Sou gamer desde criança. Joguei muito no Atari antigo do meu pai, no meu amado Super Nintendo - que, infelizmente, quebrou depois de décadas funcionando -, no Mega Drive do meu primo e em tantos outros consoles que marcaram geração, incluindo, claro, o PC.  

Então, apesar de saber que este assunto pode ser polêmico, abracei a oportunidade de selecionar o que, na minha opinião, são os melhores jogos do mundo e até de apontar qual é o melhor jogo do mundo.

Antes de cair na lista, aproveito para te sugerir alguns produtos que melhoram a jogatina de qualquer gamer. Seja online ou sozinho com seu console ou PC, eles tornam a experiência mais imersiva!

  • Veja os melhores headsets gamer baratos de 2021
  • Confira também as melhores cadeiras gamer baratas de 2021
  • E, para finalizar, que tal bater o olho nos mouses gamer baratos por até R$ 150?

Tá, mas como escolher o melhor jogo do mundo?

Minha lista é baseada em alguns critérios próprios. O primeiro, como não poderia deixar de ser, é minha preferência pessoal. Jogos que me marcaram e que muitas vezes me emocionaram estarão aqui sem a menor sombra de dúvida, tanto mais novos quanto mais antigos.

Mas respeito que não é só o que eu gosto que é bom; assim, sei que o melhor jogo do mundo para um amante de games competitivos, de battle royale ou de FPS não será o mesmo que o meu, um apaixonado por RPGs e histórias imersivas em mundos abertos gigantescos.

E aí entra o segundo critério: o técnico. Jogabilidade diferenciada, elementos inovadores, grandes gráficos, estrondoso sucesso comercial... todos esses são elementos que levarei em conta para incluir aqui, nesta lista de melhores jogos do mundo, games que podem não ser perfeitos para mim, mas que conquistam legiões de fãs mundo afora. Eles não podem, de forma alguma, ser ignorados!

Então, vamos à lista!

30. Tetris

Esse todo mundo conhece, e é inevitável que figurasse em qualquer lista de melhor jogo do mundo. Tetris tem uma proposta simples, mas viciante: formar linhas com blocos de diferentes formatos, que à medida que você avança caem mais rápido, aumentando a dificuldade.

Um clássico, esse jogo tem muitas versões diferentes para tudo quanto é plataforma que existe. Como alguém culpado de ter perdido - ou ganhado - horas dedicadas a ele, não podia deixar de incluir o Tetris como um dos melhores jogos do mundo.

29. Fortnite

Fornite é um dos melhores jogos do mundo porque representa diversão purinha (Divulgação)

Muita gente pode estranhar e questionar por que Fortnite não está mais próximo das primeiras posições desta lista, e a minha resposta foi dada no início do texto: gosto pessoal. Não sou um grande fã de battle royales, mas entendo o grande apelo de Fortnite para um público gigantesco, vejo suas imensas ações de marketing e os skins que atraem jogadores de forma imediata e avassaladora.

Minha estagiária, a Thayna Cruz, é uma entusiasta de Fortnite. Para ela, pode ser até que ele seja mesmo o melhor jogo do mundo! Então, pedi para ela explicar o que acha tão bacana nesse game:

"Recursos como gráficos cartunizados, skins diferenciadas que incluem super-heróis conhecidos, um coelho com traços humanóides e mais opções interessantes deixam o jogo mais leve. Isso sem falar nos outros modos do game que fogem um pouco do estilo battle royale, onde você pode construir a sua ilha e até mesmo o novíssimo modo "Impostores" que é baseado em Among Us."

Não à toa, temos uma série de conteúdos sobre esse estrondoso sucesso por aqui. Se você é um fã do game, favorita aí para ler depois de terminar minha lista!

  • Como baixar e instalar Fortnite
  • Requisitos de Fortnite no PC
  • Melhor notebook para Fortnite

28. Starcraft

Os dois games de Starcraft são sucesso de crítica e público (Divulgação / Blizzard)

Um dos jogos de RTS (Real-Time Strategy, ou Estratégia em Tempo Real) mais aclamados de todos os tempos: essa descrição se aplica tanto ao original Starcraft, de 1998, quanto à sua sequência lançada mais de uma década depois, Starcraft II.

Esse game é um dos melhores games do mundo porque ele tem um mundo intrigante, personagens marcantes - como a famosíssima Sarah Kerrigan, a Rainha das Lâminas - e uma jogabilidade que é de tirar o fôlego tanto jogando online quanto na campanha de um jogador.

Em Starcraft, o jogador precisa coletar recursos para construir suas bases e exército para atingir algum objetivo. Ele pode utilizar três civilizações, cada uma com seus pontos fortes e fracos: os humanos, os zerg ou os protoss. A campanha principal de história permite ao player experimentar todos eles.

No nosso catálogo, temos uma série de produtos para fãs de Starcraft, se quiser conferir.

27. Fallout

Já imaginou se o mundo acabasse em uma gigantesca explosão nuclear? Bem, com a série Fallout você pode ter uma ideia do que aconteceria. Ela sempre se passa algumas centenas de anos no futuro, depois de um holocausto nuclear que devastou os Estados Unidos.

O lugar dessa franquia na minha lista de melhor jogo do mundo foi conquistado por um misto de liberdade, boa narrativa e possibilidade de personalização. Cada jogo tem sua característica, uma vez que contam histórias diferentes, muitas vezes em lugares diferentes dos Estados Unidos. Porém, todas têm em comum a possibilidade do jogador decidir o que quer fazer nos seus grandes mundos abertos.

Você só quer explorar? Quer caçar mutantes? Pretende conseguir as melhores armas? Ou, quem sabe, se juntar a uma das facções que se organizaram nesse mundo pós-apocalíptico... As opções são inúmeras e, com a riqueza de detalhes de cada mundo, você vai gastar dezenas de horas só explorando. Pode acreditar em mim, falo por experiência própria.

26. Pokémon

♫ Esse meu jeito de viver, ninguém nunca foi igual... ♫

Bem, Pokémon é um ícone da cultura pop, né. São muitos desenhos animados, filmes, bonecos, camisas... e tudo começou lá em 1996, no console portátil Game Boy, da Nintendo.

Eu sou um fã da franquia desde o jogo original. Sim, se você é jovem, saiba que eu já jogava videogame em 1996. A fórmula clássica, que conquistou uma geração de gamers, é controlar um personagem que, ao andar pelo mundo, encontra monstrinhos chamados pokémon. Você pode capturá-los e então usá-los em confrontos contra outros treinadores.

Não posso falar de um jogo específico aqui porque são muitos, tanto que temos um artigo dedicado apenas aos melhores jogos de Pokémon. Existem tanto versões que apostam na jogabilidade clássica, investindo em novas funcionalidades e - claro - novos pokémon, quanto versões que oferecem uma jogabilidade diferente, como é o caso do Pokémon Go, para celular, que usa realidade aumentada, ou Pokémon Snap, em que o player tira fotos dos monstrinhos.

Seja lá qual jogo você escolher, saiba que é impossível não citar a franquia Pokémon quando estamos na busca pelo melhor jogo do mundo.

25. Heavy Rain

Esse é um jogo recheado de ação e reviravoltas, mas que tem uma jogabilidade diferente do que a maioria de nós, gamers, estamos acostumados. Essencialmente, Heavy Rain é um jogo focado na narrativa. A atenção à trama e as decisões tomadas influenciam diretamente o desdobramento da história.

Aqui, vocês controla quatro personagens: um detetive particular, um pai que teve seu filho sequestrado, uma jornalista e um policial. Todos investigam e tentam encontrar o Assassino do Origami, um misterioso criminoso que toma crianças de suas famílias e as prende em bueiros para se afogarem quando começar a chover. Daí vem o nome "Heavy Rain", que significa "chuva pesada", em tradução livre.

Cada personagem tem sua trama particular, e é possível concluir a história sem que todos cheguem vivos ao final. Heavy Rain é um dos melhores jogos do mundo, mas não vale a pena para jogadores que preferem ter o controle total da ação dos personagens, como quando ele anda, para onde vai ou em que direção atira. O mais importante é a tomada de decisão.

Na vitrine acima, coloquei uma coletânea que inclui ainda o jogo Beyond: Two Souls, que, embora eu não considere tão bom quanto Heavy Rain, é divertido e tem essa mesma jogabilidade focada na narrativa. Outras sugestões, caso você curta esse tipo de game, são The Walking Dead da Telltale, Until Dawn e Life is Strange.

24. Spider-Man

Eu sou um fã de super-heróis. E, assim sendo, não poderia de ser também um fã do Homem-Aranha. Um dos principais personagens da Marvel e figura presente de forma massiva na cultura pop não só nos quadrinhos, como também em filmes e desenhos animados, o Aranha é muitíssimo bem representado nos dois games exclusivos da Sony para seus consoles PS4 e PS5.

No primeiro, você controla Peter Parker, o Homem-Aranha original, alguns anos depois de ter se consolidado como super-herói em Nova York. A trama vai se desenvolvendo com a presença de um vilão novo e vários dos mais famosos, cujos nomes não vou citar para não dar spoilers.

