Ative o Buscapé te Protege GRÁTIS. Suas compras protegidas em até R$ 5mil pelo Buscapé te Protege.

Ordenar por:
  • Carregando
    Carregando

    Americanas.com

    Smartphone Sony Xperia M5 E5643, Tela 5.0 ´, Android 5, OctaCor 2.0Ghz, 4G, 3GB, 16GB. 21MP - Branco

    No boleto
    R$ 1.199,99
    Em até 10x de
    R$ 119,99
    Total a prazo R$ 1.199,90
  • Carregando
    Carregando

    Extra.com.br

    Smartphone Sony Xperia M5 Dual E5643 Preto com Tela 5 ´, Dual Chip, Câmera 21,5MP, 4G, Android 5.0 e Processador Octa - core de 64 bits e 2 GHz

    EconomizeR$ 1.699,90
    No boleto
    R$ 899,10
    Em até 10x de
    R$ 99,90
    Total a prazo R$ 999,00
  • Carregando
    Carregando

    Casas Bahia

    Smartphone Sony Xperia M5 Dual E5643 Preto com Tela 5 ´, Dual Chip, Câmera 21,5MP, 4G, Android 5.0 e Processador Octa - core de 64 bits e 2 GHz

    EconomizeR$ 1.699,90
    No boleto
    R$ 899,10
    Em até 10x de
    R$ 99,90
    Total a prazo R$ 999,00
  • Carregando
    Carregando

    PontoFrio.com

    Smartphone Sony Xperia M5 Dual E5643 Preto com Tela 5 ´, Dual Chip, Câmera 21,5MP, 4G, Android 5.0 e Processador Octa - core de 64 bits e 2 GHz

    EconomizeR$ 1.699,90
    No boleto
    R$ 899,10
    Em até 10x de
    R$ 99,90
    Total a prazo R$ 999,00
  • Carregando
    Carregando

    Submarino

    Smartphone Sony Xperia M5 E5643, Tela 5.0 ´, Android 5, OctaCor 2.0Ghz, 4G, 3GB, 16GB. 21MP - Branco

    No boleto
    R$ 1.199,99
    Em até 10x de
    R$ 119,99
    Total a prazo R$ 1.199,90
  • Carregando
    Carregando

    Americanas.com

    Smartphone Sony Xperia M5 Dual E5643 Desbloqueado Branco

    No boleto
    R$ 1.299,99
    Em até 10x de
    R$ 129,99
    Total a prazo R$ 1.299,90
  • Carregando
    Carregando

    Amazon

    Smartphone Sony Xperia M5, Preto, E5643, Tela de 5 , 16GB, 21MP

    No cartão à vista
    R$ 999,00
    Em até 10x de
    R$ 99,90
    Total a prazo R$ 999,00
  • Carregando
    Carregando

    Submarino

    Smartphone Sony Xperia M5 Dual E5643 Desbloqueado Branco

    No cartão à vista
    R$ 1.299,99
    Em até 10x de
    R$ 129,99
    Total a prazo R$ 1.299,90
  • Carregando
    Carregando

    Casas Bahia

    Smartphone Sony Xperia M5 Dual E5643 Branco com Tela 5 ´, Dual Chip, Câmera 21,5MP, 4G, Android 5.0 e Processador Octa - core de 64 bits e 2 GHz

    No boleto
    R$ 1.149,00
    Em até 10x de
    R$ 114,90
    Total a prazo R$ 1.149,00
  • Carregando
    Carregando

    Shoptime

    Smartphone Sony Xperia M5 Dual Chip Android 5.0 Tela 5 ´ 16GB 4G Câmera 21MP - Preto

    No cartão à vista
    R$ 1.499,99
    Em até 10x de
    R$ 149,99
    Total a prazo R$ 1.499,90
  • Carregando
    Carregando

    Extra.com.br

    Smartphone Sony Xperia M5 Dual E5643 Branco com Tela 5 ´, Dual Chip, Câmera 21,5MP, 4G, Android 5.0 e Processador Octa - core de 64 bits e 2 GHz

