A fonte de alimentação é uma das peças mais importantes na hora de montar um PC, afinal é por meio dela que todos os componentes da sua máquina receberão energia. É muito importante saber como escolher o modelo ideal com a quantidade de watts certa, evitando o desperdício de dinheiro, ou mesmo que outras peças estraguem por problemas de alimentação de energia.

O Buscapé preparou este guia bem completo para te ajudar a como escolher a fonte certa para o seu PC. Vamos te ensinar a escolher quantidade ideal de watts, como identificar uma fonte com boa eficiência, a diferença das classificações e até mesmo mostrar o que muda entre o modelo não-modular para modular. Veja abaixo as nossas dicas.

Confira nossos artigos e fique por dentro dos lançamentos e melhores produtos!

Veja como escolher a melhor fonte de alimentação (Charcompix/Shutterstock)

Leia também: Como montar PC gamer 'barato'? Guia de peças com bom custo-benefício

Watts: como saber a quantidade ideal na fonte?

É importante saber quantos watts as peças do seu PC precisarão no total. (Den Rozhnovsky/Shutterstock)

Existem fontes com diferentes capacidades de alimentação, justamente porque cada computador terá uma combinação diferente de peças, com diferentes placas de vídeo, memórias RAM, processadores, placa mãe, entre outros componentes. A fonte precisa acompanhar o gasto de energia desse conjunto.

As fabricantes informam o gasto energético de suas peças, mas existem sites que fazem o cálculo de acordo com a configuração informada pelo usuário. Basta colocar quais são os componentes do seu computador e eles darão a quantidade aproximada de watts que será necessária para alimentar todo o conjunto.

Calculadora de watts Outervision. (Reprodução/Outervision)

Dois sites bem recomendados para isso são o OuterVision e Newegg. Essas calculadoras de watts são muito úteis, pois além de você saber qual a fonte irá precisar para o seu computador, também é possível simular diferentes configurações antes mesmo de comprar as peças para o PC.

A dica que nós damos é sempre escolher a fonte com capacidade de alimentação um pouco maior do que os sites recomendam, assim você evita problemas de ter um modelo que não consegue atender ao gasto energético do PC, ou mesmo já antecipa o upgrade de componentes no futuro, que poderão gastar mais energia. Como dica da própria Intel, “é melhor errar para mais do que para menos”.

Confira as nossas apostas para a Black Friday e veja os melhores produtos para comprar com desconto!

Como saber se a fonte é eficiente?

Uma fonte eficiente economiza mais energia e tem vida útil maior. (Hodim/Shutterstock)

Com a fonte certa para a sua configuração, é necessário olhar sua eficiência. No momento em que ela gera energia e transmite para o seu computador, uma parte do que foi gerado é perdida para o calor, e é por isso que as fontes contam com uma classificação de. Se você achar um modelo “80 Plus”, por exemplo, significa que a fonte consegue entregar pelo menos 80% da energia gerada, perdendo os outros 20% para o calor.

Vamos supor que a fonte citada acima seja de 400W e seu PC precise desses 400W para funcionar. Fazendo as contas, ela conseguiria entregar 320W ao PC (80% de 400W), certo? Mas, para dar conta de alimentá-lo, ela consumiria cerca de 480W da energia elétrica da residência, pois precisaria de 80W adicionais para chegar aos 400W, que é o que o computador precisa.

Uma fonte menos eficiente irá consumir mais energia para entregar a quantidade de watts que precisa para o PC. Além de isso ser um problema para a sua conta de energia, ela também irá dissipar menos calor. Isso desencadeia outros problemas, já que o computador ficará mais quente, mais barulhento (ventoinhas da fonte rodando a todo vapor) e a fonte terá um tempo de vida útil menor, por estar exposta constantemente a essa situação.

Classificações 80 Plus

Hoje em dia praticamente todas as fontes tem pelo menos a classificação 80 Plus, que é o mínimo recomendado. São feitos vários testes por diferentes empresas, que usam um sistema de 115 volts para verificar se as fontes atendem os requisitos. No entanto, entre os modelos 80 Plus, ainda existem diferentes opções, que são classificadas por metais.

De acordo com que a qualidade do metal, a eficiência muda. Um modelo 80 Plus Platina, por exemplo, é mais eficiente que o 80 Plus Bronze. Veja abaixo o ranking da eficiência exata de cada modelo, com testes feitos pela Intel simulando o uso de 100% da potência de um computador.

Eficiência de cada modelo 80 Plus. (Foto: Divulgação/Intel)

Confira se a fonte tem proteção contra picos de energia

As proteções que a fonte oferecem vão ajudar a proteger o seu PC em variações de energia da rede. (Ezphoto/Shutterstock)

Componentes que trabalham exclusivamente com o gerenciamento de energia precisam oferecer ao usuário algumas proteções contra situações atípicas que podem acontecer, e com fontes de computador não é diferente. É importante avaliar se a fonte escolhida oferece essas proteções, que provavelmente estarão informadas em formato de siglas.

Algumas das mais comuns são a Proteção Contra Sobrecarga de Corrente (OCP), Proteção Contra Sobrecarga de Potência (OVP) e Proteção Contra Superaquecimento (OTP). Também verifique se o modelo escolhido oferece proteção contra curto-circuito, evitando que ela estrague o seu computador caso isso aconteça.

Fonte modular vs. não-modular: o que muda?

Exemplo de uma fonte não-modular, com cabos já ligados no seu circuito. (Addkm/Shutterstock)

Os modelos de fonte não-modulares são aqueles cujos os cabos que serão conectados no PC e são soldados no circuito da fonte. Dessa forma, todos os cabos que não forem usados terão que ser gerenciados dentro da CPU de alguma forma, pois eles não podem simplesmente ser desconectados da fonte. Isso acaba deixando a montagem do PC mais trabalhosa, e pode até dificultar o fluxo de ar dentro do gabinete.

Os modelos modulares não contam com os cabos conectados, dessa forma o usuário terá dentro da CPU somente o que for usar. Isso facilita o gerenciamento no gabinete sem prejudicar upgrades futuros, pois, se você adicionar alguma peça, basta conectar na fonte o respectivo cabo dela.

Quer saber mais sobre fontes de alimentação? Veja outros artigos aqui no Buscapé!

Leia também:

Leia mais sobre