O Redmi Note 10S é um smartphone intermediário, que foi lançado pela Xiaomi em 2021 - ou seja, já não faz parte da geração mais recente da marca. Ainda assim, pelo preço em conta e boas especificações, ele promete ser um celular que ainda vale a pena comprar em 2022. Para descobrir se isso é mesmo verdade, eu testei o Redmi Note 10S de 128GB por uma semana e contei todas as minhas impressões a seguir.

Vale dizer que o meu celular do dia a dia também é um intermediário da Xiaomi, mas um pouco mais antigo: o Mi 9 Lite, lançado em 2019. Por isso, fiz várias comparações entre os dois ao longo do texto. Ah, para escrever o review, levei em conta seis critérios: design, tela, câmera, bateria, desempenho e custo-benefício. Confira, a seguir, todas as minhas opiniões sobre o Redmi Note 10S e descubra se ele ainda é uma boa aposta em 2022.

Não sabe como escolher o melhor smartphone para você? Então, confira nosso guia de como comprar celular e acertar na escolha!

Prós e contras

Prós

O conjunto de câmeras do Redmi Note 10S traz quatro lentes diferentes, com a principal tendo 64MP, o que proporciona bastante versatilidade para ela. Além disso, a tela grande, com 4,53 polegadas, garante conforto para assistir a vídeos e para jogar. Outras vantagens do aparelho são os 6GB de memória RAM, que evita travamentos, e os 5.000 mAh de bateria com carregamento ultrarrápido.

Contras

Por outro lado, ele também tem alguns pontos negativos, como a ausência de resistência contra água - ele é resistente apenas a respingos d'água. Além disso, embora o processador tenha bom desempenho, ele já é um pouco antigo e pode ficar desatualizado em pouco tempo.

Redmi Note 10S: o que vem na caixa?

O Redmi Note 10S vem com capinha e carregador (Foto: Mosaico)
  • Smartphone Redmi Note 10S
  • Carregador ultrarrápido 33W
  • Cabo USB-c
  • Capinha de silicone
  • Extrator de chip
  • Manual do usuário

Ficha técnica

Design

Eu costumo dizer que não gosto de celulares muito grandes, então, quando decidi testar o Redmi Note 10S, achei que estranharia o tamanho dele. Afinal, um aparelho da linha Note deve ser bem grande, né? A primeira surpresa aconteceu quando eu me dei conta de que ele é praticamente do mesmo tamanho do meu Mi 9 Lite.

O Redmi tem 160mm de altura, 74,5mm de largura e 8,2mm de espessura. Ou seja, além de ser apenas 3,2mm maior que o meu celular, ele ainda é meio milímetro mais fininho. Nisso, o aparelho já ganhou alguns pontos comigo, porque a pouca espessura significa que ele é fácil de guardar no bolso ou bolsa sem criar aquele volumão.

O Redmi Note 10S e bem fininho e quase não faz volume no bolso (Foto: Mosaico)

Quanto ao visual, o Redmi Note 10S está disponível em três cores: cinza, branco e azul. O modelo que eu testei é azul e tem um degradê na parte traseira, o que, na minha opinião, deixa o smartphone bem bonito. Na parte frontal, o aparelho é bem minimalista, com bordas infinitas e sem notch para a câmera, que fica alocada em um furo na tela.

O desbloqueio com digital é feito na lateral, no mesmo botão de bloqueio. Mas esse modelo também conta com desbloqueio facial. Embora a funcionalidade já seja comum em celulares intermediários, eu achei um bom ponto positivo. Vale dizer que os dois tipos de desbloqueio funcionaram muito bem durante os testes.

A traseira do Redmi Note 10S tem um degradê azul e um notch retangular para alocar as câmeras (Foto: Mosaico)

A fabricante não deixa claro qual é o material do corpo do Note 10S, mas pesquisando em sites especializados, mais de uma vez me deparei com a informação de que o aparelho é feito em plástico. Mesmo assim, ele tem aparência de ser resistente.

Outro ponto positivo foi que o Redmi Note 10S vem com uma capinha, coisa que não acontece mais com quase nenhum aparelho - pelo menos que eu saiba. A capinha é transparente e de silicone, mas é bem firme, o que dá a impressão de proteger bem o smartphone. Ela chega a ser um pouco durinha e foi até difícil de colocar no aparelho. Além disso, por ser fininha, a capa quase não altera o tamanho do celular.

O ponto negativo é que o modelo não é resistente contra água. Ele tem apenas proteção IP53, contra pingos d'água. Ou seja, nada de se aventurar com ele em piscinas, ok?

