O celular intermediário acaba sendo uma escolha frequente dos consumidores que buscam aparelhos completos e que não custam tão caro quanto os tops de linha. Se você está procurando o melhor celular intermediário, mas não sabe qual escolher, está no lugar certo! Nós montamos uma seleção com as melhores opções para se comprar em 2022.

Selecionamos celulares para os mais diferentes orçamentos, e nos atentamos para que todos eles ficassem em uma faixa entre R$ 1.000 e R$ 2.000, pois, acima disso, muitos modelos já começam a ser considerados avançados. Tem smartphone com foco em câmeras, tela AMOLED, bateria com grande capacidade, entre outras características. Entretanto, é preciso ressaltar que os preços dos modelos podem mudar, então é possível que algumas opções fiquem acima dessa faixa. Para isso, é importante saber como ver o Histórico de Preços e também como criar um Alerta de Preço.

Veja a seguir a nossa lista de celular intermediário de 2021. Nossa seleção está dividida por marcas e inclui produtos da Samsung, Motorola e Xiaomi, que são as principais fabricantes com intermediários à venda no Brasil. Além disso, temos alguns aparelhos que fizeram sucesso em 2020 e ainda são boas opções para este ano.

Galaxy A52 é um dos melhores celulares intermediários 2021; confira outros modelos (Foto: Divulgação/Samsung)

Melhor celular intermediário 2021 da Samsung

A Samsung tem um grande portfólio de celulares intermediários à venda no Brasil, com modelos das linhas Galaxy A e Galaxy M. Dependendo das especificações que você procura em um smartphone, é possível encontrar opções com câmeras de qualidade, bateria duradoura e bom desempenho.

Se quiser conhecer em detalhes as linhas de intermediários da Samsung, aproveite para conferir também as listas abaixo:

Galaxy A32

O Galaxy A32 é um celular intermediário da Samsung cujo foco é oferecer um conjunto completo e balanceado para o usuário. O seu destaque é a tela, que tem 6,4 polegadas, resolução Full HD e taxa de atualização de 90 Hz, recurso que deixa a mudança de imagens mais rápida, e consequentemente melhora e experiência de uso.

Se você busca o melhor celular até 1500, esse é uma alternativa para você. Seu processador, o Helio G80, tem uma ótima performance e não oferece travamentos no uso do dia a dia. O armazenamento interno tem 128 GB, enquanto a bateria é de 5.000 mAh e entrega autonomia para um dia completo de uso.

Ao todo, são quatro câmeras traseiras: 64 MP (principal) 8 MP (ultra-wide), e duas de 5 MP (macro e sensor de profundidade). A câmera de selfies tem 20 MP e HDR integrado, recurso que controla as cores e evita “explosões de luz” nas selfies. Veja a nossa análise completa do Galaxy A32

Por que consideramos o Galaxy A32 um bom smartphone intermediário?

  • Tela AMOLED com resolução Full HD e 90 Hz oferece ótima qualidade
  • Processador Helio G80 tem bom desempenho
  • 128 GB de armazenamento interno é um bom espaço
  • Quatro câmeras traseiras com a principal de 64 MP
  • Bateria de 5.000 mAh tem boa autonomia
  • Já chega com o Android 11 de fábrica

Galaxy M32

Seguindo a mesma proposta do modelo anterior, esse celular intermediário também busca uma ficha técnica balanceada e chega para substituir o famoso Galaxy M31, sucesso de vendas aqui no Brasil. Aqui temos uma tela com tecnologia Super AMOLED, 6,4 polegadas de tamanho, resolução Full HD e 90 Hz de taxa de atualização. Pode ser uma opção para quem busca o melhor celular até 1500 também.

O Galaxy M32 ganhou upgrades em seu conjunto de câmeras. Ao todo, são quatro sensores, sendo o principal de 64 MP, o secundário de 8 MP com lente ultra-wide e os outros dois de 2 MP cada (macro e sensor de profundidade). Para selfies, esse celular tem uma câmera de 20 MP com suporte ao HDR.

O celular da Samsung usa o mesmo processador do modelo anterior, o Helio G80, chip indicado para tarefas do dia a dia ou mesmo jogos. Ao todo, são 4 GB de memória RAM, 128 GB de armazenamento interno e uma bateria de 6.000 mAh, que dura dois dias em uso moderado.