    No cartão à vista
    R$ 1.149,00
    Em até 10x de
    R$ 114,90
    Total a prazo R$ 1.149,00
  • Carregando
    Achou caro?
    Crie um alerta de preço que a gente avisa você!
    Maior preço registrado:R$ 2.599,00
    Menor preço registrado:R$ 899,10
    Me avise quando o preço chegar em:
    0%
    0%
    100%
    Arraste a barra para controlar o valor do pedido
    Informações Básicas
    TipoSmartphone
    MarcaSony
    LinhaXperia
    ModeloM5 E5643
    ChipsDual Chip
    CoresBranco, Dourado, Preto
    Câmera
    Câmera Traseira21.5 Megapixels
    Funções da CâmeraDetector de Rosto, Detector de Sorriso, Flash, Foco Automático, HDR, Panorama, Posição Geográfica
    Câmera Frontal13.0 Megapixels Frontal
    Tela
    Tamanho da Tela5.0 polegadas
    Tipo de TelaIPS LCD
    Resolução1920 x 1080 Pixels
    Hardware
    ProcessadorMediaTek Helio X10
    NúcleosOcta-Core (8 Núcleos)
    Velocidade do Processador2.0 GHz
    Memória Interna16 GB
    EntradasFone de Ouvido, Micro USB
    Software
    Sistema OperacionalAndroid
    VersãoLollipop
    Características e Conectividade
    Internet4G, Wi-Fi
    RecursosBluetooth 4.1, MP3 Player, NFC, Rádio, Wi-Fi Direct
    Bateria
    Bateria2600 mAh
    Autonomia em Stand-by495 Horas
    Autonomia em Conversação11 Horas
    Dimensões
    Largura72 mm
    Altura145 mm
    Profundidade7,6 mm
    Peso142,6 g
    Por Colaborador em 11/12/2015
    Sony Xperia M5 traz melhorias de hardware e câmera

    Antes considerado um smartphone intermediário, o novo lançamento da linha M pode trazer desempenho e recursos dignos de aparelhos de alto desempenho

    Prós
    • A proteção contra água, essência da linha, se mantém

    • Conectividade apurada

    • Ótimo desempenho

    • Câmeras com boa qualidade

    Contras
    • Poucas inovações estéticas

    Chegamos ao fim de 2015 e mais um lançamento da linha M da Sony chega ao mercado brasileiro. Agora abandonando o complemento “Aqua” que marcou seus lançamentos, o M5 chega com melhorias consideráveis em comparação à geração anterior. Para mais informações sobre o novo aparelho da linha à prova d´água, confira nossa análise a seguir.

    Chegamos ao fim de 2015 e mais um lançamento da linha M da Sony chega ao mercado brasileiro. Agora abandonando o complemento “Aqua” que marcou seus lançamentos, o M5 chega com melhorias consideráveis em comparação à geração anterior. Para mais informações sobre o novo aparelho da linha à prova d´água, confira nossa análise a seguir.

    Acabamento e tela

    O design da linha Xperia é bonito e funcional – isso é inegável –, mas já chegou a hora da Sony inovar e investir um pouco mais nas mudanças externas dos seus aparelhos. Quem já teve algum contato com os smartphones da Sony logo vai reconhecer várias características já vistas em outros lançamentos. Por isso, o formato chapado, a disposição de botões – com destaque para o Power na lateral direita – e a traseira revestida por vidro são alguns dos pontos comuns também encontrados no Xperia M5. Já a lateral continua sendo de plástico, mas deixa de ser fosco, como era visto  

    Indo na contramão das tendências atuais, que prezam por telas maiores, o Xperia M5 se mostra uma boa alternativa também para quem quer uma smartphone menor. Com 5 polegadas, o aparelho mede 14,5 cm de altura por 7,2 cm de largura por 0,76 de espessura. Não é dos menores, mas certamente já é um modelo que encaixa sem dificuldades nos bolsos e também nas mãos. Falando nisso, o Xperia M5 também é bem leve e, com 142 gramas, ele não causa desconfortos durante o dia a dia.

    É claro, a proteção contra água, diferencial da linha M da Sony, não poderia ser deixada de lado. Com certificação IP68, o modelo é resistente tanto a poeiras quanto à imersão em água com até 1,5 metro de profundidade por um período de até 30 minutos. Em nossos testes, o modelo realmente saiu intacto quando molhado e ainda melhorou em um ponto em relação à geração anterior – a sensibilidade da tela quando o aparelho está coberto por água. Mesmo quando há gotas na tela, o aparelho responde bem aos comandos.

