desativado
Entrar
Salvar Produto
(2)

A Festa da Insignificância - Milan Kundera - 9788535924664

Criar Alerta de PreçoAlerta de Preço criado para R$
Salvar Produto

Resumo do Histórico de Preços

Você poderá ver quanto já custou esse produto.

variação de preço:

menor preço últimos 40 dias:

R$ 0,00

menor preço hoje:

R$ 0,00

Quer saber mais? Acompanhe a variação de preços dos últimos 6 meses

Ver histórico completo

Produto salvo

Você pode encontrar os seus produtos salvos aqui.

Compare preços em 9 lojas confiáveis

Ordenar por:

Lista de ofertas

Histórico de Preços (R$)

Histórico de Preços

Histórico de Preços

O preço está alto? A gente avisa quando cair

Você tem um Alerta para:

R$

Vamos te avisar por e-mail assim que o produto chegar ao preço que você escolheu.

Crie seu Alerta de Preço!

Indique quanto você gostaria de pagar, que
a gente te avisa quando chegar no valor.

Quanto você gostaria de pagar?

Menor preço agora: R$

Detalhes do produto A Festa da Insignificância - Milan Kundera - 9788535924664

Detalhes do produto

Informações Básicas

ISBN9788535924664
ISBN-108535924663
TítuloA Festa da Insignificância
AutorMilan Kundera
EditoraCompanhia das Letras
Ver ficha técnica completa
Detalhes do produto

Informações Básicas

ISBN9788535924664
ISBN-108535924663
TítuloA Festa da Insignificância
AutorMilan Kundera
EditoraCompanhia das Letras

Avaliação do usuário

Avaliação do usuário

  • "Leitura fácil": pra quem?
    Nao Recomendo

    Peço licença para divergir das opiniões de alguns colegas leitores. Este é o tipo de livro que faz prova ao ditado popular que ensina que "tamanho não é documento". Eu, sinceramente, não consegui entender muito bem o livro. O livro tem em seu pano de fundo, por exemplo, discussões filosóficas que perpassam por Kant, Hegel e Schopenhauer. O próprio autor cita-os na narrativa. Eu sequer consigo fazer uma sinopse digna de nota e talvez, por isso, esteja sendo injusto com a as estrelas que ora...

    Dêner Maiaem 2017-02-15T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Leitura leve e gostosa
    Recomendo

    A história de apenas 133 páginas (li em 2 noites), percorre a vida de quatro jovens 'intelectuais' parisienses que orbitam entre o tédio e certo hedonismo e flanam por Paris em divagações existenciais. Kundera é provocativo, impiedoso e nada complacente com seus protagonistas. Em uma passagem, um dos personagens recorre ao filósofo alemão Wilhelm Friedich Hegel, numa citação que define bem o olhar do autor: "Somente das alturas do infinito bom humor é que você pode observar abaixo de si a...

    L. M. SANTANAem 2014-09-10T00:00:00-03:00 via Amazon

Ver todas as avaliações
Avaliação do usuário
  • "Leitura fácil": pra quem?
    Nao Recomendo

    Peço licença para divergir das opiniões de alguns colegas leitores. Este é o tipo de livro que faz prova ao ditado popular que ensina que "tamanho não é documento". Eu, sinceramente, não consegui entender muito bem o livro. O livro tem em seu pano de fundo, por exemplo, discussões filosóficas que perpassam por Kant, Hegel e Schopenhauer. O próprio autor cita-os na narrativa. Eu sequer consigo fazer uma sinopse digna de nota e talvez, por isso, esteja sendo injusto com a as estrelas que ora...

    Dêner Maiaem 2017-02-15T00:00:00-03:00 via Amazon

  • Leitura leve e gostosa
    Recomendo

    A história de apenas 133 páginas (li em 2 noites), percorre a vida de quatro jovens 'intelectuais' parisienses que orbitam entre o tédio e certo hedonismo e flanam por Paris em divagações existenciais. Kundera é provocativo, impiedoso e nada complacente com seus protagonistas. Em uma passagem, um dos personagens recorre ao filósofo alemão Wilhelm Friedich Hegel, numa citação que define bem o olhar do autor: "Somente das alturas do infinito bom humor é que você pode observar abaixo de si a...

    L. M. SANTANAem 2014-09-10T00:00:00-03:00 via Amazon