Ative o Buscapé te Protege GRÁTIS. Suas compras protegidas em até R$ 5mil pelo Buscapé te Protege.

Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaSamsung
LinhaGalaxy
ModeloS6 Edge SM-G925 32GB
CoresBranco, Preto
Câmera
Câmera Traseira16.0 Megapixels
Funções da CâmeraDetector de Rosto, Detector de Sorriso, Flash, Foco Automático, HDR, Panorama, Posição Geográfica
Câmera Frontal5.0 Megapixels Frontal
Tela
Tamanho da Tela5.1 polegadas
Tipo de TelaSUPER AMOLED
Resolução2560 x 1440 Pixels
Hardware
ProcessadorExynos 7420
NúcleosOcta-Core (8 Núcleos)
Velocidade do Processador2.1 GHz
Memória Interna32 GB
EntradasFone de Ouvido, Micro USB
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoLollipop
Características e Conectividade
Internet4G, Wi-Fi
RecursosNFC
Bateria
Bateria2600 mAh
Autonomia em Conversação26 Horas
Dimensões
Largura70,1 mm
Altura142,1 mm
Profundidade7 mm
Peso132 g
Por Colaborador em 23/04/2015
Galaxy S6 Edge: caprichado no design, fraco na bateria

Novo smartphone topo de linha da Samsung é muito bonito, mas a não otimização da bateria comprometeu seu brilho.

Prós
  • Design do aparelho é novidade
  • Alto desempenho
  • Tela reproduz imagens excelentes
  • Câmera potente
Contras
  • Bateria deixou a desejar
  • As curvas do design trazem funções questionáveis
  • Sem novidades quando comparado ao S5

Recém-chegado às prateleiras do mercado, o Galaxy S6 Edge é a nova promessa da Samsung para o usuário que quer um aparelho muito bonito e com alta performance. Antes de começar, melhor deixar claro que você pode esquecer aquele design “quadradão” dos Galaxys, já que o S6 Edge veio para inovar com a sua tela curva nas laterais, que não apresenta um recurso específico para ela, mas que dá ao visual uma grande elegância. Saiba mais sobre o novo smarphone no review a seguir. 

Recém-chegado às prateleiras do mercado, o Galaxy S6 Edge é a nova promessa da Samsung para o usuário que quer um aparelho muito bonito e com alta performance. Antes de começar, melhor deixar claro que você pode esquecer aquele design “quadradão” dos Galaxys, já que o S6 Edge veio para inovar com a sua tela curva nas laterais, que não apresenta um recurso específico para ela, mas que dá ao visual uma grande elegância. Saiba mais sobre o novo smarphone no review a seguir. 

Design e tela

Diferente dos outros modelos Galaxy, o S6 Edge não vem no formato tradicional, ele possui uma tela curvada em suas laterais e o corpo possui acabamento de metal. A traseira, entretanto, é feita de vidro, o Gorilla 4, tecnologia da Corning que garante resistência a arranhões e leves impactos.

A pegada do aparelho é um pouco estranha no início, já que as bordas curvas não são nada comuns em comparação a outros modelos de smartphone, e elas são bem finas, mas como a textura do acabamento do aparelho é antiderrapante, é possível se acostumar com esse design depois de um tempo.

Os botões de volume, assim como o botão de liga/desliga são feitos de metal também. O conector para micro USB, a entrada para fone de ouvido, o microfone e o alto-falante estão localizados na parte inferior do aparelho. Na parte superior nós temos a entrada para o chip nano-SIM, um microfone com cancelamento de ruídos, e um sensor infra-vermelho. O S6 Edge também conta com sensor biométrico, característica herdada do S5, que, aliás, melhorou bastante em comparação ao seu antecessor.

A tela de 5.1 polegadas vem com resolução de 1440 x 2560 pontos (Quad HD) e reproduz imagens com cores muito vivas, já que o super AMOLED (tecnologia usada na tela) oferece mais brilho e uma gama de cores maior que os outros tipos de tela. Quando assistimos filmes e vídeos, a experiência não mostrou diferenciais de uma tela comum, mas quando jogamos com o aparelho na vertical, era possível notar uma leve sensação de amplitude, e aqui, as curvas fizeram diferença. 