No segundo, o jogador assume outro Homem-Aranha, o Miles Morales, que ganhou seus poderes nos eventos do primeiro game. Como um herói em aprendizado e pupilo de Peter Parker, ele precisa lidar com uma crise que afeta diretamente o seu bairro, o Harlem, enquanto o Aranha original está fora do país.

As histórias são muito bem contadas, com ótimas dublagens e bons gráficos. Porém, o maior golaço desses jogos é na reprodução dos poderes do Homem-Aranha. Acredite: a sensação de liberdade e adrenalina que é voar de teia em teia por Nova York, ir até o topo do Empire State e visitar até a Torre dos Avengers é inexplicável. Recomendo para todos os fãs!

Um golaço em termos de experiência, Spider-Man, tanto o primeiro quanto o segundo jogo, merece uma vaga entre os melhores jogos do mundo.

Se você quer conhecer outros games com o personagem, veja nossa lista de melhor jogo do Homem-Aranha!

23. Age of Empires

Em Age of Empires, o jogador constrói sua base e treina soldados para vencer os adversários (Reprodução: Steam)

Esse é um dos melhores jogos do mundo na categoria jogo de estratégia. Age of Empires usa momentos e civilizações históricas em campanhas épicas. Seja no 1, no 2 ou no 3, você pode escolher diferentes povos e fazer campanhas ou jogar online com eles. Cada um, assim como no caso de Starcraft, citado anteriormente nesta lista, tem seus pontos fortes e fracos.

O jogador precisa coletar recursos para construir seus prédios e treinar seu exército. Quanto mais avançada a civilização for ficando, mais possibilidades e variações ela tem nos tipos de construções que podem ser criadas ou de soldados que podem ser treinados.

Temos, por aqui, um artigo com tudo o que sabemos sobre o Age of Empires 4, novo game da franquia que está por vir, e com os códigos e cheats do Age of Empires 2.

22. Street Fighter

Essa franquia é referência quando falamos em jogo de luta, então é claro que Street Fighter está na minha seleção de melhor jogo do mundo.

Desde os fliperamas, esse game está no dia a dia da comunidade gamer e se tornou um dos mais famosos do planeta, lançando personagens marcantes e jogos que foram sucesso de crítica e público.

Ryu, Ken, Chun Li, Bison, Blanka, entre outros, conquistaram fama no mundo dos videogames e inspiraram produtos, cosplays e muito mais.

Para relembrar os principais games, veja nosso artigo com a história e os melhores jogos de Street Fighter!

21. Tales of Symphonia

Um dos melhores jogos do mundo de fantasia, Tales of Symphonia tem personagens adoráveis e marcantes (Reprodução: Steam)

A série Tales é famosa pelo estilo "anime" dos seus gráficos e por grandes narrativas épicas, recheadas de magia e reviravoltas. Escolhi especificamente o Tales of Symphonia para esta lista de melhor jogo do mundo porque foi, dos que joguei até hoje, o que mais me marcou.

A jogabilidade é simples e o enredo é fixo, não dependendo de decisões do jogador como tantos outros títulos na minha lista. Porém, os personagens são cativantes, os plot twists são surpreendentes, as mágicas e interações são divertidas e bem representadas em tela e as side quests, ou missões secundárias, são relevantes e intrigantes.

Some a isso uma quantidade enorme de itens para obter, possibilidade de personalização do equipamento e dos poderes e ataques de cada personagem e até mesmo elementos cosméticos como a roupa de cada um deles. Tales of Symphonia tem tudo o que você pode esperar de um jogo épico de fantasia, e portanto está entre os melhores jogos do mundo.

Aproveito também para indicar outro game da série Tales que eu joguei e é bem legal, o Tales of Berseria, que eu quaaase coloquei oficialmente na lista.

20. Dragon Age

Não sei se você viu, mas eu já escrevi por aqui um artigo explicando a saga Dragon Age, do primeiro game (Dragon Age: Origins) ao mais recente (Dragon Age: Inquisition). Sou um verdadeiro apaixonado por essa série de jogos.

Em termos de construção de mitologia, talvez Dragon Age seja o melhor jogo do mundo com um universo construído totalmente para o game. Ao contrário de The Witcher, por exemplo, que aproveita o mundo de uma série literária para contar sua história original.

A jogabilidade muda de um game para o outro. Enquanto o primeiro é mais estratégico, com o jogador podendo ver as ações de cima e ir escolhendo o que cada personagem vai fazer durante a batalha, o segundo e o terceiro têm mais ação.