Por que consideramos o Galaxy M32 uma opção de melhor celular intermediário?

  • Tela com resolução Full HD+, painel Super AMOLED e 90 HZ de taxa de atualização é ótima para assistir a vídeos ou jogar
  • Processador Helio G80 é potente o suficiente para uso no dia a dia
  • Armazenamento de 128 GB permite guardar diversos apps e arquivos, além de aceitar cartão microSD
  • Bom conjunto de câmeras, com quatro sensores traseiros e a principal tendo 64 MP
  • Bateria de 6.000 mAh oferece autonomia para dois dias de uso

Galaxy A52

O Galaxy A52 é um dos melhores celulares intermediários 2021. O modelo foi lançado neste ano e trouxe melhorias significativas em relação ao Galaxy A51, versão de 2020 que fez bastante sucesso. Uma das principais novidades é a memória RAM de 6 GB, que oferece ótimo desempenho em diferentes apps e jogos junto ao processador Snapdragon 720, um octa-core de até 2,3 GHz.

Além disso, a ficha técnica do A52 inclui armazenamento de 128 GB, com possibilidade de expansão via microSD. O aparelho tem bateria de 4.500 mAh, que é suficiente para um dia de uso. Sua tela conta com 6,5 polegadas, painel Super AMOLED e resolução Full HD+.

Um dos destaques do smartphone é a certificação IP67, que o torna resistente à água e poeira. Ele também chama atenção pelas boas especificações de câmera. Na traseira, são quatro lentes: a principal, com sensor de 64 MP e estabilizador óptico de imagem, a ultra-wide de 12 MP, a macro de 5 MP e o sensor de profundidade de 5 MP. Na câmera frontal, são 32 MP para selfies, e a Samsung promete ótimas imagens em diferentes condições de luminosidade.

Vale ressaltar que o A52 também está disponível em uma versão com internet 5G, que mantém as mesmas especificações, mas é um pouco mais cara. Embora esse tipo de conectividade ainda não esteja disponível no Brasil, o Galaxy A52 5G é uma opção para quem já quer se preparar para a chegada do 5G.

Por que consideramos o Galaxy A52 um bom celular intermediário?

  • Tem resistência à água, ideal para os usuários mais desastrados
  • Ótimo conjunto de câmeras, com estabilização óptica, que vai proporcionar fotos mais estáveis
  • Bom hardware, com processador e memória RAM ideais para diferentes tipos de tarefas
  • Armazenamento de 128 GB permite guardar diversos arquivos
  • Tela de alta qualidade, com resolução Full HD+

Galaxy M62

Lançado em 2021, o Galaxy M62 é uma ótima opção de celular intermediário para quem busca uma bateria parruda. São 7.000 mAh de capacidade, então você pode usar o dia todo e ainda sobrará um pouco de carga. O aparelho também tem carregamento turbo de 25W e carregamento reverso.

Seu processador é o Exynos 9825, que roda vários jogos e apps da Play Store com excelente desempenho. Ao todo são 8 GB de RAM e versões com 128 GB e 256 GB de armazenamento interno. Sua tela não decepciona e tem 6,7 polegadas, com resolução Full HD e tecnologia Super AMOLED, fatores que deixam a imagem impecável e com cores vívidas.

Se você gosta de tirar fotos, não irá se decepcionar com as câmeras deste celular Android. A principal tem 64 MP; a secundária tem 12 MP e as outras duas possuem 5 MP cada (macro e sensor de profundidade). Além de boas fotos, o Galaxy M62 faz vídeos em resolução 4K, tanto com as câmeras traseiras quanto com a frontal, que tem 32 MP.

Por que o Galaxy M62 está entre os melhores celulares intermediários 2021?

  • Tela AMOLED com resolução Full HD entrega boa qualidade de imagem
  • Processador Exynos 9825 é potente
  • Tem 8 GB de memória RAM para evitar travamentos e engasgos
  • Conjunto quádruplo de câmeras com sensor de 64 MP
  • Filma em 4K
  • Bateria de 7.000 mAh é uma das maiores do mercado

Smartphone intermediário da Xiaomi

A Xiaomi é conhecida pelo bom custo-benefício de seus produtos e também tem ótimas opções entre os melhores celulares intermediários de 2021. É possível encontrar modelos com diferentes especificações e preços, que vão atender a diversos tipos de usuários.

Xiaomi Redmi 9

O Redmi 9 é um celular intermediário barato com ótimo desempenho. Seu processador é o Helio G80, que além de bom para o uso cotidiano, também pode ser usado para jogos. Ele possui 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento interno, mas o usuário pode aumentar esse espaço com um cartão de memória.

Sua tela tem 6,53 polegadas, resolução Full HD+ e proteção Gorilla Glass, que evita pequenos arranhões do dia a dia. Para você aproveitar essa tela em filmes e vídeos, o Redmi 9 possui bateria de 5.020 mAh e suporte para carregadores turbo de 18W.

Ao todo, são quatro câmeras traseiras, sendo a principal de 13 MP, a secundária de 8 MP (ultra-wide), a terceira de 5 MP (macro) e a quarta de 2 MP (sensor de profundidade). Esse celular também faz vídeos em Full HD a 30 FPS. Vale ressaltar que o Redmi 9 também está disponível em uma versão com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento, mas que deve oferecer desempenho inferior. Como a diferença de preço é pequena, vale investir na opção de 4 GB e 64 GB. Veja outros detalhes na análise de ficha técnica do Redmi 9.

Por que o Redmi 9 é uma opção de melhor celular intermediário?

  • Bom processador e memória RAM para tarefas cotidianas
  • Bateria com ótima autonomia e carregamento rápido
  • Tela com qualidade Full HD+ e proteção Gorilla Glass
  • Conjunto de câmeras simples, mas eficiente para fotografar diferentes cenários

Xiaomi Redmi Note 9S

O Redmi Note 9S é uma das apostas da Xiaomi para o mercado de celular intermediário com bom custo-benefício. Um dos seus destaques é o conjunto quádruplo de câmeras, sendo a principal de 48P, a secundária de 8 MP (ultra-wide), a terceira de 5 MP (macro com foco a laser) e última de 2 MP (sensor de profundidade). A câmera frontal, de 16 MP, consegue fazer vídeos em câmera lenta com até 120 FPS, e ainda conta com recurso de embelezamento.

O aparelho possui o processador Snapdragon 720G, chip octa-core que é indicado para o uso no dia a dia e em jogos leves. O modelo está disponível em duas versões: uma com 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento e outra com 4 GB de RAM e 64 GB de memória interna, com espaço para cartão microSD. Na hora de escolher, vale apostar na versão mais poderosa, que deve oferecer melhor desempenho.

Além disso, o Redmi Note 9S tem tela de 6,67 polegadas, com resolução Full HD+ e proteção Gorilla Glass. Sua bateria tem 5.020 mAh e entrega autonomia de até dois dias em uso moderado. Ela também tem suporte a carregadores turbo de até 18W. Veja outros detalhes na análise de ficha técnica do Redmi Note 9.

Por que consideramos o Redmi Note 9S está entre os melhores celulares intermediários 2021?

  • Bom conjunto de hardware que vai oferecer ótimo desempenho, principalmente na versão de 6 GB de RAM
  • Tela com boa qualidade de imagem e proteção Gorilla Glass contra arranhões
  • Câmeras versáteis, com sensor principal de 48 MP
  • Bateria com autonomia para mais de um dia e carregamento rápido

Xiaomi Redmi Note 10

A linha Redmi Note costuma fazer sucesso entre os celulares intermediários e é outra ótima opção de smartphone com bom custo-benefício. O modelo está disponível em diferentes versões: 4 GB de RAM + 64 GB de armazenamento; 4 GB + 128 GB e 6 GB e 128 GB. Em todos eles, o processador é o Snapdragon 678, um octa-core de até 2,2 GHz, com desempenho intermediário.

Além disso, o smartphone tem tela de 6,43 polegadas, com painel AMOLED DotDisplay e resolução Full HD+. Em relação à câmera, o modelo também tem um conjunto traseiro quádruplo, com sensor principal de 48 MP. Já na frontal, são 13 MP para selfies.

Sua bateria tem 5.000 mAh, com carregamento rápido e deve aguentar mais de um dia de uso. O modelo também está disponível em uma versão com internet 5G. Conheça a ficha técnica do Redmi Note 10 5G.

Por que o Redmi Note 10 é uma opção de melhor celular intermediário 2021?