Se, por acidente, seu smartphone cair na piscina, a gente ensina como tirar água do celular e salvar o aparelho.

Tela

O celular Redmi Note 10S tem tela com painel AMOLED e resolução Full HD+, mesma definição do meu Mi 9 Lite. Por isso, à primeira vista, não notei muita diferença entre os dois smartphones. Mas, prestando um pouco mais de atenção, percebi que o meu celular tem cores mais saturadas e brilho um pouco maior, enquanto o Redmi tem cores mais naturais. Não chega a ser uma diferença muito impactante, mas eu acabei preferindo a tela do Note 10S.

Vale dizer que sua tela tem 6,43 polegadas. Esse é um tamanho grande e foi muito confortável tanto para assistir a vídeos, quanto para jogar.

O Redmi Note 10S não tem notch para a câmera frontal, e sim um furo na tela (Foto: Mosaico)

A Xiaomi não informa a taxa de atualização da tela, mas, por se tratar de um aparelho intermediário, não podemos esperar que ela seja muito superior a 60 ou 90Hz. Por isso, o Redmi Note 10S também não conta com taxa de atualização adaptativa.

Por outro lado, uma boa notícia para os desastrados de plantão é que esse celular tem proteção Corning Gorilla Glass 3, que ajuda a proteger a tela no caso de quedas ou batidas. Em resumo, é uma boa tela para um smartphone intermediário, mas com certeza não é um dos pontos de destaque do modelo.

Aproveite para entender melhor o que é a taxa de atualização do celular e como ela impacta na sua experiência.

Câmera

O conjunto de câmeras do Redmi Note 10S é bem versátil, ideal para quem curte tirar fotos em diferentes ambientes e quer ter liberdade para fazer cliques bem variados. É claro que, por se tratar de um aparelho intermediário, não podemos esperar que as fotos tiradas com o Note 10S sejam profissionais. Mas, ainda assim, a câmera do smartphone garante uma boa experiência!

São quatro sensores diferentes: o principal tem 64MP, a lente ultra-wide tem 8MP e é indicado para fotos com ângulos maiores - como paisagens -, a lente macro tem 2MP e é ideal para fotos em que o objeto está próximo à câmera e, para fechar, o último sensor também tem 2MP e é usado para fazer fotos no modo retrato, com o fundo desfocado. Além disso, o intermediário da Xiaomi conta com Modo Noturno e Modo Pro, que permite ajustar o foco, tempo de exposição e outros recursos de acordo com a sua preferência.

Na teoria, esse é um ótimo conjunto e deve entregar boas fotos. Mas, e na prática? Será que isso ainda é verdade? É claro que eu testei as diferentes câmeras do Redmi Note 10S para falar o que eu achei delas em diferentes ocasiões. Começando pelo sensor principal, o resultado foi muito bom durante o dia. Para testar, eu tirei fotos da janela da minha casa e elas tiveram um bom nível de detalhamento, cores vivas e nenhuma granulação.

As fotos tiradas com o sensor principal durante o dia tiveram boa qualidade (Foto: Gabrielle Nunes)

Essas fotos foram tiradas de manhã, quando o nível de luz natural é bem alto. Mas é claro que nem sempre temos tanta luz à disposição. Por isso, fiz o mesmo experimento à noite. O resultado não me decepcionou, afinal, a qualidade da foto foi razoável e não ficou granulada. Porém, as luzes ficaram um pouco estouradas e a sensação foi de uma foto um pouco "lavada". Como o aparelho conta com Modo Noturno, resolvi fazer a comparação. O resultado está na imagem abaixo. Embora à primeira vista as duas fotos sejam bem parecidas, a foto com Modo Noturno é bem mais rica em detalhes, além de não ficar estourada em regiões mais iluminadas.

À esquerda, foto tirada com o sensor principal. À direita, foto usando Modo Noturno do Redmi Note 10S (Foto: Gabrielle Nunes)

Para testar o Modo Retrato, eu tirei as duas fotos abaixo. Na primeira, foi usada apenas a lente principal e eu gostei bastante do resultado. É claro que não podemos compará-la com às tiradas com um Galaxy S22 ou iPhone 13, por exemplo, mas o resultado foi bem satisfatório para quem tira fotos apenas por diversão, como eu.

Já na segunda, usei o Modo Retrato e, embora o resultado tenha sido parecido, achei as cores um pouco mais reais. Repare que o roxo no fundo está um pouco mais escuro. Infelizmente, o resultado do desfoque não foi 100%, já que algumas regiões do fundo não foram desfocadas.

