é que não vai acontecer.

Tela para quem maratonar filmes e séries com qualidade

Como disse, não sou usuário assíduo de jogos, mas AMO assistir filmes e séries (principalmente aqueles reality shows trashes de relacionamento, sabe? Melhor ainda se for com o Casimiro reagindo). Brincadeiras à parte, eu consumo muito streaming, e a tela Dynamic AMOLED 2X com resolução 3200 x 1440 (Quad HD+) e 6,8 polegadas me oferece uma experiência com cores vivas e brilho intenso.

Tela de altíssima qualidade do Galaxy S21 Ultra chama atenção (Foto: Buscapé)

Quer gastar menos bateria? Dá para mudar da resolução WQHD+ (3200 x 1440 pixels) para FHD+ (2400 x 1080 pixels) ou mesmo HD+ (1600 x 720 pixels). Busca transição fluida de imagens para filmes de ação? A taxa de atualização ajustável de até 120Hz proporcionada pelo display do Galaxy S21 Ultra vai garantir isso!

Ah, e depois de um dia inteiro trabalhando no computador, nada melhor que ajustar gradualmente a temperatura da cor do display e reduzir a fadiga ocular. Esse é o recurso Eye Comfort Shield.

Mas e a bateria do Galaxy S21 Ultra 5G?

Essa era outra preocupação minha. Um aparelho flagship com tantos recursos vai gastar bateria até não poder mais, certo? Não, não... O S21 Ultra segura, com tranquilidade, um dia de uso. Há vezes em que estou mais pegado no trabalho e não mexo tanto nele, e aí chega a superar esse período.

A bateria tem capacidade de 5.000 mAh, mesma do Galaxy S20 Ultra, mas é melhor porque o processador e o software são otimizados para isso. O fato de a taxa de atualização ter ajuste dinâmico também ajuda. Se você não precisar dos 120Hz, ele vai deixar com menos e não vai comer tanto da bateria. Costumo deixar a resolução do display em Full HD+ para ter os resultados citados acima. É certo que, com a WQHD+ (3200 x 1440 pixels) escolhida, a experiência não será tão boa nesse quesito, mas você não precisa usá-la o tempo todo.

Galaxy S21 Ultra tem boa bateria de 5.000 mAh (Foto: Buscapé)

O ponto negativo nesse aspecto vem pelo fato de que não vem carregador na caixa. Ou seja, você vai ter que adquirir o adaptador de tomada de 25W (o cabo USB-C vem... UFA!). Ele demora cerca de 1h para chegar de 0 a 100%. Dá para usar carregamento sem fio de até 15W, um pouco mais lento, e o reverso de 4,5W, com o qual você consegue transformar o S21 Ultra num powerbank e carregar outros smartphones.

Conectividade e outros aspectos

Como todo aparelho da linha S21 e S22, não há entrada para cartão microSD. Portanto, aposte na versão de 512GB se você acha que precisa de muito, muito armazenamento. Eu investi na de 256GB e me atende muito bem. Caso precise mais que isso, a solução é assinar um serviço de compartilhamento em nuvem.

O Galaxy S21 Ultra, como já falado, tem suporte à rede 5G e também Bluetooth 5.2, versão avançada e estável. Além disso, ele possui NFC para pagamentos com aproximação e um recurso que se chama MST. Trata-se da transmissão magnética segura. Ela faz a simulação daquelas tarjas do cartão e é usada no Samsung Pay quando a máquina para pagar não tem NFC. Eu, atualmente, praticamente não ando com meus cartões físicos.

Galaxy S21 Ultra tem entrada USB-C (Foto: Buscapé)

O S21 Ultra 5G é dual chip também. Dá para usar dois chips físicos e também um físico e um eSIM, o chip virtual. Por fim, o aparelho é compatível com a S Pen, apesar de não vir com ela na caixa, e seu suporte não é tão bom quanto o que se encontra com o S22 Ultra ou a linha Note.

Galaxy S21 Ultra: preço e custo-benefício

Depois de falar sobre minha experiência com o S21 Ultra e analisar um pouco de suas especificações com base em meu uso, eu falo sobre preço e custo-benefício. Vamos lá... Quando eu comprei esse smartphone, ele custava R$ 5.830. Foi exatamente na Black Friday de 2021, época de descontos (e ainda peguei cashback no Buscapé). Mas o S22 Ultra entrou na jogada em 22 de fevereiro de 2022.

O novo modelo da Samsung, que foi lançado juntamente com S22 e S22 Plus, está custando atualmente R$ 7.249,99 (versão de 256GB de memória interna) e R$ 9.449,10 (na de 512GB). Já o Samsung S21 Ultra sai por R$ 6.028,19 (256GB) e R$ 11.399,05 (512GB)*. Então precisamos projetar alguns cenários aqui para entender se vale a pena ou não comprar.