No entanto, o grande barato da franquia Dragon Age é a variedade de raças, classes, habilidades, equipamentos e, acima de tudo, a possibilidade de influenciar o que acontece com o mundo e com seus companheiros através das decisões tomadas.

Em todos os jogos, o protagonista (que pode ser masculino ou feminino) tem uma imensa liberdade para escolher suas alianças, seus romances e, como alguém muito importante no mundo onde se passa o jogo, até mesmo quem vive ou morre.

A franquia Dragon Age é merecedora de um espaço na minha lista de melhor jogo do mundo. Recomendo a todos que estão lendo que deem uma chance. Se você gosta de grandes narrativas e de tomar decisões que impactam o universo do jogo, vai curtir com certeza.

19. Super Smash Bros.

Se Super Smash Bros fosse uma receita, seria algo como:

  1. Pegue um monte de personagens famosos da Nintendo e de outras empresas.
  2. Junte todos no mesmo game.
  3. QUE COMECE A LUTA!

E é por isso que é tão divertido e revolucionário. Super Smash Bros é sem dúvida o melhor jogo do mundo no quesito crossover: ele promove o encontro improvável de ícones da história dos games em uma série de batalhas em que objetivo não é nocautear o oponente, mas tirá-lo do "ringue".

E, a cada novo game que surge, mais personagens são adicionados com suas habilidades e poderes, aumentando a diversão. Não à toa, é um dos maiores sucessos da Nintendo (e uma das maiores telas de seleção de personagens da história).

18. Call of Duty

Como falei no começo, não sou um grande fã de FPS, mas só da quantidade de amigos meus que jogam CoD (para os íntimos) eu já tenho certeza da potência dessa franquia. Contando com vários jogos de sucesso, esse FPS é um marco digno de figurar entre os melhores jogos do mundo.

O Filipe Salles, redator que trabalha comigo aqui e que fez nosso artigo sobre Call of Duty: Warzone, destacou que gosta da franquia porque "o multiplayer é dinâmico e é um simulador militar, mas só com as partes divertidas".

É, eu sei, o que seriam as partes divertidas?

Bem, é que o game não é realista o suficiente para o personagem morrer com apenas um tiro, mas ainda consegue simular um ambiente tenso e de adrenalina de uma guerra.

Portanto, ganha seu espaço aqui na lista de melhor jogo do mundo porque consegue ter esse equilíbrio entre realismo e diversão ao mesmo tempo em que oferece uma experiência desafiadora e cheia de adrenalina para o jogador!

17. Mortal Kombat

Essa franquia é tão, tão famosa, que por aqui temos um artigo dedicado totalmente aos personagens de Mortal Kombat. Lá no início, o jogo original se destacou por seu visual mais realista, pela violência de golpes como seus fatalities e pela voz marcante da dublagem.

Agora, Mortal Kombat se renovou. Não sei se é possível afirmar que é o melhor jogo do mundo no gênero luta, mas certamente atraiu de volta muita gente com o sucesso dos títulos recentes. E, claro, manteve a legião de fãs que tem há muito tempo.

A renovação foi tão forte que inspirou um novo filme, lançado em 2021.

16. Halo

E, na metade da minha lista de melhor jogo do mundo, uma franquia exclusiva do Xbox que também é uma queridinha de muitos players. Halo é também um FPS, mas bem diferente de Call of Duty. Aqui, você assume o personagem Master Chief em uma guerra espacial contra uma aliança alienígena conhecida como Covenant.

São vários jogos até hoje, que foram reunidos na Master Chief Collection cuja vitrine incluí acima. Halo é um dos maiores atrativos para os fãs de FPS escolherem um Xbox e seu sucesso vai além do mundo dos games, incluindo animações, quadrinhos, livros e mais.

15. Ghost of Tsushima

Um jogo lindo que celebra a cultura japonesa e traz uma narrativa envolvente em um mundo aberto: esse é Ghost of Tsushima. Exclusivo da Sony, ou seja, dos seus consoles PS4 e PS5, o game conta a história de Jin Sakai, samurai que sofre uma terrível derrota militar e vê sua ilha ser tomada por invasores.

Então, Jin tem uma escolha difícil: manter a honra e sua forma de lutar como samurai ou se esgueirar pelas sombras, se tornando um "fantasma", de forma desonrosa, mas mais efetiva para libertar seu povo do exército invasor?

Além dos gráficos incríveis e da excelente narrativa, a jogabilidade é um destaque à parte. As lutas de espada, com diferentes formas de acordo com o estilo de luta do inimigo, exigem estratégia e habilidade do jogador. Um mesmo problema pode ser solucionado de formas diferentes, dependendo do estilo de jogo que você preferir. Duelos contra inimigos especiais são emocionantes e têm uma linda estética.