  • Bom desempenho, principalmente, na versão de 6 GB de RAM
  • Tela com ótima qualidade e painel AMOLED
  • Conjunto de câmeras versátil, com diferentes lentes
  • Bateria de 5.000 mAh tem boa autonomia e deve aguentar mais de um dia de uso

Melhores celulares intermediários da Motorola em 2021

A linha Moto G, da Motorola também é conhecida por ter ótimas opções de celulares intermediários, com diferentes características e em faixas de preço variadas. Este ano, a família chegou à sua décima geração e passou por uma alteração na nomenclatura. No entanto, alguns modelos de 2020 permanecem sendo boas opções de compra.

Se quiser conhecer outras opções da família de intermediários, vale conferir também as melhores opções da linha Moto G em 2021.

Moto G20

O Moto G20 é o primeiro celular intermediário da linha Moto G a ter uma tela com taxa de atualização de 90 Hz. O recurso faz com que as imagens atualizem mais rápido, deixando a navegação mais natural e fluída. No entanto, o painel deste celular só possui resolução HD.

O Moto G20 usa o processador Unisoc T700, um chip octa-core indicado para tarefas do dia a dia. Ao todo são 64 GB de armazenamento interno, Android 11 já de fábrica e uma bateria de 5.000 mAh, cuja autonomia dura mais de um dia em uso moderado.

Esse modelo possui conjunto quádruplo de câmeras, inclusive com a mesma configuração. A principal tem 48 MP; a secundária, ultra-wide, tem 8 MP; as outras duas possuem 2 MP cada, uma com lente macro e a outra um sensor de profundidade.

Por que o Moto G20 está entre os melhores celulares intermediários 2021?

  • Tela com 90 Hz de taxa de atualização oferece mais fluidez no uso diário
  • Tem um conjunto quádruplo de câmeras com a principal de 48 MP
  • Bateria de 5.000 mAh deve ofercer boa autonomia

Moto G30

O Moto G30 é um dos celulares intermediários da Motorola que faz parte da décima geração da linha. O modelo traz processador Snapdragon 662, que trabalha em conjunto com memória RAM de 4 GB. Com essa ficha técnica, o aparelho roda os principais apps do dia a dia e até alguns jogos leves. Além disso, ele conta com armazenamento de 128 GB, que é suficiente para guardar diversos arquivos.

Um dos destaques desse celular de 1200 é a tela de 6,5 polegadas, com painel Max Vision, e taxa de atualização de 90 Hz, que melhora as transições de imagem. Em relação à bateria, são 5.000 mAh, que garantem mais de um dia de uso, além de ter carregamento rápido.

O conjunto de câmeras do G30 tem quatro lentes traseiras: a principal de 64 MP, uma lente ultra-wide de 8 MP, uma macro de 2 MP e um sensor de profundidade de 2 MP. Já na câmera frontal, são 13 MP para selfies. Para conhecer outros detalhes, confira a análise de ficha técnica do Moto G30.

Por que o Moto G30 é um bom celular intermediário?

  • Tela com taxa de atualização de 90 Hz oferece boa qualidade par vídeos e jogos
  • Bateria de 5.000 mAh garante autonomia de mais de um dia de uso
  • Câmera quádrupla é versátil e oferece lentes variadas
  • Bom conjunto de hardware, ideal para tarefas do dia a dia

Moto G60

O Moto G60 é um celular intermediário premium, com ótima ficha técnica e recursos avançados. O modelo se destaca por vir com um conjunto de câmera tripla, com sensor principal de 108 MP. Ele oferece a exclusiva tecnologia Ultra Pixel, que combina nove pixels em um para gerar uma imagem com maior qualidade. O smartphone também tem uma lente híbrida ultra-wide e macro de 8 MP e um sensor de profundidade de 2 MP. Na câmera frontal, são 32 MP com flash LED.

Outro ponto positivo é a tela, com 6,8 polegadas e resolução Full HD+. Além disso, o modelo tem taxa de atualização de 120 Hz, ideal para transições de imagem mais fluidas, sendo o primeiro da marca com essa característica. A bateria também está entre os destaques do smartphone, com 6.000 mAh de capacidade e carregamento rápido.

A ficha técnica do Moto G60 ainda inclui processador Snapdragon 732G, que é otimizado para jogos, e memória RAM de 6 GB. O armazenamento é de 128 GB, com possibilidade de expansão via microSD de até 1 TB. Com esse hardware, o modelo vai oferecer ótimo desempenho até em tarefas mais pesadas. Para saber todos os detalhes, confira o review do Moto G60.

