Mantendo o mesmo nome que os modelos do ano passado, os VivoBook 15 da Asus se destacam esse ano por oferecerem uma solução portátil e bem potente. Especialmente para quem não tem muita paciência com engasgos e travamentos ou precisa manter dezenas de abas abertas no navegador.

Essa, inclusive, foi uma das experiências de destaque com o novo notebook da Asus que me deixou boquiaberto. Não importava quantas abas eu abria, o notebook simplesmente continuava funcionando sem uma lentidãozinha sequer. No final do teste e com mais de 30 abas abertas, foi a minha cabeça que começou a ter engasgos e travamentos.

Mas estou me antecipando demais aqui, e esse não é o único detalhe notável do novo notebook da Asus, que já elencamos como um dos melhores notebooks em 2021. Antes de começar, vale o aviso: nosso processo é transparente e considera o que a fabricante promete com o que ela realmente entrega.

Por isso, não deixe de olhar também como avaliamos notebooks aqui no site!

Prós e contras

Prós

Não tem como começar esse trecho com um pró diferente. Afinal de contas, vale destacar aqui que a memória RAM de 16GB vem muito bem a calhar, já que te permite trabalhar com quantas abas abertas quiser.

O SSD de 512GB também é uma grande vantagem do modelo, já que oferece boa capacidade de armazenamento, ao mesmo tempo que liga quase instantaneamente. Considerando que existem modelos do Asus VivoBook 15 K513 com placa de vídeo dedicada, é uma boa alternativa para ter alguns jogos instalados.

Ainda mais que a placa dedicada é básica, então não é compatível com games muito exigentes e que costumam ocupar dezenas de gigabytes do computador. A portabilidade do modelo também é digna de nota.

Apesar dele não estar na categoria dos notebooks ultrafinos, ele é bem confortável de usar, mesmo fora do seu espaço de trabalho. Melhor ainda, o teclado retroiluminado facilita quem prefere ou precisa trabalhar à noite.

Em geral, a performance do Asus VivoBook 15 K513 é excelente. Tanto em programas leves quanto nos pesados, ele se comportou bem, executando tarefas rapidamente e sem mostrar sinal de lentidão durante o uso. A tela Full HD não chega a ser uma vantagem, já que é o esperado em notebooks avançados como ele, mas é uma adição bem-vinda.

Contras

Com tantos prós, é difícil notar algum contra no Asus VivoBook 15 de 2021. Porém, a alta performance e a portabilidade cobram um preço: a autonomia de bateria. Ela dura menos do que a média dos notebooks que testamos aqui no site, que se enquadram em diversas categorias.

A tela também acaba ficando um pouco abaixo do esperado em um notebook avançado. Apesar de sua resolução ser Full HD, o brilho não passa dos 200 nits, outra especificação comum em notebooks. O seu painel é TN, mais usado em notebooks básicos e alguns intermediários, raramente vistos em notes premium.

Veja nosso review em 1 minuto do Asus Vivobook 15 K513!

O que vem na caixa?

O Asus VivoBook 15 K513 vem acompanhado de diversos adesivos para personalizar o notebook (Foto: Mosaico)
  • Notebook Asus VivoBook 15 K513
  • Carregador
  • Manual e garantia
  • Adesivos para personalizar o notebook

Design e construção

Não há muitos detalhes no notebook, o que o torna uma boa opção para o trabalho (Foto: Mosaico)

O Asus VivoBook 15 K513 é pequeno e fino, sendo bastante portátil. Testando-o fora do escritório, o notebook se encaixou bem no colo, sendo confortável de usar. O único desconforto é ter de inclinar um pouco o pescoço para a frente, o que pode causar incômodo ou dor caso o use em um sofá ou cadeira imprópria por muito tempo.

Em relação ao peso, o notebook também é leve, demorando cerca de 1 hora de uso para sentir vontade de tirá-lo do colo por alguns minutos. O design do notebook não tenta inovar ou se destacar muito, mas não deixa a elegância de lado, especialmente para quem quer um computador para trabalho. Ele vem na cor preta e com o nome Asus VivoBook 15 na parte traseira em cinza.

O modelo vem com teclado numérico que é bem confortável e fácil de usar. E se você tiver algum problema mais sério de visão e costuma ter dificuldade para enxergar as teclas, a fonte usada no teclado do Asus VivoBook 15 K513 é maior em comparação com outros modelos, além de ser retroiluminado, ideal para trabalhar à noite.

O teclado do Asus VivoBook 15 é ideal para quem tem dificuldade para enxergar as teclas (Foto: Mosaico)

Um detalhe interessante no trilho de botões F1 à F12 é uma funcionalidade que permite abrir a captura de tela com apenas dois toques. Basta combinar as teclas Fn + F11 para começar a fazer a captura. Essa função raramente aparece nesse trilho do teclado de outros notebooks, sendo essa a primeira vez que vi um. Aprender como tirar print da tela do notebook Asus VivoBook 15 de 2021 é bem mais fácil com essa tecla.

Tela

Como mencionamos antes, a tela é um dos principais pontos negativos desse modelo da Asus. Apesar de ter resolução Full HD e 60Hz, o que é considerado padrão para essa categoria de computador, ele usa o painel TN.

