Ative o Buscapé te Protege GRÁTIS. Suas compras protegidas em até R$ 5mil pelo Buscapé te Protege.

Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaSony
LinhaXperia
ModeloX
ChipsSingle Chip
CoresBranco, Ouro Rosa, Ouro Verde, Preto Grafite
Câmera
Câmera Traseira23 Megapixels
Funções da CâmeraEstabilização Automática, Filma em Full HD, Flash, HDR, Panorama, Zoom de 5x
Câmera Frontal13.0 Megapixels Frontal
Funções Câmera FrontalFilma em Full HD
Tela
Tamanho da Tela5.0 polegadas
Resolução1920 x 1080 Pixels
Hardware
ProcessadorQualcomm Snapdragon 650
Memória Interna32 GB
Memória RAM3 GB RAM
EntradasFone de Ouvido, MicroSD
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoMarshmallow
Características e Conectividade
Internet4G, Wi-Fi
RecursosBluetooth 4.2, DLNA, NFC, Rádio
Bateria
Bateria2620 mAh
Dimensões
Largura69 mm
Altura143 mm
Profundidade7,7 mm
Peso152 g
Por Colaborador em 17/06/2016
Sony Xperia X é um dos melhores smartphones de 5 polegadas

O aparelho conta com ótimo desempenho, tela com boa definição, bom conjunto de câmeras e um acabamento refinado, mas ainda é muito caro

Prós
  • Acabamento

     

  • Tela com boa definição

     

  • Bom desempenho

     

  • Bom conjunto de câmeras

Contras
  • Bateria com baixa duração

Por fora, o Xperia X se parece muito com outros aparelhos da Sony. O design é basicamente o mesmo, com poucas alterações no material. Mas, segundo a fabricante, ele é destinado a quem gosta de recursos premium. Por isso, o smartphone conta com boas características, como câmera, tela e desempenho. Quer mais informações sobre ele? Confira nos parágrafos a seguir.

Por fora, o Xperia X se parece muito com outros aparelhos da Sony. O design é basicamente o mesmo, com poucas alterações no material. Mas, segundo a fabricante, ele é destinado a quem gosta de recursos premium. Por isso, o smartphone conta com boas características, como câmera, tela e desempenho. Quer mais informações sobre ele? Confira nos parágrafos a seguir.

Acabamento e tela

O acabamento do Xperia X talvez seja um dos pontos mais interessantes no aparelho. E isso não tem nada a ver com o material utilizado, mas com as dimensões e a pegada que o smartphone proporciona. Ele não é muito grande e isso, atualmente, é um pouco raro de se encontrar, já que vemos uma tendência das fabricantes por apresentar celulares com telas cada vez maiores. Portanto, ponto para a Sony.

O Xperia X conta com 14,3 cm de altura, 6,9 cm de largura e 0,77 cm de espessura. Seu peso é de 152 gramas. Com essas características, o smartphone fica bem leve e não incomoda pelo peso. E o mais importante: ele é muito ergonômico para utilizar com apenas uma das mãos.

O material também não deixa a desejar. A traseira é feita de plástico fosco e liso (o que deixa o smartphone muito bonito) e está disponível nas cores rosa, preto e branco. Ah, e a tampa traseira não é removível . Por isso, a Sony optou por colar um pequeno slot na lateral do aparelho para inserir chips de telefonia e o cartão SD.

Por outro lado, nós encontramos o velho design usado pela Sony. Se você provavelmente já mexeu em algum dos smartphones lançados pela fabricante nos últimos anos, certamente não vai estranhar o Xperia X. É praticamente o mesmo. O que muda aqui é o material utilizado. Agora a Sony optou por colocar um vidro mais grosso na parte da frente e sutilmente curvado. As laterais também são feitas de plástico, mas são um pouco mais aderentes que a traseira, o que ajuda a dar uma pegada mais firme ao usuário.

O botão Power se localiza no mesmo local de outros aparelhos da marca, no meio da lateral direita. Já o controle de volume fica logo abaixo, junto com o botão específico para câmera. E isso tem um motivo: quando você está com a câmera ligada, o controle de volume serve para o ajuste de zoom. Mas, na prática, isso atrapalha a usabilidade na hora de ajustar o volume de músicas, já que a posição não é das mais ergonômicas quando você estiver segurando o aparelho na vertical.

Como é tradicional, a entrada P2 para fones de ouvido fica na parte de cima (aliás, o Xperia X não conta com fone de ouvido incluso na caixa), enquanto a micro USB para carregamento e transferência de arquivos se encontra na lateral inferior do Xperia X.

