Uma pergunta muito comum entre a comunidade gamer, com defensores de ambos os lados, é se é melhor comprar jogos em mídia física ou em mídia digital. É inegável que ambas as mídias possuem seus benefícios e malefícios e o mais comum é que fãs de games tenham jogos em ambas as mídias.

Além disso, existe um certo consenso de que a mídia digital é melhor que a física, mesmo com defensores ferrenhos das caixinhas dizerem o contrário. Quem está certo nessa discussão? De certa forma, todos e ninguém. Embora de fato seja mais comum encontrar jogos em mídia digital mais barato que suas contrapartes físicas, nem sempre é o modo mais econômico de colecionar games.

A seguir, vamos destrinchar o que é mídia física e digital. Depois, os riscos e vantagens de cada um. No final, vamos responder a pergunta que estabelecemos no título deste texto: quando compensa mais comprar o jogo em mídia física? Então, pegue a sua bebida favorita e confira o artigo para se planejar para a sua próxima compra de games.

O que é mídia física e mídia digital?

Mídia física

É a boa e velha "fita". Ou "CD", dependendo do seu console favorito. É o jogo que você compra a caixinha com o game dentro, que deve ser inserido no videogame para jogar, mesmo que tenha de fazer algum tipo de instalação interna e tenha de baixar atualizações. Sem a caixinha, você não consegue jogar.

Há cerca de 20 anos atrás, a mídia física de jogos era a única que existia (Foto: Shutterstock)

Mídia digital

A única comprovação que você tem um jogo em mídia digital é quando ele aparece na biblioteca da plataforma onde você o comprou. Por exemplo, um jogo de PC que você comprou na Steam ou na Epic Games Store aparecerá na sua lista para baixar ou jogar, mas apenas lá.

O mesmo para jogos comprados no Nintendo Switch, consoles Xbox ou nos PlayStation recentes. Esses jogos são diretamente baixados e jogados na plataforma, sem que precise se levantar para trocar o game que está jogando.

A chegada de plataformas como a Steam ajudaram a mídia digital a se consolidar (Foto: Shuterstock)

Por que a mídia digital costuma ser mais barata?

A explicação é bem simples: não há custos de transporte e fabricação de mídia em um jogo disponível apenas no formato digital. Toda uma parte da cadeia produtiva do game não existe na distribuição digital.

Sendo assim, é mais fácil oferecer descontos ou cobrar menos do jogador. Não à toa, lojas digitais de games como as já citadas Steam e Epic Games contam com promoções frequentes. O mesmo acontece nas plataformas oficiais dos videogames, como a PS Store e a Nintendo eShop.

Isso significa que a mídia digital é sempre mais barata que a física? Não necessariamente. Embora o comum seja que um jogo neste formato esteja mais barato, existem situações nas quais é mais barato comprar o jogo físico. Um exemplo disso aconteceu aqui mesmo, na redação do site.

Nosso editor Guilherme Toscano é um grande fã da franquia Horizon, tendo zerado o primeiro jogo mais de uma vez. Com a chegada de Horizon: Forbidden West no começo do ano, ele já estava se planejando para fazer a pré-venda digital do game. Afinal de contas, comprar um game em mídia digital na pré-venda te garante o download do game e jogá-lo imediatamente no horário do lançamento.

Porém, enquanto eu fazia um guia com tudo sobre o game, notei que o preço de pré-venda da mídia física de Horizon: Forbidden West estava baixo, em relação ao que geralmente é cobrado. Falei com ele imediatamente, que abriu a PS Store no PlayStation e comprovou: a pré-venda física do game estava mais barato que a digital. Ou seja: ele mudou de ideia e fez a compra em mídia física na mesma hora!

Nem sempre a mídia digital é mais barata que a física (Foto: Divulgação/PlayStation)

Isso significa que, no momento de publicação deste artigo, Horizon: Forbidden West continua mais barato em seu formato físico? É possível!

Por isso, não custa nada dar uma olhada nas ofertas aqui embaixo e dar uma olhada na PlayStation Store para comparar os valores, não é mesmo?

Riscos e vantagens na compra de mídia digital

Riscos

Comprar em mídia digital costuma ser mais seguro do que a mídia física. Mas não é isento de risco. Ao comprar neste formato, você pode baixar o game quando quiser. Ou pelo menos enquanto a plataforma de games oferecer. Claro que quando você considera que as principais plataformas são de empresas bilionárias, o risco é quase inexistente.