Diferente dos outros modelos Galaxy, o S6 Edge não vem no formato tradicional, ele possui uma tela curvada em suas laterais e o corpo possui acabamento de metal. A traseira, entretanto, é feita de vidro, o Gorilla 4, tecnologia da Corning que garante resistência a arranhões e leves impactos.

A pegada do aparelho é um pouco estranha no início, já que as bordas curvas não são nada comuns em comparação a outros modelos de smartphone, e elas são bem finas, mas como a textura do acabamento do aparelho é antiderrapante, é possível se acostumar com esse design depois de um tempo.

Os botões de volume, assim como o botão de liga/desliga são feitos de metal também. O conector para micro USB, a entrada para fone de ouvido, o microfone e o alto-falante estão localizados na parte inferior do aparelho. Na parte superior nós temos a entrada para o chip nano-SIM, um microfone com cancelamento de ruídos, e um sensor infra-vermelho. O S6 Edge também conta com sensor biométrico, característica herdada do S5, que, aliás, melhorou bastante em comparação ao seu antecessor.

A tela de 5.1 polegadas vem com resolução de 1440 x 2560 pontos (Quad HD) e reproduz imagens com cores muito vivas, já que o super AMOLED (tecnologia usada na tela) oferece mais brilho e uma gama de cores maior que os outros tipos de tela. Quando assistimos filmes e vídeos, a experiência não mostrou diferenciais de uma tela comum, mas quando jogamos com o aparelho na vertical, era possível notar uma leve sensação de amplitude, e aqui, as curvas fizeram diferença. 

Configuração, desempenho e recursos

Nas configurações do aparelho, nós temos um processador octa-core Exynos 7420 de 64 bits, mas vale lembrar que, na verdade, o smartphone possui dois processadores quad-core: um que roda a 2.1 GHz, e outro que roda a 1.5 GHz. O processador foi desenvolvido pela própria Samsung. O S6 Edge também vem com uma GPU Mali-T760MP8, sua memória RAM é de 3 GB e ele vem em duas versões: uma com 32 GB e outra com 64 GB para armazenamento. Como o aparelho é monobloco, não temos acesso à bateria e nem podemos expandir a memória através de um cartão microSD. O Wi-Fi padrão 802.11 b/g/n/ac e o NFC estão presentes.

O sistema operacional é o Android na versão 5.02, a tão esperada Lollipop, e traz uma edição mais simples da interface TouchWiz, que melhorou, mas que poderia agradar mais ainda o usuário, se organizasse os aplicativos por ordem alfabética, por data de download, ou por dia de modificação, como outras fabricantes já fazem.

A configuração do aparelho permite que ele rode jogos com gráficos complexos e que exijam muito do processador, sem a menor dificuldade. Foi o caso de Modern Combat 5, Implosion e Driver, que não apresentaram nenhum travamento. O aparelho aquece bastante, mas nada que vá incomodar muito o usuário. Em comparação ao seu irmão mais velho, o S5, o Galaxy S6 Edge mostrou um desempenho 50% superior.

O S6 Edge vem com um medidor de batimentos cardíacos, sincronizando com aplicativos para manter a boa forma, então quem é fitness pode gostar muito desse recurso, que só precisa que o usuário passe o dedo pelo sensor biométrico e as informações já são passadas para os apps.

O acelerador de downloads permite que o aparelho use a rede 4G e o Wi-Fi ao mesmo tempo ao baixar aplicativos, ou arquivos, maiores que 30 MB. Dá para economizar até 30% de tempo, mas vale lembrar que tudo depende do sinal do 4G e do Wi-Fi. 

Nas configurações do aparelho, nós temos um processador octa-core Exynos 7420 de 64 bits, mas vale lembrar que, na verdade, o smartphone possui dois processadores quad-core: um que roda a 2.1 GHz, e outro que roda a 1.5 GHz. O processador foi desenvolvido pela própria Samsung. O S6 Edge também vem com uma GPU Mali-T760MP8, sua memória RAM é de 3 GB e ele vem em duas versões: uma com 32 GB e outra com 64 GB para armazenamento. Como o aparelho é monobloco, não temos acesso à bateria e nem podemos expandir a memória através de um cartão microSD. O Wi-Fi padrão 802.11 b/g/n/ac e o NFC estão presentes.