De um lado, o Galaxy S22 Ultra. Do outro, o S21 Ultra (Foto: Buscapé)

Se um celular de 256GB é o suficiente para você e gastar mais de R$ 7 mil num smartphone não está em cogitação, aposte no S21 Ultra com essa capacidade. Já o S21 Ultra com 512GB não é uma boa. Se quiser um modelo com esse armazenamento interno, vá atrás de um S22 Ultra!

Esse celular tem um design lindo, que remete à linha Note, vem com a S Pen, tira fotos impecáveis e chega com o Snapdragon 8 Gen1, processador mais recente e potente da Qualcomm. Trata-se de uma boa novidade porque a Samsung sempre apostava nos chipsets de fabricação própria no Brasil, e esse é muito, muito veloz.

*Os valores citados no artigo foram coletados no dia 10 de junho e podem sofrer flutuação diária

Outras opções de celulares e acessórios disponíveis

Conforme citado no início do texto, um fone de ouvido Bluetooth é indispensável para usar seu Galaxy S21 Ultra, e o meu é o excelente Galaxy Buds 2, com cancelamento de ruído ativo, modo ambiente, boa bateria, estojo carregador e bom custo-benefício. Leia mais sobre ele no review do Buds 2 escrito por Aline Batista. Outro acessório indispensável é um carregador da Samsung, que não vem na caixa.

Se você achou caro demais e está atrás de um celular top de linha, pode ser uma boa investir no S21, que tem um custo-benefício excelente, ou no S21 Plus. Eles são ótimas alternativas. Temos um artigo que analisa a ficha técnica do S21 e o outro que fala do S21 Plus para quem quiser se aprofundar.

Outra alternativa é ir atrás dos lançamentos, o S22 e o S22 Plus, cujas ofertas estão abaixo. São excelentes opções por se tratar de modelos novos e com muitos atributos interessantes, como desempenho e boa câmera com recurso para melhorar fotos noturnas que se chama Nightography. Leia a análise de ficha técnica do S22 e o texto sobre o S22 Plus para mais informações.

Outras opções além de modelos da Samsung são o iPhone 13 Pro Max, o Mi 11 Ultra, da Xiaomi, e o Motorola Edge 30 Pro, todos tops de linha com boas especificações. Caso queira saber mais dessas marcas, temos a lista de melhor iPhone, melhor Motorola e melhor Xiaomi. Além disso, temos os melhores celulares de 2022 escolhidos pelos nossos especialistas.

Conclusão

Lançado em 2021, o Galaxy S21 Ultra é um celular top de linha recheado de bons recursos. Em uma escala de 5 a 10 (onde 5 representa aparelhos medíocres, em que não vale a pena investir, e 10 significa um ótimo celular, sem pontos negativos), nossa nota final para ele é 9,5.  

Nessa gradação, estão os melhores modelos, com bom desempenho e poucos problemas. Dependendo das características que você procura em um smartphone e do quanto está disposto a investir em um smartphone, consideramos que o produto vale a pena.

Como mostramos ao longo deste review, o S21 Ultra é um baita smartphone. Tem ótimo desempenho, sendo capaz de rodar qualquer aplicativo ou jogo com facilidade, display de alta qualidade para ver vídeos e séries, som nítido, bateria boa, câmeras que garantem fotos incríveis e acabamento resistente e bonito.

Os pontos negativos são poucos, como a ausência do carregador na caixa do S21 Ultra, o fato de não ter entrada para cartão microSD e nem P2 para fone de ouvido. Um outro ponto que pode incomodar alguns usuários é que o uso da S Pen não é tão fluido, e ela não vem com o produto. Para mim, não chega a ser um "contra" desse modelo.

Ferramentas do Buscapé

Curtiu o Samsung Galaxy S21 Ultra 5G? Para garantir uma economia de verdade na hora de comprá-lo, aproveite o Alerta de Preço. Vamos te avisar quando o produto atingir a faixa de preço que você quer! O Buscapé também oferece o Histórico de preços, com o qual você pode acompanhar a flutuação dos valores do smartphone. Dá para ver preço de até 6 meses atrás e comparar com o valor atual, para saber a hora certa de comprar!

Ao comprar seu S21 Ultra ou qualquer outro produto, você ainda pode aproveitar o cashback e ganhar dinheiro de volta! Não sabe como funciona essa ferramenta? Aqui você pode tirar todas as dúvidas sobre o cashback do Buscapé!

Temos também uma página de cupons de descontos para compras e frete grátis. E, por fim, vale baixar também a extensão do Buscapé para Google Chrome, que traz todas essas ferramentas num só lugar, facilitando a sua experiência de compra!