    A tela é um dos quesitos melhorados no M5 em relação ao M4 Aqua. Primeiramente, sua resolução saltou do HD (1280 x 720 pixels) para o full HD (1920 x 1080 pixels), enquanto o tamanho da tela se manteve nas 5 polegadas. Na prática, no entanto, as diferenças não são tão perceptíveis assim. Claro, a comparação direta entre os dois aparelhos realmente vai demonstrar a superioridade do M5, mas não é algo tão imponente assim.

    Fora isso, a experiência proporcionada pelo display continua excelente. As imagens apresentam ótima qualidade e o nível de brilho da tela é razoável, capaz de oferecer conforto mesmo com muita luz incidente no smartphone. A tela não reflete e assistir a filmes e vídeos pode ser algo interessante para o usuário.

    E isso foi posto em prática quando rodamos alguns filmes com características bem distintas. Tanto com animações, que costumam exigir mais da cor e do contraste, quanto em filmes de ação, que atestam mais a qualidade de brilho do display, o M5 conseguiu proporcionar experiência interessante. 

    O design da linha Xperia é bonito e funcional – isso é inegável –, mas já chegou a hora da Sony inovar e investir um pouco mais nas mudanças externas dos seus aparelhos. Quem já teve algum contato com os smartphones da Sony logo vai reconhecer várias características já vistas em outros lançamentos. Por isso, o formato chapado, a disposição de botões – com destaque para o Power na lateral direita – e a traseira revestida por vidro são alguns dos pontos comuns também encontrados no Xperia M5. Já a lateral continua sendo de plástico, mas deixa de ser fosco, como era visto  

    Indo na contramão das tendências atuais, que prezam por telas maiores, o Xperia M5 se mostra uma boa alternativa também para quem quer uma smartphone menor. Com 5 polegadas, o aparelho mede 14,5 cm de altura por 7,2 cm de largura por 0,76 de espessura. Não é dos menores, mas certamente já é um modelo que encaixa sem dificuldades nos bolsos e também nas mãos. Falando nisso, o Xperia M5 também é bem leve e, com 142 gramas, ele não causa desconfortos durante o dia a dia.

    É claro, a proteção contra água, diferencial da linha M da Sony, não poderia ser deixada de lado. Com certificação IP68, o modelo é resistente tanto a poeiras quanto à imersão em água com até 1,5 metro de profundidade por um período de até 30 minutos. Em nossos testes, o modelo realmente saiu intacto quando molhado e ainda melhorou em um ponto em relação à geração anterior – a sensibilidade da tela quando o aparelho está coberto por água. Mesmo quando há gotas na tela, o aparelho responde bem aos comandos.

    A tela é um dos quesitos melhorados no M5 em relação ao M4 Aqua. Primeiramente, sua resolução saltou do HD (1280 x 720 pixels) para o full HD (1920 x 1080 pixels), enquanto o tamanho da tela se manteve nas 5 polegadas. Na prática, no entanto, as diferenças não são tão perceptíveis assim. Claro, a comparação direta entre os dois aparelhos realmente vai demonstrar a superioridade do M5, mas não é algo tão imponente assim.

    Fora isso, a experiência proporcionada pelo display continua excelente. As imagens apresentam ótima qualidade e o nível de brilho da tela é razoável, capaz de oferecer conforto mesmo com muita luz incidente no smartphone. A tela não reflete e assistir a filmes e vídeos pode ser algo interessante para o usuário.

    E isso foi posto em prática quando rodamos alguns filmes com características bem distintas. Tanto com animações, que costumam exigir mais da cor e do contraste, quanto em filmes de ação, que atestam mais a qualidade de brilho do display, o M5 conseguiu proporcionar experiência interessante. 

    Desempenho e conectividade

    O M5 Aqua trouxe novo processador. Deixou o Snapdragon 615 da geração passada para utilizar um novo Octa-core de 64 bits Mediatek Helio X10 de 2 GHz, além de possuir 3 GB de memória RAM e GPU IMG Rogue G6200. A versão utilizada do Android é a 5.0, conhecida como Lollipop, e tudo indicada que o M5 também receberá a nova atualização – chamada de Marshmallow. Os usuários que já tiveram contatos com smartphones da Sony também não sentirão estranhezas em relação à interface do modelo. Em comparação a outras marcas, a empresa japonesa fez alterações consideráveis e colocou seus diversos aplicativos, o que, por outro lado, não comprometeu o desempenho do aparelho.