O maior risco que você corre, na verdade, é quando o jogo já fica com certa idade. Por conta de contratos para uso de material licenciado, como músicas e imagens de famosos, por exemplo, um jogo pode acabar sendo retirado das lojas digitais, mesmo que apenas para fazer download. Se não o tiver baixado no seu PC ou videogame ou apagá-lo depois disso, você não consegue jogar novamente, mesmo que tenha pago o preço cheio.

Estes são os únicos riscos reais em comprar mídia digital, mas vale mencionar aqui que ele é bem pequeno e, para a maioria dos games da sua coleção, não irão acontecer. Outro ponto que não é um risco, mas sim uma desvantagem, é a impossibilidade de vendê-lo ou trocá-lo após zerar ou enjoar.

Vantagens

A vantagem mais óbvia foi a que citamos aqui: em geral, jogos em mídia digital costumam ser mais baratos que a mídia física. Por isso, usar esse formato representa uma economia, em geral. Outro ponto sobre os preços é que as promoções em games neste formato costumam ser mais generosas. Não é impossível ver games com descontos de 20%, 50%, 75% e até mesmo alguns com 90% de desconto.

Promoções de mídia digital costumam ser mais atraentes que as oferecidas por lojas físicas (Foto: Reprodução/Steam)

Vale mencionar também que nem todo jogo conta com mídia física. Boa parte dos jogos independentes, por exemplo, estão disponíveis apenas na mídia digital. Ou seja, consumir mídia digital te dá mais opções na hora de caçar um jogo para comprar.

A terceira maior vantagem em comprar a mídia digital é perfeita para os mais preguiçosos. Afinal de contas, ter um jogo neste formato não te obriga a levantar do sofá cada vez que quiser trocar de game. Basta retornar à sua biblioteca e selecionar o novo jogo que você quer jogar!

Riscos e vantagens na compra de mídia física

Riscos

Também não existem muitos riscos na hora de comprar jogos em mídia física. A maioria deles acontece normalmente apenas ao comprar e trocar jogos usados. O que não é risco, porém uma desvantagem, é que a mídia física ocupa espaço e, se morar em um local pequeno, pode ficar sem lugar para guardar sua coleção.

Outro risco é o mau funcionamento ou a possibilidade de causar dano ao cartucho ou disco. Porém, são riscos bem improváveis e só acontecem com os mais descuidados.

É, dessa forma não tem como colocar o disco no videogame (Foto: Shutterstock)

Vantagens

Todos os riscos e desvantagens associados aos games em mídia física têm um contraponto vantajoso. Por exemplo, apesar de ser arriscado comprar ou trocar games usados, uma das principais vantagens é poder se desfazer de games que não joga mais vendendo-os ou os trocando por algum que não tenha jogado,

Além disso, os jogos podem até ocupar espaço, mas você pode ter uma estante especial e dedicada aos seus jogos. Uma estante assim vai dar um charme especial na hora de montar seu quarto gamer. Outro ponto positivo é que você não corre o risco de perder o jogo caso a produtora o remova de plataformas digitais. Basta inserir o disco ou o cartucho e seu jogo estará lá, pronto para ser jogado.

Quando a mídia física compensa mais que a mídia digital?

Considerando os riscos e vantagens de cada formato, você já pode ter uma ideia formada sobre qual tipo de mídia é o melhor para comprar. Como falamos ao longo do artigo, o fato da mídia digital ser mais barata que a física boa parte das vezes acaba fazendo a balança pender bastante. Mas é sempre bom ter atenção e comparar os preços dos itens digitais com os físicos antes de fechar uma compra. Para finalizar, veja abaixo uma lista das situações nas quais comprar mídia física é melhor que a digital!

  • Quando a mídia física está mais barata que a digital.
  • Quando você sabe que o jogo em mídia física não desvaloriza tanto na hora de vendê-lo usado. Isso é bastante comum em jogos 1st party de empresas como a Nintendo. O preço de jogos usados da franquia Zelda e Mario, por exemplo, não costumam ser tão mais baratos que a mídia nova.
  • Quando você quer montar uma coleção ou estante de jogos para um quarto gamer.
  • Quando você quer estabelecer uma rotina de troca de jogos usados para ter acesso a mais games.
Leia mais sobreJoga+