Por que o Moto G60 é um bom smartphone intermediário?

  • Ótimo conjunto de câmeras, com sensor principal de 108 MP
  • Bom desempenho, com processador otimizado para jogos e 6 GB de RAM
  • Bateria de 6.000 mAh deve oferecer autonomia para dois dias de uso
  • Tela de ótima qualidade, com taxa de atualização de 120 Hz, que é ideal para filmes e jogos

Melhores celulares intermediários da Realme em 2022

A Realme é uma fabricante chinesa que vem ganhando destaque no Brasil em 2021. A marca começou a vender seus produtos oficialmente aqui e tem um grande foco em celulares intermediários.

Realme C25

O Realme C25 é um celular de entrada da fabricante, que foca em oferecer um bom custo-benefício. Ele usa o processador Helio G70, que para apps leves como redes sociais, aplicativos mensageiros ou mesmo alguns jogos, é o suficiente. Ao todo são 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento interno, com espaço para cartão de memória.

A fabricante investiu em um bom conjunto de câmeras para esse celular. A principal tem 48 MP; as outras duas têm 2 MP cada, sendo uma usada como sensor de profundidade e a outra como câmera macro, para fotos em que o objeto está muito próximo à câmera.

A cereja do bolo do Realme C25 é a bateria, de 6.000 mAh, A fabricante promete autonomia para até dois dias em uso moderado, e de bônus o aparelho ainda tem carregamento turbo de 18W e tecnologia de carregamento reverso.

Por que o Realme C25 é um bom celular intermediário?

  • Processador é bom para apps mais usados no dia a dia
  • Tem câmera de 48 MP que consegue fotos com mais detalhes
  • Bateria de 6.000 mAh oferece ótima autonomia
  • Tem carregamento turbo e carregamento reverso

Realme 7

O Realme 7 é um celular intermediário com um pouco mais de potência, quando comparado ao anterior. Aqui temos o processador MediaTek Helio G95, que tem desempenho o suficiente para rodar grande parte dos apps da Play Store, bem como os jogos mais populares para celular.

Ao todo, são 8 GB de memória RAM, o que evita travamentos no dia a dia. O armazenamento interno é de 128 GB e a bateria tem 5.000 mAh, com direito a carregamento turbo de 30E. Para boa qualidade de imagens, o Realme 7 possui uma tela com 6,5 polegadas, tecnologia IPS LCD e resolução Full HD+.

O Realme 7 também é um bom celular para fotos, já que tem quatro câmeras: 64 MP (principal); 8 MP (ultra-wide) e duas de 2 MP (macro e sensor de profundidade).  A câmera frontal tem 13 MP e faz filmagens em Full HD! Veja a nossa análise completa do Realme 7

Por que o Realme 7 está entre os melhores celulares intermediários 2021?

  • Possui tela com 90 Hz de taxa de atualização
  • Processador Snapdragon G95 é potente
  • 8 GB de memória RAM evita travamentos no dia a dia
  • Quatro câmeras traseiras com a principal de 64 MP
  • Bateria de 5.000 mAh tem boa autonomia
  • Suporte a carregadores turbo de 30W

Realme 8 Pro

O Realme 8 Pro é o que chamamos de celular intermediário premium, ou seja, ele não chega a ser um top de linha, mas tem vários recursos que estão em alguns dos melhores smartphones do mercado. Ele usa o processador Snapdragon 720G, que consegue rodar vários apps e jogos com ótimo desempenho.

O celular é vendido em versões com 6 GB e 8 GB de RAM, ambas com 128 GB de armazenamento interno e Android 11 já instalado. A tela Realme 8 Pro possui 6,4 polegadas e conta com a tecnologia Super AMOLED, mas infelizmente não tem taxa de atualização personalizada.

Sua bateria é de “apenas” 4.500 mAh, mas o carregamento turbo de 50W garante uma carga completa em menos de 50 minutos! O Realme 8 Pro possui conjunto quádruplo de câmeras. A principal tem 108 MP e foco automático por detecção de fase; a secundária tem 8 MP e lente ultra-wide; a terceira e quarta possuem 2 MP cada, sendo uma macro e a outra sensor de profundidade. Esse aparelho faz filmagens em 4K com estabilização.

Por que o Redmi Note 10 é uma opção de melhor celular intermediário 2021?