Esse foi um dos últimos games lançados para o PS4, mas que agora já ganhou uma Versão do Diretor com atualização dos gráficos e da experiência para o PS5, além de mais um mapa para explorar.

É um clássico instantâneo, mesmo com lançamento recente, e por isso entra na lista de melhor jogo do mundo. Ah, e vale citar que nossa designer por aqui, a Isabel Marlasca, sempre diz que as imagens desse jogo estão entre as mais bonitas que ela já viu na vida. Acredite: vale a pena.

E, se você gosta de bons gráficos, confira nossa lista dos melhores jogos 4K!

14. XCOM 2

No decorrer da minha lista de melhor jogo do mundo, deve estar claro que amo jogos com grandes narrativas, desafios épicos, grandes RPGs de fantasia. Curiosamente, XCOM 2 é um dos meus games preferidos e não tem absolutamente nenhum desses elementos.

Primeiro, um pouco de contexto: a Terra foi invadida e dominada por uma civilização alienígena que agora manipula a mídia e tenta desenvolver uma arma para acabar com a resistência. O jogo começa com o protagonista sendo resgatado depois de ter sido capturado pelo exército inimigo.

Curiosidade: o pano de fundo de uma Terra dominada por alienígenas partiu do primeiro game. Diferente do que é esperado em uma sequência, na qual os heróis encaram um novo desafio após salvar o mundo, aqui, na verdade, os heróis perderam no primeiro jogo. A decisão foi tomada pelos desenvolvedores após verificarem que mais de 80% dos jogadores que tentaram salvar a Terra no primeiro game falharam na tentativa inicial.

A partir daí, você não controla um jogador específico, mas um esquadrão de soldados com diferentes poderes e habilidades. E, atenção: quando um soldado morre, ele não ressuscita. Então, pode acontecer de você treinar alguém até o nível máximo e acabar perdendo essa pessoa em uma batalha.

Isso torna as decisões a serem tomadas durante os confrontos muito mais relevantes, já que as consequências podem ser terríveis para a continuidade da campanha. Ah, e vale citar que a expansão War of the Chosen vale a pena e inclui novas habilidades, inimigos e desafios.

De missão em missão, o objetivo final, claro, é expulsar os invasores do planeta. Pese bem suas decisões e entre nesse desafio, que é difícil, mas também muito recompensador quando o objetivo final é atingido!

13. The Elder Scrolls V: Skyrim

Um mapa gigantesco, diferentes culturas, magia de tudo quanto é tipo, itens especiais até dizer chega, organizações e instituições com seus próprios objetivos e missões... até doença tem em Skyrim, onde você pode pegar vampirismo ou licantropia - isso mesmo, virar vampiro ou lobisomem.

Nesse jogo, você é Dragonborn, uma pessoa com capacidade de usar um poder antigo que vem dos dragões. Seu objetivo final será derrotar Alduin, "O Devorador de Mundos", um dragão terrível e com imensa capacidade destrutiva. Só que, embora a narrativa principal seja interessante e atraente, não é nela que está o motivo de Skyrim figurar na minha lista de melhor jogo do mundo.

A palavra-chave aqui é escopo. Esse jogo é IMENSO. A quantidade de elementos a explorar, itens a conseguir, inimigos a derrotar, side quests para fazer é quase inimaginável. Você quer ser um assassino para uma perigosa seita? Ou de repente prefere tentar juntar dinheiro para comprar sua mansão? São tantas e tantas possibilidades que não tenho nem como descrever.

The Elder Scrolls V: Skyrim é aclamadíssimo e considerado por muita gente o melhor jogo do mundo. Na minha lista, ele não está na primeira posição, mas nem por isso é menos aplaudido. Prepare-se para horas e horas de diversão.

12. Horizon: Zero Dawn

Uma aventura deliciosa, gráficos maravilhosos, protagonista fortíssima e marcante, enredo muitíssimo bem amarrado... Eu sou um apaixonado por Horizon: Zero Dawn, tanto que pensei em colocá-lo em uma posição melhor entre os melhores jogos do mundo. No fim, os títulos que vêm por aí acabaram vencendo essa luta, mas não foi fácil.

Pensa comigo: uma guerreira que sabe escalar como poucos explora um mundo lindo e recheado de vida cheio de dinossauros robôs que ela precisa encarar com arco e flecha. É, eu concordo: não tem como dar errado!

