Em primeiro lugar, é importante saber que não existe uma regra em relação ao tempo necessário para a troca de pneu do seu carro. Ela pode variar conforme o uso do veículo - trabalho, lazer ou carga.  

Em geral, após cinco anos de uso é recomendável uma avaliação anual profissional. Além disso, alguns fatores de funcionamento do veículo e certos indicadores visuais ajudam a saber o momento correto da troca de pneu.

A sensibilidade ao dirigir serve para indicar o momento correto de troca dos pneus. Portanto, se a direção começar a vibrar, se o pneu começar a esvaziar com frequência ou se o carro começar a puxar para um dos lados, talvez seja a hora de consultar um profissional para a possível troca. Rasgos, bolhas,e pregos? Corre para o mecânico especializado! Se quiser saber mais, confira as melhores marcas de pneus para o seu carro.

Troca de pneu pode ser necessária por desgaste ou furo (Foto: Shutterstock)

Mas um indicador importante do momento correto da troca de pneu é um item de fábrica que foi desenvolvido para alertar os motoristas sobre a hora da reposição. Ele é chamado de Thread Wear Indicator ou TWI (em tradução livre, algo como “indicador de desgaste de pneu”).

São ressaltos de 1,6 mm que ficam entre os sulcos dos pneus. Quando a banda de rodagem fica no mesmo nível de altura do TWI, então chegou a hora de levar o seu automóvel a uma oficina especializada para realizar a troca de pneu. Tenha sempre em mente também as diferenças entre aros e tamanhos dos pneus nesse artigo.

Furou na rua? Veja como fazer a troca de pneu

Se o seu problema não for a troca por desgaste, mas por causa de um furo inesperado, tudo bem, não precisa se desesperar. Aqui vamos detalhar em cinco passos como fazer a troca de pneu do seu carro em uma situação como essa.

1 - Procure um lugar seguro para estacionar

Ligue o pisca alerta para indicar problema. Se possível, pare o veículo em um local distante da circulação de outros carros, de preferência em local plano, iluminado e sem obstáculos ao redor do automóvel. Acione o freio de mão. Deixe o carro engrenado para evitar que ele se movimente durante a troca do pneu danificado.

Solicite que passageiros também saiam do carro e se posicionem em local seguro. Se não houver essa possibilidade, é importante permanecer dentro do veículo, mas com cinto de segurança afivelado para evitar acidentes em caso de impacto de outro carro.

2 - Sinalize que está em uma situação de reparo

Use o triângulo reflexivo para indicar a outros motoristas que o carro está em reparo. Em geral, ele fica dentro do porta-malas, junto com o estepe e as chaves para a troca do pneu. A distância ideal entre triângulo e automóvel é de pelo menos 30 metros.

3 - Com o kit de ferramentas, afrouxe os parafusos da roda

Com a chave de roda que vem de fábrica com veículo, geralmente junto ao estepe no porta-malas (consulte manual do veículo, caso não encontre) desparafuse as porcas no sentido anti-horário. Caso encontre muita resistência, suba em cima da chave usando seu peso para afrouxar-los. Atenção! Não pule, para evitar quedas.

4 - Posicione o macaco corretamente, levante o carro e retire o pneu danificado

Em geral, nos carros novos, há uma seta indicando o local correto para posicionar o macaco e evitar danos ao carro. Mas, se não for o caso, vale uma consulta ao manual. Com o macaco posicionado, levante o carro, certificando-se sempre que o macaco esteja firme. Do contrário, baixe o carro e repita a operação até que haja espaço para o pneu murcho sair e o cheio entrar. Nesse momento, use o estepe de calço para evitar prejuízos caso o carro despenque do macaco. Retire os parafusos afrouxados anteriormente e faça a troca de pneu.

5 - Coloque os parafusos, desça o carro e faça o aperto correto

Uma vez com o estepe encaixado, coloque o pneu furado sob o carro. Comece a apertar os parafusos com as mãos para em seguida baixar o carro até o nível normal de uso. Use a chave para o aperto final nas porcas, mas fique atento para a ordem de aperto a fim de evitar empenamentos, quando o metal é entortado por conta do torque desigual nas porcas.

Para que isso não aconteça, aperte no padrão cruz (ou estrela). Supondo que os cinco parafusos estejam na disposição de um relógio, aperte o que estaria nas 12 horas, depois o das 5h, o das 9h, o das 3h e, por fim, o das 7h. Evite subir em cima da chave nesse momento, usando só a força dos braços para evitar torque maior que o necessário. Guarde o pneu furado, as ferramentas e siga viagem.

Abaixo, confira algumas ofertas no Buscapé de aro 13. Caso o modelo que você busca não esteja nessas vitrines, você pode dar uma olhadinha na página de ofertas de pneus para carros e pesquisar o que deseja. Em nossos filtros no canto esquerdo, pode, por exemplo, escolher por aro, por desconto, entre outros: