desativado
Entrar
Salvar Produto
(9)

Fahrenheit 451 - Nova Ortografia - Bradbury, Ray - 9788525052247

Produto Indisponível

Compare preços em lojas confiáveis

Ordenar por:

Lista de ofertas

Detalhes do produto Fahrenheit 451 - Nova Ortografia - Bradbury, Ray - 9788525052247

Detalhes do produto

Informações Básicas

ISBN9788525052247
ISBN-108525052248
TítuloFahrenheit 451 - Nova Ortografia
AutorBradbury, Ray
EditoraBiblioteca Azul
GêneroLiteratura EstrangeiraFicção Cientifica
Ver ficha técnica completa
Detalhes do produto

Informações Básicas

ISBN9788525052247
ISBN-108525052248
TítuloFahrenheit 451 - Nova Ortografia
AutorBradbury, Ray
EditoraBiblioteca Azul
GêneroLiteratura EstrangeiraFicção Cientifica

Avaliação do usuário

Avaliação do usuário

  • Já estão queimando os livros?
    Recomendo

    Sim, a resposta é sim! Estamos particularmente próximos da distopia da qual o livro fala. Preste atenção especial e leia com muita calma e sensação de dejà-vú a introdução do autor falando sobre como leitores passaram a escrever para ele insinuando racismo, sexismo e correções que ele poderia fazer em uma nova edição do livro. E tema pelo que está por vir!

    Gil Vesolliem 2017-05-30T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Mais um para a lista de distopias da vida.
    Recomendo

    Comparando com 1984, acredito que o Fahrenheit leve vantagem por um enredo mais lúdico, com elementos dá ficção científica é um certo determinismo que da movimento à história e envolve o leitor. Porém, o entendimento político que 1984 oferece é bem superior. Claro, é preciso levar em conta que apesar de conterem temáticas que conversam entre si, o objetivo não é exatamente o mesmo, por isso a comparação entre ambos tem limitações.

    Cliente Kindleem 2017-03-06T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Esperava mais
    Nao Recomendo

    Não sei se foi um problema da tradução, mas o texto fica estranho e confuso em diversos momentos. A estória e o conceito são bons, mas o texto perde o ritmo e fica desinteressante e cansativo. Não se compara às grandes distopias da sua geração, nem chega perto. Não recomendo.

    Rafael N. Diasem 2017-02-02T00:00:00-03:00 via Amazon

  • O melhor livro que já li?
    Recomendo

    Eu leio muito. Todos os dias e noites me encontro lendo e aprimorando minhas concepções de ciência política e, direi isto: Esse livro é monstruosamente bom! No nível do Admirável mundo novo de Huxley e 1984 de Orwell, possivelmente melhor! A sociedade da felicidade de Bradbury abarca um pilar precioso: A ignorância individual. Tem de escolher apenas um livro para este ano de 2017? Aqui jaz uma escolha inescapável.

    Mauricio Fontana Filhoem 2017-01-02T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Não é tão distopia assim
    Recomendo

    Gostei bastante da história, e fui em busca desse livro por ser uma distopia, porém, em comparação com outros livros como 1984 e Admirável mundo novo, achei que o livro não é tão distópico como os demais. Para quem já leu os demais livros citados e chegou até este titulo ela identificação com distopias, acho interessante saber que esta história é a que mantém um universo distópico mais próximo da realidade.

    Camila Diasem 2016-06-22T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Algo está errado
    Nao Recomendo

    É um dos clássicos da literatura de ficção científica, embora não seja exatamente um livro de ficção científica mais um livro sobre um futuro distópico como 1984 de Orwell. Tinha uma grande expectativa, ainda mais que gosto do filme de Truffaut baseado no livro e não sei se é o texto mesmo, a edição/tradução/revisão, mas parece muito mal escrito. Vale a pena conferir com outras edições ou mesmo o original.

    Jaime Lernerem 2015-08-13T00:00:00-03:00 via Amazon

Ver todas as avaliações
Avaliação do usuário
  • Já estão queimando os livros?
    Recomendo

    Sim, a resposta é sim! Estamos particularmente próximos da distopia da qual o livro fala. Preste atenção especial e leia com muita calma e sensação de dejà-vú a introdução do autor falando sobre como leitores passaram a escrever para ele insinuando racismo, sexismo e correções que ele poderia fazer em uma nova edição do livro. E tema pelo que está por vir!

    Gil Vesolliem 2017-05-30T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Mais um para a lista de distopias da vida.
    Recomendo

    Comparando com 1984, acredito que o Fahrenheit leve vantagem por um enredo mais lúdico, com elementos dá ficção científica é um certo determinismo que da movimento à história e envolve o leitor. Porém, o entendimento político que 1984 oferece é bem superior. Claro, é preciso levar em conta que apesar de conterem temáticas que conversam entre si, o objetivo não é exatamente o mesmo, por isso a comparação entre ambos tem limitações.

    Cliente Kindleem 2017-03-06T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Esperava mais
    Nao Recomendo

    Não sei se foi um problema da tradução, mas o texto fica estranho e confuso em diversos momentos. A estória e o conceito são bons, mas o texto perde o ritmo e fica desinteressante e cansativo. Não se compara às grandes distopias da sua geração, nem chega perto. Não recomendo.

    Rafael N. Diasem 2017-02-02T00:00:00-03:00 via Amazon

  • O melhor livro que já li?
    Recomendo

    Eu leio muito. Todos os dias e noites me encontro lendo e aprimorando minhas concepções de ciência política e, direi isto: Esse livro é monstruosamente bom! No nível do Admirável mundo novo de Huxley e 1984 de Orwell, possivelmente melhor! A sociedade da felicidade de Bradbury abarca um pilar precioso: A ignorância individual. Tem de escolher apenas um livro para este ano de 2017? Aqui jaz uma escolha inescapável.

    Mauricio Fontana Filhoem 2017-01-02T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Não é tão distopia assim
    Recomendo

    Gostei bastante da história, e fui em busca desse livro por ser uma distopia, porém, em comparação com outros livros como 1984 e Admirável mundo novo, achei que o livro não é tão distópico como os demais. Para quem já leu os demais livros citados e chegou até este titulo ela identificação com distopias, acho interessante saber que esta história é a que mantém um universo distópico mais próximo da realidade.

    Camila Diasem 2016-06-22T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Algo está errado
    Nao Recomendo

    É um dos clássicos da literatura de ficção científica, embora não seja exatamente um livro de ficção científica mais um livro sobre um futuro distópico como 1984 de Orwell. Tinha uma grande expectativa, ainda mais que gosto do filme de Truffaut baseado no livro e não sei se é o texto mesmo, a edição/tradução/revisão, mas parece muito mal escrito. Vale a pena conferir com outras edições ou mesmo o original.

    Jaime Lernerem 2015-08-13T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Com quantos graus se derrete um tostão de prata?
    Recomendo

    Li o livro no final de fevereiro, em duas sentadas. É um livro curto, rápido e instigante. Acho que demorei para escrever essa avaliação porque fiquei (e ainda estou) processando, tentando absorver não só o que foi escrito mas, principalmente, o que não foi escrito. Ainda acho "1984" o melhor livro do gênero e achi "Fahrenheit 451" quase tão bom... Talvez se tivesse lido "Fahrenheit 451" primeiro, teria outra sensação. Como a comparação com "1984" é inevitável, achei que faltou "um pouco...

    Rafael Lebensoldem 2015-03-25T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Antes da interatividade
    Recomendo

    Fahrenheit 451 é genial por prever 50 anos antes o comportamento social. Ray Bradbury antevê elementos precisos presentes hoje - a TV interativa, o uso de drogas anestesiantes, a fratura entre real e virtual. Apresenta o convite a visitar um universo que valoriza a falta de memória para manutenção da felicidade, vigiado por bombeiros que exterminam livros para impedir a leitura e a reflexão. É muito interessante em todos os aspectos.

    Andr�� Ferrazem 2015-01-03T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Bola de Cristal
    Recomendo

    Incrível como o autor em 1950 conseguiu prever o futuro do consumismo capitalista americano, e Brasileiro, em sua obra. Pessoas que idolatram grandes telas, que não fazem perguntas e que são instruídas à não serem anti-sociais é o mundo que vivemos hoje. A depressão neste mundo é obrigatório e por isto mesmo aceito e não questionado. Refletir não leva à felicidade fácil, não por isto, não pense demais! Viva o óbvio, o supérfluo e o banal, pois com estes não precisamos pensar nem questionar...

    Fabio L. C. Santosem 2013-07-23T00:00:00-03:00 via Amazon