Em Horizon: Zero Dawn, você é Aloy, uma menina que foi exilada de sua tribo por motivos que ela não entende. Quanto criança, ela encontra uma tecnologia estranha em um mundo supostamente primitivo. Aloy treina durante anos para poder ser aceita de volta em uma cerimônia da sua tribo, mas a partir daí a história do game dá uma reviravolta que envolve a verdade por trás dos misteriosos dinossauros mecânicos que têm ficado cada vez mais violentos.

A história é envolvente, a protagonista é marcante, os gráficos são incríveis e a jogabilidade é um show à parte. A forma como Aloy aproveita sua mobilidade e diferentes equipamentos para derrotar seus inimigos, sejam eles máquinas ou humanos, é divertidíssima. E exige estratégia, não é só aparecer atirando um monte de flecha, viu? Dependendo do momento, isso pode te encaminhar diretamente para um game over. Pensa com carinho em como proceder!

Em breve, vem aí a sequência. Veja tudo o que sabemos sobre Horizon: Forbidden West.

11. League of Legends

Muita gente acha LoL o melhor jogo do mundo, e ele inclusive é um baita sucesso nos e-sports (Fonte: Shutterstock)

LoL é um dos maiores fenômenos do mundo dos games. As skins de League of Legends, por si só, já causam um frenesi que demonstra o lugar especial que esse jogo tem no coração de gamers apaixonados mundo afora.

Já jogou pique-bandeira? Então, é tipo isso, só que o seu objetivo é destruir a base inimiga. Isso com uma enorme possibilidade de experimentar personagens com diferentes poderes e habilidades e combinar estratégias e composições baseadas neles com os amigos que jogam com você. Tudo enquanto você conversa com a galera e dá boas risadas.

LoL é um sucesso porque é simples, mas também desafiador. É bonito, é colaborativo e oferece uma experiência diferente toda vez que você começa uma nova partida. Ah, e você não precisa gastar um centavo para cair dentro da diversão. Definitivamente, ele é um dos melhores jogos do mundo.

Confira os requisitos de League of Legends para jogar no PC.

10. Mass Effect

Mass Effect é uma grande saga espacial onde Comandante Shepard pode ser mulher ou homem (Fonte: YouTube/Mass Effect)

Lembra quando falei ali para cima que Dragon Age era um dos melhores mundos originais dos games? Bem, Mass Effect também é. Não é coincidência que ambos foram feitos pela Bioware.

Eu perdi a conta da quantidade de vezes que vivi a aventura de Comandante Shepard. Tanto que fui um dos amantes desse game que comprou a Legendary Edition, uma edição especial que inclui os três games com a maioria dos seus DLCs, no lançamento.

Com mitologia complexa, envolvendo relações entre diferentes raças e política intergaláctica, Mass Effect conta a história de Comandante Shepard, que pode ser homem ou mulher. No início, uma missão dá errado e um grande mistério que põe em risco toda a sociedade da Via Láctea é apresentado. A partir daí, são suas decisões que vão decidir o destino de trilhões de seres vivos em uma saga épica.

O relacionamento de Shepard com seus companheiros mais próximos também é digna de nota, e é uma grande parte desses games desenvolver essas relações, amorosas ou não. Pode jogar Mass Effect que eu garanto: ele tá em casa na lista de melhor jogo do mundo, e por isso abre meu top 10.

9. Minecraft

Esse é, segundo nossas estimativas, o jogo mais jogado do mundo. E é só por isso que ele entra nesta lista de melhor jogo do mundo? Apesar de ser um feito impressionante, não, não é por isso. É por causa de uma palavrinha: LIBERDADE.

Em Minecraft, tudo é possível. Você pode viver uma vida pacata, construir sua casa, ter seus animais de estimação. Ou então você pode construir uma grande cidade para outros jogadores visitarem. De repente, pode ser que sua motivação não seja construir nada, mas sim explorar o imenso mundo desse game. É, tudo é possível, e o limite é sua imaginação.

Tem tanta coisa para fazer em Minecraft que temos vários tutoriais relacionados a esse jogo. Confere aí:

  • Como fazer Pedra Lisa
  • Como fazer cerca
  • Como fazer concreto
  • Como fazer vidro
  • Como fazer poção
  • Como fazer sela
  • Como fazer livro

8. God of War

A história de Kratos já é um marco na cultura pop. O Fantasma de Esparta é o protagonista em uma série de jogos que envolvem os famosos deuses da mitologia grega e nórdica. É um misto de jogabilidade viciante, com combate excelente, evolução dos poderes e habilidades e violência. Mas, assim... MUITA violência.

