Ative o Buscapé te Protege GRÁTIS. Suas compras protegidas em até R$ 5mil pelo Buscapé te Protege.

O livro é dividido em três partes. A primeira, “Tudo urge no meu estar tranquilo”, traz temáticas variadas, mas se relaciona com a mudança do autor para a Cidade Maravilhosa e o novo olhar que lança sobre ela. “Morei no Rio há dez, 12 anos e a cidade tinha um caráter mais festivo para mim. De descoberta da vida, de boêmia, de experimentar as coisas. Agora, há uma necessidade de recolhimento, de foco… uma tentativa de seguir um certo equilíbrio existencial”, conta. Em “Isso sempre me pareceu furioso”, segundo momento da obra, fala-se do ciclo de um amor, perdido e reencontrado. A terceira e última parte, “Cidades do século XXI”, é a mais política e trata daquilo que Leprevost descreve como um mal estar em relação aos caminhos que o mundo está tomando. “Não são poemas panfletários, que levantam bandeiras. São poemas sobre algo que vem disso e passa por mim. E têm a intenção de ser mais amplos, não são datados ou endereçados a alguém”, explica. O livro foi impresso em risografia e costurado um a um artesanalmente. A capa é feita em serigrafia sobre tecido com três modelos diferentes.