    Com um olhar mais cauteloso acerca do M5, é possível perceber que não estamos mais falando de um celular intermediário, como a geração M era vista até o M4 Aqua. O conjunto formado pelo processador e pela memória RAM traz um desempenho digno de aparelhos de ponta. E isso não é apenas teoria baseada nos quesitos técnicos. Na prática, pudemos atestar a boa qualidade do seu hardware.

    Para iniciar, rodamos diversos jogos considerados pesados pela sua exigência gráfica, com o Asphalt 8, o Mortal Kombat X e o Modern Combat 5. Não só os gráficos foram bem executados como tivemos uma ótima fluidez durante a jogatina. O mesmo desempenho também foi visto durante as tarefas mais cotidianas. Mesmo com muitos aplicativos abertos em segundo plano, o Xperia M5 não deslizou e conseguiu executar tudo com maestria.

    Como de costume, rodamos ainda alguns benchmarks, que são softwares capazes de fazer uma análise absoluta do sistema. O que eles fazem, na prática, é criar uma série de testes próprios e, com isso, ranquear os aparelhos conforme o desempenho de cada um deles nesses testes. Nesse caso, rodamos o 3D Mark, o Antutu e o Quadrant. O primeiro busca principalmente avaliar a capacidade gráfica do smartphone. Nesse cenário, o Xperia M5 atingiu 12385 pontos. Já no Antutu e no Quadrant, a proposta é diferente. Aqui, a ideia é fazer uma análise geral do aparelho, avaliando vários aspectos de uso. Nesses casos, o lançamento da Sony obteve, respectivamente, 40966 e 17650 pontos, o que também são pontuações imponentes.

    A quantidade de memória interna é um ponto um pouco incompreensível. Os 16 GB disponibilizados para o usuário podem até ser uma marca razoável para aparelhos de baixo custo ou para usuários que não querem muitos aplicativos. Mas indo um pouco além desse limite, os 16 GB não são suficientes para suprir todas as possibilidades de uso do aparelho, até considerando que se trata de um smartphone que realmente traz boas opções de usabilidade. Apesar disso, o M5 ainda traz a opção para cartões SD de até 128 GB, o que auxilia a desafogar a memória nativa.

    No quesito conectividade, não temos novidades, mas a gama de opções é bem vasta. Além do slot para os dois chips 4G – que se localiza na lateral do modelo -, temos GPS, Bluetooth 4.1, NFC e Wi-Fi. 

    O M5 Aqua trouxe novo processador. Deixou o Snapdragon 615 da geração passada para utilizar um novo Octa-core de 64 bits Mediatek Helio X10 de 2 GHz, além de possuir 3 GB de memória RAM e GPU IMG Rogue G6200. A versão utilizada do Android é a 5.0, conhecida como Lollipop, e tudo indicada que o M5 também receberá a nova atualização – chamada de Marshmallow. Os usuários que já tiveram contatos com smartphones da Sony também não sentirão estranhezas em relação à interface do modelo. Em comparação a outras marcas, a empresa japonesa fez alterações consideráveis e colocou seus diversos aplicativos, o que, por outro lado, não comprometeu o desempenho do aparelho.

    Com um olhar mais cauteloso acerca do M5, é possível perceber que não estamos mais falando de um celular intermediário, como a geração M era vista até o M4 Aqua. O conjunto formado pelo processador e pela memória RAM traz um desempenho digno de aparelhos de ponta. E isso não é apenas teoria baseada nos quesitos técnicos. Na prática, pudemos atestar a boa qualidade do seu hardware.

    Para iniciar, rodamos diversos jogos considerados pesados pela sua exigência gráfica, com o Asphalt 8, o Mortal Kombat X e o Modern Combat 5. Não só os gráficos foram bem executados como tivemos uma ótima fluidez durante a jogatina. O mesmo desempenho também foi visto durante as tarefas mais cotidianas. Mesmo com muitos aplicativos abertos em segundo plano, o Xperia M5 não deslizou e conseguiu executar tudo com maestria.

    Como de costume, rodamos ainda alguns benchmarks, que são softwares capazes de fazer uma análise absoluta do sistema. O que eles fazem, na prática, é criar uma série de testes próprios e, com isso, ranquear os aparelhos conforme o desempenho de cada um deles nesses testes. Nesse caso, rodamos o 3D Mark, o Antutu e o Quadrant. O primeiro busca principalmente avaliar a capacidade gráfica do smartphone. Nesse cenário, o Xperia M5 atingiu 12385 pontos. Já no Antutu e no Quadrant, a proposta é diferente. Aqui, a ideia é fazer uma análise geral do aparelho, avaliando vários aspectos de uso. Nesses casos, o lançamento da Sony obteve, respectivamente, 40966 e 17650 pontos, o que também são pontuações imponentes.