Aqui, eu preciso dizer que eu estava a poucos passos das prateleiras atrás de mim, o que pode ter prejudicado um pouco o efeito. Acredito que, se o plano de fundo estivesse mais distante, o resultado seria melhor, mas não cheguei a fazer esse teste. De qualquer forma, considerando que é normal que o Redmi Note 10S tenha algumas limitações, fiquei satisfeita com o resultado. No fim das contas, mesmo no meu dia a dia, eu me prendo mais ao resultado geral das fotos e não me preocupo tanto com detalhes. Mas, se você é mais detalhista, vale ficar atento a isso!

À esquerda, foto tirada com o sensor principal. À direita, foto usando Modo Retrato do Redmi Note 10S (Foto: Gabrielle Nunes)

Por fim, eu testei a câmera frontal, que tem 13MP. Admito que não esperava muito dela, mas o resultado das fotos foi bem satisfatório para um aparelho intermediário. Eu fiz selfies em um ambiente com bastante luz e o resultado foi bom, a foto não ficou nem pixelada, nem muito estourada por causa da luz natural. É verdade que o resultado não foi uma foto digna de blogueira - e eu nem esperava isso -, mas também não me decepcionou.

A câmera de selfie do Redmi Note 10S também não decepciona (Foto: Gabrielle Nunes)

A conclusão foi que o conjunto de câmeras do Redmi Note 10S, além de ser bem versátil, entrega um bom resultado para quem tira fotos apenas por diversão e não espera fotos profissionais. Considerando que esse é um aparelho intermediário - e comparando o resultado com o do meu celular, um Mi 9 Lite -, eu fiquei satisfeita.

Se você faz questão de fotos incríveis, que tal dar uma olhada na nossa seleção de celulares com as melhores câmeras do momento?

Bateria

A bateria é um dos principais pontos positivos do Redmi Note 10S. Isso porque, com 5.000 mAh, sua bateria promete durar mais de um dia de uso. Eu fiz o teste de carregar completamente o aparelho e usá-lo até a bateria acabar e ela durou quase 48 horas. É verdade que o uso não foi muito intenso e não coloquei meu chip nele, ou seja, não tive sinal ou dados, o que poderia ter aumentado o consumo da bateria. Mas, além de usar a câmera e redes sociais, também passei várias horas jogando jogos. Mesmo assim, ele resistiu por bem mais de um dia inteiro. Para quem precisa passar o dia inteiro na rua - seja trabalhando, estudando, ou mesmo a passeio -, isso é muito positivo! Afinal, ninguém gosta de ficar sem bateria no meio do dia, né?

Além de ter bateria grande, o Redmi Note 10S vem com carregador ultrarrápido (Foto: Mosaico)

E se você tem um uso muito intenso do aparelho e tem medo da bateria acabar rapidamente, eu tenho mais uma boa notícia: o Note 10S tem carregamento ultrarrápido de 33W - e já vem com o carregador para isso. Mesmo com 5.000 mAh de bateria, o smartphone foi de zero a 100% de carga em apenas 1 hora. Ponto positivo para ele!

Vale dizer que esse celular não conta com carregamento magnético ou reverso. Como esse tipo de tecnologia só é encontrada, atualmente, em aparelhos premium ou superpremium, não acho que isso chegue a ser um ponto negativo. Para mim, não fez falta nenhuma. Mas, se esses tipos de carregamento são indispensáveis para você, é importante saber que o Redmi Note 10S não é compatível com eles.

Faz questão de uma bateria super potente? Confira a lista de celulares com melhor bateria do momento!

Desempenho

O desempenho desse celular intermediário da Xiaomi também não deixou a desejar. Antes de tudo, seu sistema operacional é o Android 11 (MIUI). O processador Helio G95, da MediaTek, não é dos mais atualizados, mas ainda proporciona um bom desempenho, sem encarecer o aparelho. Ele é octa-core e tem velocidade de até 2,05GHz. A memória RAM de 6GB ajuda a deixar o aparelho mais rápido e a evitar travamentos em tarefas cotidianas.

Vale dizer que meu uso do celular, no dia a dia, não exige muito do aparelho. Então, se você prioriza o uso de redes sociais, câmera e alguns jogos leves, o Note 10S não vai te deixar na mão.

Se você é fã desse sistema operacional, que tal conhecer os melhores celulares com Android para comprar?

