O preço do gás de cozinha teve aumento no Brasil, e o brasileiro tem sentido essa inflação no bolso todo mês. Tanto o gás encanado quando o botijão tiveram aumento de valor em 2021. Para te ajudar a gastar menos, listamos algumas medidas simples de como economizar gás. Também indicamos produtos, como fogões de indução, que podem aliviar nesta conta. Antes de entrar nas dicas, explicamos brevemente porque o gás está caro, e já adiantamos que esse aumento tem relação com o imposto federal sobre o gás de cozinha. Confira a seguir!

Confira também 3 funções do ar-condicionado que ajudam a economizar energia no verão

Por que a conta de gás está mais cara?

Descubra abaixo o que deixou o gás de cozinha mais caro (Imagem: Divulgação/Shutterstock)

Diversos fatores influenciam no preço do gás. Aqui, vamos destacar brevemente ajustes fiscais que influenciaram nesse aumento. Em julho de 2021, a Petrobras elevou o preço do gás natural em 7% e, consequentemente, o custo da conta de gás subiu. E não é só o gás encanado que está mais caro, o de cozinha, conhecido como botijão, também está. Isso porque o preço médio de GLP (gás liquefeito de petróleo) sofreu um reajuste de 5,9%, no dia 14 de junho de 2021, nas distribuidoras, passando a custar R$ 3,40 por quilograma.

Os impostos federais sobre o gás de cozinha, o PIS e o Cofins, até tiveram as suas alíquotas zeradas em 2021 para tentar diminuir o impacto dessa inflação. Mas o imposto representa apenas 3% do preço do gás de cozinha. Por isso, mesmo depois da medida, o consumidor ainda tem sentido o aumento na conta de gás, seja ele encanado ou de cozinha.

Como economizar e diminuir o valor da conta de gás?

Evite abrir a tampa da panela e forno

Anote esta dica! Os alimentos que você estiver cozinhando podem ficar prontos de forma mais rápida com a tampa da panela fechada. Consequentemente, você evita o desperdício de gás.

Você ainda não tem uma boa panela? Confira os melhores jogos de panela em 2021

Use panelas de pressão e até panelas elétricas

Se a sua receita permitir cozinhar na panela de pressão, então prefira por ela. Esses modelos têm um tempo de cozimento mais rápido, o que ajuda a economizar gás. Outra alternativa é cozinhar na panela elétrica ou na airfryer. Mas, atenção, o uso precisa ser moderado para evitar que a sua conta de energia venha alta também.

Não tem uma panela elétrica? Confira essas opções

Reduza a potência depois que os alimentos ferverem

Depois que o alimento estiver fervendo, você pode colocar o seu fogão na temperatura mínima. Desta forma, o alimento continuará cozinhando da mesma forma e no mesmo tempo e você ainda economizará na conta de gás.

Fogão de indução e forno elétrico são boas opções

Se você estiver montando a sua cozinha, considere comprar outros eletrodomésticos, como o forno elétrico de embutir. Esse tipo de aparelho utiliza energia elétrica para funcionar e agrega rapidez. Outra excelente opção é o cooktop de indução, que dispensa totalmente o uso de gás. Ele gasta mais energia elétrica do que o fogão elétrico tradicional, mas em compensação, cozinha os alimentos de forma mais rápida.

Tome banhos curtos ou opte por chuveiros elétricos com boa eficiência energética

Você pode continuar tomando aquele banho morno ou quentinho, mas tente reduzir o tempo que você passa embaixo da água. Se possível, no verão opte por colocar o chuveiro na menor potência ou até no modo gelado.

Outra opção é trocar o seu chuveiro a gás por um modelo elétrico, mas lembre-se de não demorar no banho, pois você poderá ter uma surpresa na sua conta de energia elétrica. Inclusive, existem chuveiros elétricos econômicos, que diminuem o gasto de luz. Vale lembrar que além do banho mais curto ajudar na economia de gás ou luz, é uma medida bacana do ponto de vista ecológico.

Lave as louças na água fria

No frio é difícil mesmo lavar a louça com aquela água gelada, ainda mais se você morar em regiões mais frias. Mas, se possível, desligue o aquecedor da sua torneira e não deixe acumular tantos pratos e talheres para cumprir a tarefa de lavagem mais depressa - e com menos sofrimento.

Para ainda mais economia, conheça a tecnologia que te ajuda a gastar menos na conta de luz