A tela também é outro destaque do Xperia X. Ela conta 5 polegadas - um tamanho não muito grande para os padrões atuais - e possui resolução Full HD. Outro característica presente no modelo é a tecnologia TRILUMINOS Display, que é adotada em muitas TVs da Sony e que foi adaptada para os smartphones. Com isso, a taxa de contraste fica melhor, sem cores supersaturadas. E o que isso interfere? Na prática, as cores ficam mais vivas e é melhor para assistir a filmes e desenhos, sem conviver com a falta de qualidade nas imagens.

 

E, para chegar a essa conclusão, fomos testar na prática. Rodamos praticamente tudo que um usuário normalmente utiliza em um smartphone. Assistimos a vídeos no YouTube, navegamos por sites e redes sociais e até rodamos alguns filmes. E o que mais chamou a atenção - além do bom contraste -, foi que o Xperia X não apresentou um reflexo constante no display, o que é um defeito de muitos smartphones atualmente. Além disso, é possível visualizar tudo com conforto mesmo em locais abertos ou com luzes incidindo diretamente na tela do celular, o que é ótimo. Mesmo tendo “apenas” 5 polegadas - o que é um tamanho pequeno para os padrões atuais -, é possível navegar sem problemas com falta de espaço para enxergar tudo na tela.

O acabamento do Xperia X talvez seja um dos pontos mais interessantes no aparelho. E isso não tem nada a ver com o material utilizado, mas com as dimensões e a pegada que o smartphone proporciona. Ele não é muito grande e isso, atualmente, é um pouco raro de se encontrar, já que vemos uma tendência das fabricantes por apresentar celulares com telas cada vez maiores. Portanto, ponto para a Sony.

O Xperia X conta com 14,3 cm de altura, 6,9 cm de largura e 0,77 cm de espessura. Seu peso é de 152 gramas. Com essas características, o smartphone fica bem leve e não incomoda pelo peso. E o mais importante: ele é muito ergonômico para utilizar com apenas uma das mãos.

O material também não deixa a desejar. A traseira é feita de plástico fosco e liso (o que deixa o smartphone muito bonito) e está disponível nas cores rosa, preto e branco. Ah, e a tampa traseira não é removível . Por isso, a Sony optou por colar um pequeno slot na lateral do aparelho para inserir chips de telefonia e o cartão SD.

Por outro lado, nós encontramos o velho design usado pela Sony. Se você provavelmente já mexeu em algum dos smartphones lançados pela fabricante nos últimos anos, certamente não vai estranhar o Xperia X. É praticamente o mesmo. O que muda aqui é o material utilizado. Agora a Sony optou por colocar um vidro mais grosso na parte da frente e sutilmente curvado. As laterais também são feitas de plástico, mas são um pouco mais aderentes que a traseira, o que ajuda a dar uma pegada mais firme ao usuário.

O botão Power se localiza no mesmo local de outros aparelhos da marca, no meio da lateral direita. Já o controle de volume fica logo abaixo, junto com o botão específico para câmera. E isso tem um motivo: quando você está com a câmera ligada, o controle de volume serve para o ajuste de zoom. Mas, na prática, isso atrapalha a usabilidade na hora de ajustar o volume de músicas, já que a posição não é das mais ergonômicas quando você estiver segurando o aparelho na vertical.

Como é tradicional, a entrada P2 para fones de ouvido fica na parte de cima (aliás, o Xperia X não conta com fone de ouvido incluso na caixa), enquanto a micro USB para carregamento e transferência de arquivos se encontra na lateral inferior do Xperia X.

A tela também é outro destaque do Xperia X. Ela conta 5 polegadas - um tamanho não muito grande para os padrões atuais - e possui resolução Full HD. Outro característica presente no modelo é a tecnologia TRILUMINOS Display, que é adotada em muitas TVs da Sony e que foi adaptada para os smartphones. Com isso, a taxa de contraste fica melhor, sem cores supersaturadas. E o que isso interfere? Na prática, as cores ficam mais vivas e é melhor para assistir a filmes e desenhos, sem conviver com a falta de qualidade nas imagens.

 

E, para chegar a essa conclusão, fomos testar na prática. Rodamos praticamente tudo que um usuário normalmente utiliza em um smartphone. Assistimos a vídeos no YouTube, navegamos por sites e redes sociais e até rodamos alguns filmes. E o que mais chamou a atenção - além do bom contraste -, foi que o Xperia X não apresentou um reflexo constante no display, o que é um defeito de muitos smartphones atualmente. Além disso, é possível visualizar tudo com conforto mesmo em locais abertos ou com luzes incidindo diretamente na tela do celular, o que é ótimo. Mesmo tendo “apenas” 5 polegadas - o que é um tamanho pequeno para os padrões atuais -, é possível navegar sem problemas com falta de espaço para enxergar tudo na tela.

Desempenho

O Xperia X conta com um bom hardware. Ele possui um processador hexa-core Qualcomm Snapdragon 650 e 3 GB de memória RAM. E isso, na prática, resulta em boa fluidez ao mexer no aparelho. Ou seja, ele não vai travar mesmo com muitos aplicativos abertos e vai rodar jogos com boa qualidade de imagem e sem lags. Portanto, se você quer um smartphone com bom desempenho, o Xperia X não vai te decepcionar.

Utilizamos o aparelho praticamente por um dia inteiro e abrimos um monte de apps - chegamos a ter 43 aplicativos simultaneamente abertos em segundo plano. E em nenhum momento o Xperia X mostrou sinais de que estava sobrecarregado com a demanda.

Vale ressaltar que o lançamento da empresa japonesa já conta com a versão atualizada do Android, a 6.0 (conhecida como Marshmallow). A interface segue o padrão da Sony, ou seja, não é 100% limpa. Por exemplo, quando você ligar o aparelho pela primeira vez, provavelmente vai querer fazer uma limpeza geral nos aplicativos pré-instalados antes de colocar os apps de seu interesse, já que os menus trazem muitos jogos e funções desnecessárias. Apesar disso, o sistema como um todo tem uma ótima fluidez e tudo é facilmente encontrado.

Quanto aos jogos, o Xperia X também não deixa a desejar. Ele abre tudo rapidamente e tem uma qualidade gráfica muito boa. Para testar, rodamos desde os mais leves - como o Ball King - até os mais pesados, como Real Racing 3 e o Need for Speed No Limits. Portanto, o Xperia X é uma ótima opção para quem curte games no smartphone.

Um ponto negativo que já foi visto em muitos smartphones da Sony e que persiste no novo modelo da marca é a temperatura atingida quando exigido. Em momentos como ao rodar jogos mais pesados, o Xperia X esquenta um pouco, o que pode ser um ponto bem incômodo para alguns usuários.

 

Como de costume, também rodamos alguns benchmarks, que são softwares destinado a fazer uma análise geral do smartphone seguindo uma bateria de testes próprios. Primeiro, rodamos o Antutu e o Quadrant, que são benchmarks mais gerais, ou seja, que analisam tanto a parte gráfica quanto a fluidez do sistema. Nesses casos, o Xperia X obteve 77841 e 28438 pontos. Depois disso, executamos o 3D Mark, que é especializado em analisar a qualidade gráfica do smartphone. Como isso é um pouco relativo, ele simula três cenários de uso - um básico, um intermediário e outro exigente. Nesse benchmark, o celular da Sony obteve 17996 pontos na simulação mais intensa, enquanto nas outras duas, o próprio software achou que o potencial do aparelho era acima daquele tipo de uso.

O Xperia X conta com um bom hardware. Ele possui um processador hexa-core Qualcomm Snapdragon 650 e 3 GB de memória RAM. E isso, na prática, resulta em boa fluidez ao mexer no aparelho. Ou seja, ele não vai travar mesmo com muitos aplicativos abertos e vai rodar jogos com boa qualidade de imagem e sem lags. Portanto, se você quer um smartphone com bom desempenho, o Xperia X não vai te decepcionar.

Utilizamos o aparelho praticamente por um dia inteiro e abrimos um monte de apps - chegamos a ter 43 aplicativos simultaneamente abertos em segundo plano. E em nenhum momento o Xperia X mostrou sinais de que estava sobrecarregado com a demanda.

Vale ressaltar que o lançamento da empresa japonesa já conta com a versão atualizada do Android, a 6.0 (conhecida como Marshmallow). A interface segue o padrão da Sony, ou seja, não é 100% limpa. Por exemplo, quando você ligar o aparelho pela primeira vez, provavelmente vai querer fazer uma limpeza geral nos aplicativos pré-instalados antes de colocar os apps de seu interesse, já que os menus trazem muitos jogos e funções desnecessárias. Apesar disso, o sistema como um todo tem uma ótima fluidez e tudo é facilmente encontrado.

Quanto aos jogos, o Xperia X também não deixa a desejar. Ele abre tudo rapidamente e tem uma qualidade gráfica muito boa. Para testar, rodamos desde os mais leves - como o Ball King - até os mais pesados, como Real Racing 3 e o Need for Speed No Limits. Portanto, o Xperia X é uma ótima opção para quem curte games no smartphone.

Um ponto negativo que já foi visto em muitos smartphones da Sony e que persiste no novo modelo da marca é a temperatura atingida quando exigido. Em momentos como ao rodar jogos mais pesados, o Xperia X esquenta um pouco, o que pode ser um ponto bem incômodo para alguns usuários.

 

Como de costume, também rodamos alguns benchmarks, que são softwares destinado a fazer uma análise geral do smartphone seguindo uma bateria de testes próprios. Primeiro, rodamos o Antutu e o Quadrant, que são benchmarks mais gerais, ou seja, que analisam tanto a parte gráfica quanto a fluidez do sistema. Nesses casos, o Xperia X obteve 77841 e 28438 pontos. Depois disso, executamos o 3D Mark, que é especializado em analisar a qualidade gráfica do smartphone. Como isso é um pouco relativo, ele simula três cenários de uso - um básico, um intermediário e outro exigente. Nesse benchmark, o celular da Sony obteve 17996 pontos na simulação mais intensa, enquanto nas outras duas, o próprio software achou que o potencial do aparelho era acima daquele tipo de uso.

Conectividade, câmera e bateria

Outro ponto interessante no Xperia X é sua memória interna. Ele conta com incríveis 64 GB, uma marca bem acima da média. Além disso, o aparelho oferece entrada para cartões microSD de até 200 GB. Ou seja, espaço definitivamente não é um problema dele. Mas é bom pontuar: o Android ocupa pouco mais de 12 GB de memória, o diminui a marca inicial para pouco mais de 51 GB de armazenamento. Ainda assim, dá para guardar muitos arquivos.

A conectividade é outro ponto bem potente do aparelho. Ele conta com GPS, Wi-Fi, Bluetooth 4.2, DLNA e NFC. O Xperia X ainda conta com um sensor de digitais que se encontra no botão Power. É possível cadastrar algumas digitais e o desbloqueio da tela é quase instantâneo após o clique. De fato, é um recurso bem prático.

Pela faixa de preço em que se encontra, é esperado que o Xperia X conte, no mínimo, com um conjunto de câmeras potentes. E, de fato, é isso que encontramos na prática. A Sony já é conhecida no mercado por adotar bons sensores em seus smartphones e, mais uma vez, trouxe um smartphone capaz de tirar belas fotos.

A câmera principal, com 23 MP, é capaz de filmar em Full HD, enquanto a secundária conta com 13 MP e também é capaz de produzir vídeos nessa resolução. Antes de falar um pouco sobre a qualidade das imagens e vídeos, é bom destacar a rapidez do processo como um todo. O botão que falamos no início do texto - destinado a tirar a fotos - inicia rapidamente o software da câmera quando pressionado. E quando tudo está em pleno funcionamento, o clique é praticamente instantâneo. Mais um ponto pro Xperia X.

Mas vamos aos resultados. No geral, é possível tirar fotos muito bonitas com o smartphone. O nível de cores é muito bom e a taxa de contraste também é animadora. O sistema de estabilização SteadyShot, implementado em toda a linha X da marca, é outro ponto bastante interessante. A qualidade não se compara com as estabilizações ópticas, é claro, mas os vídeos também não ficam tão “artificais” como em outros aparelhos. Claro, como o sistema não é perfeito, as fotos noturnas ainda apresentam alguns ruídos, mas nada tão grave. Assim como a câmera principal, a secundária também apresenta ótimos resultados, tanto em termos de qualidade de imagem quanto em ângulo de captura.

Quanto ao software, a Sony fez um bom trabalho. As funções são facilmente encontradas e o interessante é o fato do aparelho trazer alguns tutoriais quando se abre a interface pela primeira vez. Além de alguns efeitos divertidos encontrados, o modo manual permite alterações em pontos como balanço de branco e ISO. Como de costume, o timeshift e o recurso da foto panorâmica também estão presentes.

 

A bateria de 2620 mAh talvez seja o ponto mais questionável no aparelho. Como sempre, fizemos nosso teste padrão, que se baseia em uma série de atividades ao longo do dia. Na primeira fase de avaliação, tiramos 10 fotos e fizemos um pequeno vídeo de 5 minutos. Após isso, visualizamos os resultados por 15 minutos. Em seguida, navegamos por redes sociais por cerca de 3 horas, fizemos ligações por mais 30 minutos, rodamos por GPS por meia hora e jogamos por mais 20 minutos. Para finalizar, exibimos vídeos no YouTube por 10 minutos e ouvimos algumas músicas por 1 hora. Ao fim do período restavam 16% de bateria, uma marca ruim para um smartphone que tem grande potencial.