Falando nisso, eu também testei alguns jogos que eu costumo jogar no meu Xiaomi Mi 9 Lite e a experiência no Redmi Note 10S foi surpreendentemente positiva. O Gardenscapes, por exemplo, um jogo nem tão pesado, mas que demora bastante a abrir no meu celular, abriu bem mais rápido no Redmi e não travou nenhuma vez enquanto eu jogava.

É claro que, se você está acostumado com um celular top de linha, talvez se decepcione com o Redmi Note 10S. Mas para mim, que tenho um intermediário já ultrapassado, ele foi mais que suficiente. No fim, é tudo uma questão de alinhar as expectativas.

Procurando um celular bom para jogo e barato? Confira a nossa lista de smartphones gamer acessíveis.

Redmi Note 10S: preço e custo-benefício

Custando a partir de R$ 1.270 - valor do dia 29/06/2022 -, é inegável que o Redmi Note 10S tem um ótimo custo-benefício. Seu conjunto de câmeras entrega uma boa experiência para um aparelho intermediário e sua bateria dura mais de um dia, além de ser compatível com carregamento ultrarrápido. O desempenho também não deixa nada a desejar em relação a aparelhos mais caros, graças ao processador eficiente e aos 6GB de memória RAM.

Por isso, se você busca um aparelho com preço em conta e bom desempenho para uso cotidiano, o Redmi Note 10S é uma ótima opção. É claro que é preciso entender que esse é um aparelho intermediário e, por isso, terá algumas limitações. Mas, para um celular nessa faixa de preço, ele tem um ótimo desempenho.

Sabia que o Redmi Note 10S foi considerado um dos melhores celulares custo-benefício de 2022 pela nossa equipe? Confira outros smartphones com bom custo-benefício na nossa lista.

Acessórios compatíveis

Como eu já falei acima, o Redmi Note 10S é um celular que vem com mais acessórios que a maioria dos modelos atuais, principalmente com essa tendência das marcas de não incluírem o carregador na caixa. Além de vir com cabo e carregador ultrarrápido, o intermediário da Xiaomi também vem com uma capinha de silicone transparente. Mas não vem com fone de ouvido, seja com fio ou sem. Por isso, se você curte ouvir música ou assistir a vídeos no celular, vai precisar comprar um fone à parte. Separei dois modelos com bom custo-benefício, que vão te proporcionar uma boa experiência de som, sem cobrar muito por isso.

Se você não curtiu os modelos acima, não tem problema! Confira a nossa lista completa de melhores fones de ouvido Bluetooth. Lá, com certeza, você vai encontrar a opção ideal!

Aparelhos similares

Se você ainda está em dúvida se esse é o celular ideal para você, eu separei a seguir duas opções de aparelhos intermediários que também podem ser do seu interesse. O Samsung Galaxy A32 e o Moto G50 são smartphones com bom custo-benefício, bateria grande e conjunto de câmera bem versátil. Ambos também têm bom desempenho, mas perdem em relação ao Redmi Note 10S, pois têm apenas 4GB de memória RAM.

Quer ver mais opções? Confira nossa lista de melhores celulares baratos e, também, nossa lista de melhores celulares até R$ 1.500.

Conclusão

Para fechar esse review, preciso dizer que o Redmi Note 10S me surpreendeu bastante de uma forma super positiva. Eu esperava que ele fosse um aparelho intermediário bem simples e entregasse um desempenho básico, mais voltado para o uso de redes sociais e aplicativos mensageiros.

Porém, além de ter ficado bem satisfeita com a câmera e com a bateria do aparelho, o desempenho dele também foi melhor que eu esperava. É claro que, se você pretende jogar jogos mais pesados, ele pode apresentar alguma lentidão. Por isso, a nota final para o Redmi Note 10S foi 9.

Ferramentas do Buscapé

Quer ter certeza de que você vai fazer a melhor compra? Aqui no Buscapé, nós temos várias ferramentas que podem te auxiliar nesse momento! O Alerta de Preço e o Histórico de preço, por exemplo, te ajudam a saber a hora certa de fazer a compra e encontrar o preço que você pode pagar. Com o Alerta, você diz qual preço quer pagar no seu smartphone e é notificado  quando o produto atingir o valor desejado. Já com o Histórico é possível ver a flutuação no preço do aparelho nos últimos 40 dias ou 6 meses. Legal, né?

Agora, se o que você procura é dinheiro de volta, que tal ficar de olho no Cashback do Buscapé? É isso mesmo! Na hora de fazer a sua compra, você pode receber parte do valor de volta se o produto estiver com cashback. E vale dizer que, aqui no Busca, cashback significa dinheiro de volta de verdade! Veja no vídeo como funciona o Cashback do Buscapé.