  • Possui tela AMOLED com resolução Full HD
  • Processador Snapdragon 720G é potente
  • Tem versões com 6 GB e 8 GB de memória RAM
  • Câmera principal tem 108 MP e filma em 4K
  • Carregamento turbo de 50W
  • Já chega com Android 11 de fábrica

Melhores celulares intermediários 2020: modelos que bombaram

A seguir, selecionamos alguns modelos que estiveram entre os melhores celulares intermediários 2020. Esses smartphones já tiveram queda de preço e ainda são boas opções para comprar este ano.

Moto G9 Play

O Moto G9 Play é o celular intermediário mais "humilde" da nossa lista. Ele recebeu bons upgrades com relação à versão G8, sendo o principal deles a câmera de 48 MP. Ele tem o recurso quad-pixel, que a deixa quatro vezes mais sensível à luz. Por isso, fotos no modo noturno ficaram ainda melhores no Moto G9 Play. Além dessa câmera, ele ainda tem outras duas de 2 MP (macro e sensor de profundidade), e uma frontal de 8 MP.

Outra melhoria importante foi a bateria que, neste aparelho, é de 5.000 mAh e dura até dois dias em uso moderado. Seu processador é o Snapdragon 662, um modelo octa-core que é indicado para o uso em tarefas leves do dia a dia. Ao todo, são 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento interno, que pode ser expandido via cartão de memória. Sua tela tem 6,5 polegadas e conta com a resolução HD+.

Por que o Moto G9 Play foi um dos melhores celulares intermediários 2020?

  • Bom conjunto de hardware para tarefas do dia a dia
  • Bateria de 5.000 mAh oferece autonomia para mais de um dia de uso
  • Câmeras traseiras oferecem versatilidade para tirar fotos

Galaxy A51

Sucesso em 2020, o Galaxy A51 continua sendo um dos melhores celulares intermediários para 2021. Ele tem conjunto quádruplo de câmeras, sendo a principal de 48 MP; a secundária de 12 MP (ultra-wide); a terceira de 5 MP (macro) e a última, que também é de 5 MP (sensor de profundidade). Na parte frontal ele possui uma câmera de 32 MP e recurso HDR, para melhorar as cores das selfies.

O restante do hardware não fica para trás. Sua tela, de 6,5 polegadas, possui resolução Full HD+ e tecnologia Super AMOLED, com leitor biométrico integrado. Ele usa o processador Exynos 9611, e junto aos 4 GB de memória RAM é excelente para o uso no dia a dia. Você não terá problema com falta de espaço para guardar seus arquivos, já que são 128 GB de armazenamento interno.

Por que o Galaxy A51 foi um dos melhores celulares intermediários 2020?

  • Tela com boa resolução e leitor biométrico integrado
  • Câmeras versáteis, com variedade de lentes e destaque para a frontal de 32 MP
  • Bom desempenho para apps do cotidiano
  • Armazenamento de 128 GB é suficiente para guardar apps e arquivos

Galaxy A71

O Galaxy A71 é outro celular intermediário que fez sucesso de 2020. O aparelho usa o processador Snapdragon 730 e é vendido com 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. Sua tela tem 6,7 polegadas e usa a tecnologia AMOLED, além de contar com a resolução Full HD+ para imagens em alta resolução e de ótima qualidade.

O destaque deste aparelho fica para o conjunto quádruplo de câmeras. A principal tem 64 MP e vários recursos para que as fotos fiquem ainda mais profissionais. Além da câmera principal, o Galaxy A71 possui uma câmera de 12 MP com lente ultra-wide, e outras duas de 5 MP (macro e sensor de profundidade). Se você curte selfies, poderá aproveitar a câmera frontal de 32 MP com tecnologia para desfocar o fundo das fotos.

Por que o Galaxy A71 foi um dos melhores celulares intermediários 2020?

  • Bom processador, que vai garantir desempenho fluido com 6 GB de RAM
  • Câmeras versáteis, com variedade de lentes e sensor principal de 64 MP
  • Tela grande com painel AMOLED e resolução Full HD+

Se você ainda não conseguiu decidir qual o melhor celular intermediário 2021 para você, vale dar uma olhada em outras listas de smartphones. Para quem quer economizar, vale conferir os aparelhos com melhor custo-benefício. Outra dica é conhecer os melhores celulares de 2021.