Como mostramos nesse artigo explicando as diferenças entre os paineis, o TN é bom para jogos, mas possui menor fidelidade de cores. Além disso, as cores se perdem ao olhar para a tela caso não esteja a observando diretamente.

Claro que esses detalhes não chegam a atrapalhar quem usa o notebook em um ponto fixo da casa. Mas quando se está o usando na cama ou em um sofá, por exemplo, não poderá se mexer muito ou corre o risco de perder o que está acontecendo na tela do Asus VivoBook 15.

A tela do Asus VivoBook 15 é Full HD, mas usa um tipo de painel que não é comum em notebooks da mesma categoria

Desempenho

Enquanto a tela acaba sendo um ponto negativo do modelo, é no desempenho que o Asus VivoBook 15 K513 se destaca. Equipado com processador Intel Core de 11ª geração, a mais atual em 2021, apenas programas que dependem exclusivamente de uma placa de vídeo poderosa não rodarão bem nele.

Já qualquer outro rodará perfeitamente. Não apenas isso, mas quaisquer processos que envolvam a criação de outros arquivos ou processamento de dados será feito rapidamente. A memória RAM de 16GB também é uma grande aliada, permitindo que trabalhe sem lentidão ou travamento.

Por exemplo, um dos testes que faço aqui ao avaliar um notebook é trabalhar normalmente, mas sem fechar uma aba sequer. Em meio a relatórios, artigos, emails, reuniões, imagens e páginas de ofertas que mostramos em nosso conteúdo, você já pode imaginar que a quantidade de abas que abrimos é considerável.

Para ser mais específico, nesse teste eu consegui chegar a 30 abas abertas simultaneamente. O notebook continuou trabalhando sem qualquer lentidão, considerando também a adição de um aplicativo de mensagens usado na empresa. Além desse teste, também testei a capacidade do notebook se manter estável com mais programas abertos, não apenas muitas abas de navegador.

O Asus VivoBook 15 se manteve firme, mesmo com cinco aplicativos com diferentes propósitos abertos, sendo que dois deles eram janelas de navegador com cerca de 10 abas abertas. Outro programa era um software leve para edição de imagens, que também funciona com um sistema de abas. Nele, também deixamos cinco imagens abertas simultaneamente. O resultado: um notebook inabalável.

Lembrando que o SSD de 512GB é a combinação perfeita para misturar boa velocidade e armazenamento, especialmente se não for tão interessado em jogos. Todos os programas e jogos que testamos nesse modelo abriram rapidamente e sem demora.

Já a placa de vídeo GeForce MX350 de 2GB VRAM é um modelo bem básico, mas que vai te permitir aproveitar jogos leves. Principalmente jogos multiplayer famosos, como CS:GO, Fortnite e League of Legends, por exemplo.

Foi o caso de Fortnite, que rodou com taxas entre 45 e 60FPS nas configurações medianas. Já o premiado Hades, um jogo independente mais leve, passou tranquilamente da faixa dos 100FPS, mas vale lembrar que a frequência da tela de 60Hz mostra, no máximo, 60 quadros.

Em games mais pesados, porém, o note não se saiu bem. Forza Horizon 4, que não chega a ser um título recente, não conseguiu passar dos 30FPS, considerado o mínimo para jogar sem travamentos. Para esses games mais exigentes, no entanto, não são opções aqui. Para esses, o melhor é usar serviços de games na nuvem, como o Xbox Cloud Gaming ou o GeForce Now.

Conectividade

Não faltam conexões ao Asus VivoBook 15 K513 (Foto: Mosaico)

Em termos de conectividade, o Asus VivoBook 15 não fica devendo em nenhum quesito. Ele conta com possibilidade de se conectar por Wi-Fi nas bandas de 2,4GHz e 5GHz, além de possibilitar conexão com periféricos Bluetooth 5.0, como na maioria dos modelos de teclado sem fio.

O mesmo pode ser dito das portas e conexões, que não te deixarão na mão caso tenha periféricos mais antigos. Ele conta com as tradicionais portas USB-A, assim como entradas USB-C para equipamentos mais atuais. Além disso, ele possui porta para cabo Ethernet, entrada para cartão SD e HDMI para conectar ao seu monitor ou TV.

Autonomia de bateria

Enquanto não faltam portas e conexões com fio ou sem fio nesse modelo, a autonomia de bateria é o segundo ponto onde o Asus VivoBook 15 K513 deixa a desejar. Em nosso teste, ele durou apenas duas horas e 23 minutos (2h23) para que caísse da carga máxima para o modo economia de energia.

Cerca de 20 minutos depois de entrar em economia de energia, o Windows 10 exibiu o pop-up de que era necessário conectar o notebook na tomada, caso contrário ele poderia desligar a qualquer momento.

Considerando o painel da tela do Asus VivoBook 15 e a baixa duração da bateria, pudemos notar que ele é um notebook confortável para fora do escritório. Ainda assim, ele é bem mais funcional em uma posição fixa.