Outro ponto interessante no Xperia X é sua memória interna. Ele conta com incríveis 64 GB, uma marca bem acima da média. Além disso, o aparelho oferece entrada para cartões microSD de até 200 GB. Ou seja, espaço definitivamente não é um problema dele. Mas é bom pontuar: o Android ocupa pouco mais de 12 GB de memória, o diminui a marca inicial para pouco mais de 51 GB de armazenamento. Ainda assim, dá para guardar muitos arquivos.

A conectividade é outro ponto bem potente do aparelho. Ele conta com GPS, Wi-Fi, Bluetooth 4.2, DLNA e NFC. O Xperia X ainda conta com um sensor de digitais que se encontra no botão Power. É possível cadastrar algumas digitais e o desbloqueio da tela é quase instantâneo após o clique. De fato, é um recurso bem prático.

Pela faixa de preço em que se encontra, é esperado que o Xperia X conte, no mínimo, com um conjunto de câmeras potentes. E, de fato, é isso que encontramos na prática. A Sony já é conhecida no mercado por adotar bons sensores em seus smartphones e, mais uma vez, trouxe um smartphone capaz de tirar belas fotos.

A câmera principal, com 23 MP, é capaz de filmar em Full HD, enquanto a secundária conta com 13 MP e também é capaz de produzir vídeos nessa resolução. Antes de falar um pouco sobre a qualidade das imagens e vídeos, é bom destacar a rapidez do processo como um todo. O botão que falamos no início do texto - destinado a tirar a fotos - inicia rapidamente o software da câmera quando pressionado. E quando tudo está em pleno funcionamento, o clique é praticamente instantâneo. Mais um ponto pro Xperia X.

Mas vamos aos resultados. No geral, é possível tirar fotos muito bonitas com o smartphone. O nível de cores é muito bom e a taxa de contraste também é animadora. O sistema de estabilização SteadyShot, implementado em toda a linha X da marca, é outro ponto bastante interessante. A qualidade não se compara com as estabilizações ópticas, é claro, mas os vídeos também não ficam tão “artificais” como em outros aparelhos. Claro, como o sistema não é perfeito, as fotos noturnas ainda apresentam alguns ruídos, mas nada tão grave. Assim como a câmera principal, a secundária também apresenta ótimos resultados, tanto em termos de qualidade de imagem quanto em ângulo de captura.

Quanto ao software, a Sony fez um bom trabalho. As funções são facilmente encontradas e o interessante é o fato do aparelho trazer alguns tutoriais quando se abre a interface pela primeira vez. Além de alguns efeitos divertidos encontrados, o modo manual permite alterações em pontos como balanço de branco e ISO. Como de costume, o timeshift e o recurso da foto panorâmica também estão presentes.

 

A bateria de 2620 mAh talvez seja o ponto mais questionável no aparelho. Como sempre, fizemos nosso teste padrão, que se baseia em uma série de atividades ao longo do dia. Na primeira fase de avaliação, tiramos 10 fotos e fizemos um pequeno vídeo de 5 minutos. Após isso, visualizamos os resultados por 15 minutos. Em seguida, navegamos por redes sociais por cerca de 3 horas, fizemos ligações por mais 30 minutos, rodamos por GPS por meia hora e jogamos por mais 20 minutos. Para finalizar, exibimos vídeos no YouTube por 10 minutos e ouvimos algumas músicas por 1 hora. Ao fim do período restavam 16% de bateria, uma marca ruim para um smartphone que tem grande potencial.

Conclusão

Acabamento bonito e com boa ergonomia, desempenho excelente, tela com cores vivas e câmera de boa qualidade. O Xperia X tinha tudo para ser um dos  melhores smartphones de 5 polegadas do mercado se não fosse um ponto: preço. Até o fechamento desse review, o valor dele não o torna nada atraente. E isso é um erro que vem sendo recorrente nos aparelhos da Sony. Os smartphones são ótimos, mas trazem faixas de preço fora da realidade. Porém, se você está dispostos a pagar pelo aparelho, certamente não se decepcionará com o resultado. O Xperia realmente traz uma tela ótima, com bom nível de contraste, além de um desempenho capaz de rodar qualquer jogo atualmente e um acabamento refinado, digno de aparelhos mais rebuscados.

Matérias Relacionadas
10/10 Recomendo
10/10 Recomendo
10/10 Recomendo
10/10 Recomendo
10/10 Recomendo
Avaliação Geral100%Recomendam a compra
9/10Baseado em 6 avaliações
Aspectos Positivos
  • Câmera
  • Design
  • Display
  • Funções e Características
  • Facilidade de Uso
Pontos de Atenção
  • Custo-Benefício
  • Durabilidade
Aspectos Negativos
  • Duração da Bateria
Enviar sua Avaliação