    A quantidade de memória interna é um ponto um pouco incompreensível. Os 16 GB disponibilizados para o usuário podem até ser uma marca razoável para aparelhos de baixo custo ou para usuários que não querem muitos aplicativos. Mas indo um pouco além desse limite, os 16 GB não são suficientes para suprir todas as possibilidades de uso do aparelho, até considerando que se trata de um smartphone que realmente traz boas opções de usabilidade. Apesar disso, o M5 ainda traz a opção para cartões SD de até 128 GB, o que auxilia a desafogar a memória nativa.

    No quesito conectividade, não temos novidades, mas a gama de opções é bem vasta. Além do slot para os dois chips 4G – que se localiza na lateral do modelo -, temos GPS, Bluetooth 4.1, NFC e Wi-Fi. 

    Bateria, câmeras e TV digital

    A câmera também foi outro quesito que apresentou um grande salto de qualidade. Os 13 MP encontrados na principal da geração anterior deu espaço a uma câmera com 21,5 MP capaz de filmar até em 4K. Já a secundária foi de 5 MP para 13 MP e é capaz de filmar até em resolução full HD. O sensor continua sendo o Exmor RS, produzido pela Sony, e o conjunto ainda conta com autofoco híbrido.

    E o salto de qualidade não é visto apenas nos quesitos técnicos. Os resultados também foram bem animadores tanto para os vídeos quanto para as fotos de ambas as câmeras. Claro, como em qualquer conjunto de câmeras, em lugares mais iluminados, as produções ficam bem melhores. Mas mesmo com pouca luz não podemos dizer que os resultados foram péssimos.

    Já o software pouco foi alterado em relação ao M4 Aqua. Na prática, o que podemos dizer é o seguinte: caso você já tenha feito alguns cliques com algum smartphone da Sony, certamente o M5 não vai trazer muitas diferenças. Além dos inúmeros modos disponibilizados – como o automático, manual, foto panorâmica, entre outras -, o software também traz algumas opções interessantes de alteração no modo manual, como o ajuste de branco e seleção de cena. Com o último, é possível ajustar o clique de acordo com o que tipo de conteúdo, como fotos de animais ou de comidas.

    Antes de tudo, é necessário destacar que o Xperia M5 não conta com antena interna. A alternativa escolhida pela empresa foi trazer uma antena externa que se conecta ao aparelho por meio da P2. Mas caso você queira inserir um fone de ouvido ao smartphone, o acessório ainda traz uma entrada na própria antena.

    A sintonização de canais não é demorada e a qualidade das imagens é excelente. É possível ficar um bom tempo frente ao aparelho sem se incomodar pela falta de qualidade na exibição. E isso pode ser visto em lances de futebol, momentos no qual a bola costuma ser difícil de enxergar em smartphones com TVs de baixa qualidade. No Xperia M5, a experiência foi ótima.

    Comparado à geração anterior, o Xperia M5 teve um leve aumento na capacidade da carga. Antes com 2400 mAh, o novo aparelho conta com 2600 mAh e promete até dois dias de autonomia de bateria, algo que já era garantido pela empresa no M4 Aqua.

    Retiramos o aparelho da tomada pela manhã e realizamos uma série de tarefas. Na primeira bateria de testes, tiramos 10 fotos e fizemos um pequeno vídeo de 5 minutos. Após isso, visualizamos os resultados por 15 minutos. Em seguida, navegamos por redes sociais por cerca de 3 horas, fizemos ligações por mais 30 minutos, rodamos por GPS por meia hora e jogamos por mais 20 minutos. Para finalizar, exibimos vídeos no YouTube por 10 minutos, ouvimos algumas músicas por 1 hora e ainda assistimos à TV digital por mais 1 hora. Ao fim do período, restavam 18% de bateria. Tratando-se de um teste bem exigente, o M5 até se saiu muito bem. Longe dos 2 dias, mas o suficiente para aguentar um dia de uso intenso. 

    A câmera também foi outro quesito que apresentou um grande salto de qualidade. Os 13 MP encontrados na principal da geração anterior deu espaço a uma câmera com 21,5 MP capaz de filmar até em 4K. Já a secundária foi de 5 MP para 13 MP e é capaz de filmar até em resolução full HD. O sensor continua sendo o Exmor RS, produzido pela Sony, e o conjunto ainda conta com autofoco híbrido.