Custo-benefício

Na data de fechamento dessa matéria, em 27/10/2021, é possível encontrar um dos modelos do Asus VivoBook 15 K513 custando a partir de R$ 6.632,52. Não podemos dizer que esse é um notebook dos mais baratos, mas vale considerar aqui que quase todos os seus componentes são indicados para notebooks avançados. Além disso, sua portabilidade também cumpre um excelente papel aqui.

Ou seja, ele cumpre bem a expectativa de ser um computador que não vai te dar dor de cabeça, e ainda pode ser usado em outros lugares. Porém, por conta de sua tela e bateria de baixa duração, ele não é tão indicado para escritórios ou profissionais com muita mobilidade.

Ainda assim, o conjunto de peças do Asus VivoBook 15 o coloca no mesmo padrão de outros notebooks avançados, mas com preço pouco acima do que é cobrado hoje em notes intermediários ou dos melhores notebooks gamers de entrada. Considerando todos esses fatores, podemos dizer que o Asus VivoBook 15 K513 representa sim um bom custo-benefício.

Confira as ofertas relacionadas ao notebook clicando abaixo!

Produtos similares

Para competir como Asus VivoBook 15 de 2021, selecionamos três tipos de notebooks que servem como alternativa. Em comum, eles têm a boa performance. A diferença fica no propósito.

Enquanto podemos classificar o modelo em questão como um notebook comum, um dos modelos é ultrafino, enquanto o outro é gamer. Para fechar as opções, escolhemos o MacBook Air da Apple lançado em 2020 com o chip M1.

Samsung Galaxy Book S

O ultrafino lançado esse ano já não é o mais recente, mas é o que tem características que competem mais de frente com o Asus VivoBook 15 K513. Mais portátil que o modelo avaliado, ele é mais indicado para quem precisa trabalhar em diferentes escritórios.

No entanto, sua performance, conectividade e capacidade para jogos são inferiores ao modelo da Asus. Seu processador Intel Core i5 é de geração passada, ao mesmo tempo que ele tem metade da memória RAM. Ele é capaz de entregar boa performance, mas não é tão bom quanto o notebook da Asus.

Já a tela usa painel IPS, o tornando ainda mais indicado para quem não tem como ficar perfeitamente alinhado com o notebook. Ou seja, se portabilidade é o seu principal critério, o Samsung Galaxy Book S é a melhor opção. Mas em outros critérios, o Asus VivoBook 15 é superior.

Acer Aspire Nitro 5 AN515-55-705U

O notebook gamer Acer Aspire Nitro 5 possui diversos modelos, que trazem componentes diferentes. Escolhemos esse modelo por conta do seu preço, mais aproximado ao do Asus VivoBook 15 K513.

Apesar de ser um notebook voltado para performance, o Nitro 5 perde tanto no processador quanto na memória RAM. Ou seja, o notebook da Asus entrega bem mais desempenho. Por outro lado, o Nitro 5 pode deixar essa performance de lado por contar com a placa gráfica GeForce GTX 1660 Ti, muito superior à MX330 e MX350.

Sabe o Forza Horizon 4 que o VivoBook Asus não roda bem? Aqui, ele rodará em toda a sua glória automobilística, entre diversos outros jogos mais pesados. Ou seja, se o seu objetivo é se divertir com diversos jogos, o Nitro 5 é melhor. Em todos os outros casos, escolha o VivoBook 15 K513 que avaliamos.

MacBook Air M1 2020

Fechando a lista de notebooks similares ao Asus VivoBook 125, temos o MacBook Air da Apple, lançado no ano passado. Com chipset próprio e otimizado para o macOS, esse modelo bate de frente no quesito performance. Além disso, o macOS tem uma navegação mais fluida que o Windows, o que dá uma vantagem considerável para o MacBook.

Por outro lado, ele possui metade da memória RAM e do armazenamento em SSD. Assim como o Galaxy Book S, o MacBook é uma opção bastante portátil, além de ter a tela com melhor resolução entre todos os notebooks que mencionamos. Ainda assim, o MacBook é tão portátil que seu uso no escritório é desconfortável, algo que não acontece no notebook da Asus.

Vale mencionar também que o MacBook não tem placa de vídeo dedicada, além de o MacOS não ter tanta compatibilidade quanto o Windows em relação aos jogos. Sendo assim, escolha o MacBook apenas se a portabilidade e resolução da tela forem itens prioritários. Para uso fixo e jogos, o VivoBook é a melhor alternativa.

Ficha técnica

Conclusão

Fechando o nosso review do Asus VivoBook 15 K513, posso dizer com confiança que ele é um notebook excelente. Apesar de os detalhes citados aqui o tornem uma opção menos viável para quem tem um escritório móvel, ou seja, trabalha em qualquer lugar, ele tem excelente performance e deu um impulso na minha produtividade.

Além disso, ele também me permitiu aproveitar alguns jogos mais leves, como o premiado Hades e Fortnite. Mesmo que o VivoBook não seja um notebook gamer. Inclusive, vale mencionar que o uso de serviços de jogos em nuvem virão bem a calhar aqui, permitindo que aproveite até games que não passaram no teste de performance, como o citado Forza Horizon 4.

Leia mais sobreNotebook