Nos três primeiros jogos, você controla Kratos em uma jornada frenética de vingança e morte. Um semideus angustiado por decisões infelizes do seu passado e pelo destino trágico de sua família, ele sempre encontra alguém para ser o alvo imediato da sua fúria e se jogar sem meias medidas contra essa entidade, normalmente um deus do Olimpo.

No quarto, lançado com exclusividade para o PS4, o jogador encontra um novo Kratos. Depois da tragédia da trilogia original, ele vive agora entre os deuses nórdicos e tem um filho chamado Atreus. A mulher do protagonista morreu antes dos eventos do início do jogo e fez um pedido final que inicia a jornada de Kratos e Atreus em um jogo mais melancólico e reflexivo na sua temática, mas com a mesma ação e aventura que tornou a série famosa.

Esse é considerado o melhor jogo do mundo por muitos. O que posso dizer é que viver toda a jornada de Kratos vale a pena tanto por sua narrativa quanto por sua jogabilidade espetacular.

7. Zelda

Não dava para escolher só um. Até porque são tantos games que temos um ranking com os 20 jogos de Zelda. Particularmente, eu me divirto com essa franquia desde o Super Nintendo, no inesquecível A Link to the Past. Fui um fã de acompanhar notícias sobre o lançamento de Ocarina of Time em 1998 e de celebrar quando finalmente ganhei o cartucho dos meus pais para jogar no Nintendo 64.

Joguei Majora's Mask, Wind Waker e, mais recentemente, Breath of the Wild. Essa franquia épica, com suas marcas registradas como a música, a lendária Triforce e, claro, o protagonista Link e a princesa Zelda, funciona bem em plataformas, estilos e estéticas diferentes.

Vou admitir que tenho dois preferidos: Ocarina of Time e Breath of the Wild. Qualquer um deles entraria na briga para ser considerado o melhor jogo do mundo.

6. Final Fantasy

Se você tá comigo desde o começo do texto, sabe que sou apaixonado por RPGs. E nenhuma série de games é tão famosa quanto Final Fantasy quando estamos falando deles.

Joguei muitos, mas dou destaque para o substimado Final Fantasy VI e para Final Fantasy VIII e Final Fantasy X. O mais recente da turma, o Final Fantasy VII Remake, também é um jogaço e merece aplausos.

Cada game conta uma história diferente, com alguns elementos semelhantes, como a temática de fantasia (tá no nome, né!) e alguns efeitos sonoros e músicas tradicionais da franquia.

Normalmente, são histórias fechadas, em que não são as decisões do jogador que influenciam o final, e possuem batalhas por turnos como em um jogo de RPG de mesa.

Se o que você procura na busca do melhor jogo do mundo é um universo fantástico, poderes mágicos e grandes narrativas épicas, você certamente encontra aqui.

5. Fifa

O top 5 já começa com um título de peso no mundo dos games. Com um lançamento por ano e o licenciamento das principais ligas europeias, Fifa é diversão garantida para quem gosta de futebol.

De ano em ano, a jogabilidade sempre sofre algumas alterações, e aí depende do player para saber se gostou ou não. Fato é que a imensa comunidade de pessoas que disputam partidas diariamente no Fifa o tornam um game muito atraente para quem curte jogar online.

Ele ainda oferece várias experiências diferentes: no modo Temporadas, que você usa times que já existem. No Fifa Ultimate Team, você precisa montar sua própria equipe e realizar uma série de objetivos para receber cartas com craques do mundo da bola, que então poderão ser escalados por você. No Pro Clubs, você controla apenas um jogador dentro do time, que evolui à medida que você vai jogando.

Eu considero esse o melhor jogo do mundo quando se fala em esporte. Ele é variado, exige habilidade, mas também é acessível se você não é um expert. O último título foi o Fifa 21, sobre o qual já escrevemos aqui, mas o Fifa 22 chega em breve.

4. Chrono Trigger

Chrono Trigger reuniu um "dream team" para montar um dos melhores jogos do mundo em todos os tempos (Divulgação/Square Enix)

Lá se foram 25 anos do lançamento de uma das maiores obras-primas da história do games. Chrono Trigger foi um dos primeiros games de RPG a oferecer muita liberdade para o jogador, que poderia a qualquer momento (literalmente, desde o início do jogo) enfrentar o vilão final.

O jogador começa controlando Crono, um jovem que vai até uma feira local ver a invenção de sua amiga cientista Lucca, uma máquina de teletransporte. Lá, ele conhece Marle, uma menina misteriosa que pede que ele mostre o festival para ela. Quando Marle se voluntaria para o teste da máquina de Lucca, algo dá errado e ela viaja para o passado. Assim começa essa aventura recheada de personagens marcantes e que mistura fantasia, magia, tecnologia e viagem no tempo.