O sistema operacional é o Android na versão 5.02, a tão esperada Lollipop, e traz uma edição mais simples da interface TouchWiz, que melhorou, mas que poderia agradar mais ainda o usuário, se organizasse os aplicativos por ordem alfabética, por data de download, ou por dia de modificação, como outras fabricantes já fazem.

A configuração do aparelho permite que ele rode jogos com gráficos complexos e que exijam muito do processador, sem a menor dificuldade. Foi o caso de Modern Combat 5, Implosion e Driver, que não apresentaram nenhum travamento. O aparelho aquece bastante, mas nada que vá incomodar muito o usuário. Em comparação ao seu irmão mais velho, o S5, o Galaxy S6 Edge mostrou um desempenho 50% superior.

O S6 Edge vem com um medidor de batimentos cardíacos, sincronizando com aplicativos para manter a boa forma, então quem é fitness pode gostar muito desse recurso, que só precisa que o usuário passe o dedo pelo sensor biométrico e as informações já são passadas para os apps.

O acelerador de downloads permite que o aparelho use a rede 4G e o Wi-Fi ao mesmo tempo ao baixar aplicativos, ou arquivos, maiores que 30 MB. Dá para economizar até 30% de tempo, mas vale lembrar que tudo depende do sinal do 4G e do Wi-Fi. 

Câmeras e bateria

O S6 Edge vem com muitos recursos. Começando pela tela curva, que não foi feita apenas pelo design bonito, já que ela traz duas funções para o usuário. Temos o People Edge, que permite adicionar até cinco contatos, relacionando uma cor para cada, e quando um destes contatos ligar, a sua cor correspondente acende e você já pode identificar quem é, mesmo que a tela esteja virada para baixo. Também é possível ligar, mandar um e-mail, compartilhar alguma postagem ou configurar algum serviço, com algum destes cinco contatos, apenas deslizando o dedo pela borda do aparelho, que essa lista irá aparecer para o usuário.

A outra função é que o smartphone exibe notificações na borda, sem acender a tela inteira. Notificações de clima e notícias passam como se fossem aqueles rodapés de noticiários na televisão, mas a função não funcionou com outros aplicativos, então não vimos uma utilidade muito grande nesse recurso.

A câmera traseira do aparelho vem com 16 megapixels, foco automático, estabilização e flash LED. As lentes e a abertura de 1.9 ajudam a garantir ótimos cliques para o usuário, já que conseguem captar mais luz e cores vivas.

Os vídeos podem ser gravados em resolução Ultra HD, a famosa 4K (3840 x 2160 pixels), em Quad HD, Full HD, HD e VGA. A câmera mostrou ótimo desempenho e com ela é possível fotografar até 5 fotos por segundo, e as imagens ficam bem estabilizadas. Até mesmo nos locais mais escuros, os resultados agradaram muito. A câmera frontal tira fotos com 5 MP e filma em resolução Quad HD, Full HD, HD e VGA.

Na parte de recursos temos foco seletivo, filmagem em câmera lenta, e em câmera rápida. Também podemos editar os vídeos gravados de forma bem básica, fazendo cortes, inserindo áudios ou os retirando, e controlando o volume do som que sai deles. Os resultados ficaram bem legais e o usuário pode se entreter bastante nessa parte.

A bateria de 2600 mAh não agradou muito. Simulando um uso cotidiano de smartphone, nós tiramos ele da tomada às 7 horas da manhã, com 100% de carga, tiramos 10 fotos, gravamos um vídeo de cinco minutos, usamos o GPS por 30 minutos, fizemos uma ligação por mais 30, navegamos na internet por 3 horas, jogamos por 20 minutos, assistimos vídeos no YouTube por 10 e ficamos olhando as fotos e vídeos por mais 15 minutos. Às 18h30, só restaram 6% da carga. É uma marca decepcionante para um smartphone deste porte, já que nem fizemos uso de todos os recursos intensamente, e ele ficou em standby na maior parte do dia. Pelo menos para carregar ele é rápido, e leva até 1 hora para completar a carga de bateria. 