    E o salto de qualidade não é visto apenas nos quesitos técnicos. Os resultados também foram bem animadores tanto para os vídeos quanto para as fotos de ambas as câmeras. Claro, como em qualquer conjunto de câmeras, em lugares mais iluminados, as produções ficam bem melhores. Mas mesmo com pouca luz não podemos dizer que os resultados foram péssimos.

    Já o software pouco foi alterado em relação ao M4 Aqua. Na prática, o que podemos dizer é o seguinte: caso você já tenha feito alguns cliques com algum smartphone da Sony, certamente o M5 não vai trazer muitas diferenças. Além dos inúmeros modos disponibilizados – como o automático, manual, foto panorâmica, entre outras -, o software também traz algumas opções interessantes de alteração no modo manual, como o ajuste de branco e seleção de cena. Com o último, é possível ajustar o clique de acordo com o que tipo de conteúdo, como fotos de animais ou de comidas.

    Antes de tudo, é necessário destacar que o Xperia M5 não conta com antena interna. A alternativa escolhida pela empresa foi trazer uma antena externa que se conecta ao aparelho por meio da P2. Mas caso você queira inserir um fone de ouvido ao smartphone, o acessório ainda traz uma entrada na própria antena.

    A sintonização de canais não é demorada e a qualidade das imagens é excelente. É possível ficar um bom tempo frente ao aparelho sem se incomodar pela falta de qualidade na exibição. E isso pode ser visto em lances de futebol, momentos no qual a bola costuma ser difícil de enxergar em smartphones com TVs de baixa qualidade. No Xperia M5, a experiência foi ótima.

    Comparado à geração anterior, o Xperia M5 teve um leve aumento na capacidade da carga. Antes com 2400 mAh, o novo aparelho conta com 2600 mAh e promete até dois dias de autonomia de bateria, algo que já era garantido pela empresa no M4 Aqua.

    Retiramos o aparelho da tomada pela manhã e realizamos uma série de tarefas. Na primeira bateria de testes, tiramos 10 fotos e fizemos um pequeno vídeo de 5 minutos. Após isso, visualizamos os resultados por 15 minutos. Em seguida, navegamos por redes sociais por cerca de 3 horas, fizemos ligações por mais 30 minutos, rodamos por GPS por meia hora e jogamos por mais 20 minutos. Para finalizar, exibimos vídeos no YouTube por 10 minutos, ouvimos algumas músicas por 1 hora e ainda assistimos à TV digital por mais 1 hora. Ao fim do período, restavam 18% de bateria. Tratando-se de um teste bem exigente, o M5 até se saiu muito bem. Longe dos 2 dias, mas o suficiente para aguentar um dia de uso intenso. 

    Conclusão

    O ponto mais curioso no Xperia M5 é o grande salto que a linha deu da geração passada para essa. O aparelho como um todo segue o mesmo princípio visto nos outros lançamentos – como a proteção contra água e o design usado à exaustão nos smartphones da Sony. No entanto, seus componentes internos melhoraram consideravelmente. As câmeras, por exemplo, foram de 13 MP e 5 MP para 21,5 MP e 13 MP. Antes considerado um aparelho na linha intermediária, hoje o Xperia M5 pode facilmente competir com os smartphones de alto desempenho.

    No entanto, a pergunta que fica é: quem a Sony quer atingir com esse modelo? Se olharmos o portfólio da empresa, é possível ver que o Xperia M5 ainda fica abaixo do top de linha da marca, o Xperia Z5 (e isso é mais do que esperado). Por isso, o aparelho é indicado para quem quer um smartphone de alto desempenho (com diversas funções e recursos), mas ainda não possui orçamento para cobrir o Z5. 

    Matérias Relacionadas
    10/10 Recomendo
    2/10 Não recomendo
    4/10 Não recomendo
    2/10 Não recomendo
    2/10 Não recomendo
    Avaliação Geral50%Recomendam a compra
    6/10Baseado em 26 avaliações
    Aspectos Positivos
    • Câmera
    • Design
    • Display
    • Funções e Características
    • Facilidade de Uso
    Pontos de Atenção
    • Durabilidade
    Aspectos Negativos
    • Custo-Benefício
    • Duração da Bateria
    Enviar sua Avaliação