Jogar novamente é uma experiência que vale a pena, até porque Chrono Trigger tem muitos finais. MUITOS mesmo. É um jogaço e está à vontade e com o pé para cima da poltrona aqui na minha lista de melhor jogo do mundo.

3. The Last of Us

Eu demorei para entrar nessa hype, viu? Fiquei desconfiado. Como um jogo de sobrevivência, com zumbis - algo que eu considerava batido - pode ser tão bom?

E eu estava miseravelmente, totalmente, completamente enganado.

Considero impossível ignorar The Last of Us em uma lista de melhor jogo do mundo. A experiência cinematográfica do jogo é um show à parte, com bons gráficos, excelente dublagem e uma narrativa emocionante, próxima e reflexiva que traduz a complexidade da natureza humana. Não à toa, a história do primeiro game vai virar série da HBO.

Isso se soma a uma jogabilidade atraente e desafiadora em que o jogador precisa pensar com muito cuidado como ele vai usar os escassos recursos de que dispõe contra os zumbis ou contra outros humanos que ele precisa enfrentar no decorrer da narrativa, muitas vezes mais perigosos do que os monstros.

As decisões tomadas por Joel e Ellie em ambos os jogos muitas vezes nos deixam de coração partido, e não me atrevo a dizer que essa é uma franquia de finais felizes. Mas afirmo categoricamente que é um enredo impactante e envolvente, capaz de suscitar diferentes emoções no jogador.

2. Super Mario

O verdadeiro mascote dos games, ícone máximo da Nintendo, não podia deixar de figurar em uma lista sobre o melhor jogo do mundo. Você pode jogar Mario de mil maneiras diferentes, em inúmeros games icônicos. No entanto, eu escolhi três, especificamente, que eu amo demais e que merecem uma ovação.

O primeiro é Super Mario World, meu primeiro contato com o bombeiro bigodudo quando eu ainda era criança. Foi, sem sombra de dúvida, o jogo que mais joguei no meu falecido Super Nintendo (ainda abalado com essa perda). É colorido, é divertido, é bacana de jogar com família e amigos. É Super Mario, né?

O segundo na minha prateleira de honra é a primeira vez em que o Mario apareceu 3D em um game. Super Mario 64 foi garantia de horas, horas e horas de diversão procurando cada uma das suas 120 estrelas. E, claro, eu fiz isso não só uma vez, mas dezenas. Começando do zero. Sim, isso é o quão bom é esse jogo.

Para finalizar, a aventura mais recente do nosso bombeiro da Nintendo. Super Mario Odyssey, do Nintendo Switch, é um verdadeiro presente para os fãs do personagem. Ele apresenta novas mecânicas, mas se mantém fiel aos elementos que fizeram a gente se apaixonar pelo Mario desde sempre, além de prestar merecida homenagem aos títulos mais antigos dele.

Para saber mais sobre esses e outros games, veja nosso artigo sobre os melhores jogos do Mario, que vale a pena.

1. The Witcher 3

Se você já leu algum artigo meu, já deve ter visto o texto que vem embaixo do meu nome ao fim da matéria. Eu sou um fã incondicional de The Witcher 3.

Esse jogo tem tudo que eu mais amo em um game. O seu mundo aberto é rico e cheio de novidades, side quests, itens, inimigos, cidades, vilarejos, músicas... MUITA coisa. Os personagens secundários são complexos e mostram personalidades fortes, especialmente quando interagem com Geralt, o protagonista. Tanto que temos um texto dedicado a Yennefer, figura importantíssima na história e possível par romântico de Geralt.

A narrativa é espetacular, a jogabilidade divertida e a possibilidade de personalização do equipamento de Geralt é gigantesca. As decisões tomadas pelo jogador tanto na campanha principal quanto nas missões secundárias influenciam diretamente o destino do mundo onde o jogo se passa.

Além das dezenas de horas de diversão do jogo original, suas duas maiores DLCs, Hearts of Stone e Blood and Wine, acrescentam mais dezenas de horas de exploração com novas missões, itens e, no caso da segunda, um novo mapa completo. É outra região, com outros costumes, outras tradições e outros desafios. Sendo muito direto, é quase um jogo novo, só que em formato de DLC.

The Witcher 3 é uma experiência completa e única, e por isso é meu game preferido. Sendo assim, não poderia deixar de colocá-lo no topo da minha lista. No meu ver, é o melhor jogo do mundo.