O S6 Edge vem com muitos recursos. Começando pela tela curva, que não foi feita apenas pelo design bonito, já que ela traz duas funções para o usuário. Temos o People Edge, que permite adicionar até cinco contatos, relacionando uma cor para cada, e quando um destes contatos ligar, a sua cor correspondente acende e você já pode identificar quem é, mesmo que a tela esteja virada para baixo. Também é possível ligar, mandar um e-mail, compartilhar alguma postagem ou configurar algum serviço, com algum destes cinco contatos, apenas deslizando o dedo pela borda do aparelho, que essa lista irá aparecer para o usuário.

A outra função é que o smartphone exibe notificações na borda, sem acender a tela inteira. Notificações de clima e notícias passam como se fossem aqueles rodapés de noticiários na televisão, mas a função não funcionou com outros aplicativos, então não vimos uma utilidade muito grande nesse recurso.

A câmera traseira do aparelho vem com 16 megapixels, foco automático, estabilização e flash LED. As lentes e a abertura de 1.9 ajudam a garantir ótimos cliques para o usuário, já que conseguem captar mais luz e cores vivas.

Os vídeos podem ser gravados em resolução Ultra HD, a famosa 4K (3840 x 2160 pixels), em Quad HD, Full HD, HD e VGA. A câmera mostrou ótimo desempenho e com ela é possível fotografar até 5 fotos por segundo, e as imagens ficam bem estabilizadas. Até mesmo nos locais mais escuros, os resultados agradaram muito. A câmera frontal tira fotos com 5 MP e filma em resolução Quad HD, Full HD, HD e VGA.

Na parte de recursos temos foco seletivo, filmagem em câmera lenta, e em câmera rápida. Também podemos editar os vídeos gravados de forma bem básica, fazendo cortes, inserindo áudios ou os retirando, e controlando o volume do som que sai deles. Os resultados ficaram bem legais e o usuário pode se entreter bastante nessa parte.

A bateria de 2600 mAh não agradou muito. Simulando um uso cotidiano de smartphone, nós tiramos ele da tomada às 7 horas da manhã, com 100% de carga, tiramos 10 fotos, gravamos um vídeo de cinco minutos, usamos o GPS por 30 minutos, fizemos uma ligação por mais 30, navegamos na internet por 3 horas, jogamos por 20 minutos, assistimos vídeos no YouTube por 10 e ficamos olhando as fotos e vídeos por mais 15 minutos. Às 18h30, só restaram 6% da carga. É uma marca decepcionante para um smartphone deste porte, já que nem fizemos uso de todos os recursos intensamente, e ele ficou em standby na maior parte do dia. Pelo menos para carregar ele é rápido, e leva até 1 hora para completar a carga de bateria. 

Conclusão

Que o Galaxy S6 Edge trouxe um design diferente para o mercado é inegável. As bordas curvadas da tela fazem com que o aparelho seja bem atraente, além de dar charme a ele. Na questão de usabilidade, não podemos dizer que essa borda traga utilidades que façam diferença na vida do usuário, mas a tela continua chamando a atenção.

Quando comparado ao seu antecessor, o Galaxy S5, o smartphone melhorou no desempenho, o processador manda muito bem com qualquer aplicação, a câmera é veloz, o sensor biométrico é mais preciso, reconhecendo facilmente a digital e só a bateria que continua deixando a desejar. 

Matérias Relacionadas
10/10 Recomendo
+ de 2.300 pessoas ajudadas
10/10 Recomendo
+ de 2.300 pessoas ajudadas
10/10 Recomendo
+ de 2.300 pessoas ajudadas
10/10 Recomendo
+ de 2.300 pessoas ajudadas
10/10 Recomendo
+ de 2.300 pessoas ajudadas
Avaliação Geral91%Recomendam a compra
9/10Baseado em 147 avaliações
Aspectos Positivos
  • Câmera
  • Design
  • Display
  • Facilidade de Uso
  • Funções e Características
  • Durabilidade
  • Duração da Bateria
  • Custo-Benefício
Pontos de Atenção
  • Beleza
Enviar sua Avaliação