Ative o Buscapé te Protege GRÁTIS. Suas compras protegidas em até R$ 5mil pelo Buscapé te Protege.

Smartphone Samsung Galaxy Note 5 SM-N920 32GB
Ícone de Favorito

9/10 (Baseado em 51 avaliações)

Produto Indisponível

Avise-me quando chegar
Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaSamsung
LinhaGalaxy Note
Modelo5 SM-N920 32GB
CoresDourado, Prata, Preto
Câmera
Câmera Traseira16.0 Megapixels
Funções da CâmeraDetector de Rosto, Detector de Sorriso, Estabilização Óptica de Imagem, Filma em 4K, Flash, Foco Automático, HDR, Panorama, Posição Geográfica
Câmera Frontal5.0 Megapixels Frontal
Tela
Tamanho da Tela5.7 polegadas
Tipo de TelaSUPER AMOLED
Resolução2560 x 1440 Pixels
Hardware
ProcessadorExynos 7420
NúcleosOcta-Core (8 Núcleos)
Velocidade do Processador3.6 GHz
Memória Interna32 GB
EntradasFone de Ouvido, USB 2.0
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoLollipop
Características e Conectividade
Internet4G, Wi-Fi
RecursosBluetooth 4.2, MP3 Player, NFC
Bateria
Bateria3000 mAh
Autonomia em Stand-by336 Horas
Autonomia em Conversação28 Horas
Dimensões
Largura76,1 mm
Altura153,2 mm
Profundidade7,6 mm
Peso171 g
Por Colaborador em 19/10/2015
Samsung Galaxy Note 5 aposta na produtividade

A 5ª geração da família Note chega trazendo design de fazer inveja, alto desempenho e cliques apurados. Só não vai encaixar a S Pen ao contrário, ok?

Prós
  • Performance elevada

  • Tela AMOLED apresenta ótimas imagens

  • Câmera traz ajustes manuais e qualidade excelente

  • Design chama a atenção pela beleza

Contras
  • Ausência do slot para cartão microSD

  • Permite que a S Pen seja encaixada ao contrário, podendo causar danos ao aparelho

Ai o pessoal da Samsung deve ter pensado: ?Humm, o design do Galaxy S6 Edge+ ficou perfeito com a tela curva Quad HD e Super AMOLED, o acabamento metalizado, o processador octa-core, os 4 GB de RAM e a câmera com 16 MP. E já está na hora de atualizar a família Note. Mas está tudo tão bom. Pra que mudar? Já sei! Vamos fazer ao contrário. Manteremos tudo, mas dessa vez a frente será plana e a traseira será curvada. Ah, e coloca a canetinha S Pen!? E assim nascia o Galaxy Note 5, a 5ª geração desse modelo da empresa coreana. Brincadeiras à parte, confira todos os detalhes no review abaixo.

Design, especificações, desempenho e benchmarks

Conforme falamos na abertura do texto, a mudança foi essa inversão da parte plana para a frente e as bordas curvas para a traseira. Na prática, isso gerou uma melhora significativa em relação ao Edge+. Isso porque a curvatura traseira permite uma pegada ainda mais agradável, contribuindo ainda mais para o manuseio do aparelho. As bordas seguem arredondadas e com acabamento metalizado. Na parte física, o Note 5 é um pouco mais leve e fino que seu antecessor, o Note 4. São 170 gramas (6g a menos que o Note 4) e 7,6 milímetros de espessura (0,9 mm a menos que o Note 4). Além disso, são 15,3 cm de altura e 7,6 cm de largura. Na parte superior, encontramos o microfone e gaveta para chip nanoSIM, liga/desliga do lado direito, P2 para fone de ouvido, microUSB, alto-falante, outro microfone e o slot para a S Pen na parte inferior. O controle de volume fica do lado esquerdo. Atrás, estão a câmera, o flash LED e o sensor de batimentos cardíacos. Na frente, câmera, sensores de proximidade e luminosidade, LED de notificação, botão Home (físico), voltar e multitarefas (sensíveis ao toque). Nada de slot para expandir o armazenamento. Também não dá para acessar a bateria, pois o smartphone é todo lacrado. O Galaxy Note 5 é mais um smartphone da Samsung que possui 4 GB de RAM. A vantagem disso tudo é o quesito multitarefa, onde é possível deixar diversos aplicativos abertos em segundo plano, transitar entre eles ou continuar a realizar suas tarefas sem qualquer dificuldade. Deixei mais de 15 apps nessa situação e o telefone continuou numa boa. Outros fatores positivos são o processador octa-core com arquitetura 64-bit Exynos 7420 (Quad-core 1,5 GHz + Quad-core 2,1 GHz) e a GPU Mali-T760MP8 contribuem para o desempenho matador do aparelho. O Android presente é o 5.1.1 e a atualização para o Marshmallow 6.0 está garantida pela Samsung. A interface é a famosa (e polêmica) TouchWiz. Mas ela se mostrou estável, sua navegação foi tranquila e todas as opções foram fáceis de ser encontradas. Com toda essa configuração, não queríamos ver um engasgo sequer no galaxy Note 5. A performance foi excelente, em todos os sentidos. Já falamos dos milhares de apps no multitarefa e também nas transições entre as telas. Sobre o aquecimento, não percebemos nada de anormal. Nos games, rodamos tudo. Dos mais simples até os mais pesados. Crossy Road, Fruit Ninja, Badland, Beach Buggy Blitz e Real Racing 3 são apenas alguns exemplos. A experiência foi ótima em todos eles, sem qualquer lag ou travamentos. Com os gráficos no máximo, não há do que reclamar. Agora é a hora dos benchmarks sintéticos. Todos os resultados são números absolutos e ajudam a fazer comparação entre os smartphones. Realizamos quatro testes: Antutu, Quadrant, 3DMark e PCMark. No primeiro, que mede o processamento aritmético e gráfico, o Galaxy Note 5 marcou 68808 pontos, a maior marca atingida por um aparelho até a data de publicação do review. No Quadrant, que mede a capacidade de processamento em aparelhos Android, o smartphone chegou aos 34667 pontos. No terceiro teste, o processador gráfico foi estressado ao máximo e o telefone atingiu o máximo de pontos no modo extreme e 24174 pontos no modo unlimited. Nesse último, o desempenho geral é analisado e mensurado (CPU, GPU e memória) e não há limites de taxa de atualização da tela. Já no PCMark, são realizados testes que mensuram o desempenho do telefone em atividades do dia-a-dia, como navegação, reprodução de vídeo, escrita em editores de texto e edição de imagens. O celular da Samsung anotou 5111 pontos. Ressaltamos que esses números não mostram o real poder de processamento do telefone, mas indicam com clareza que estamos tratando de um modelo topo de linha.

Armazenamento, conectividade, tela e S Pen

Assim como o Note 4, existe apenas a versão com 32 GB disponível no Note 5. O espaço é bom, mas o que faz falta mesmo é um slot para cartão microSD, principalmente para quem armazena muitas fotos e vídeos. Por que faz isso, Samsung? No quesito conectividade, esse modelo topo de linha segue sendo completaço. O telefone possui 4G, Wi-Fi a/b/g/n/ac, Wi-Fi Direct, Bluetooth 4.2, NFC e GPS com A-GPS, GLONASS e Beidou (sistema de posicionamento global chinês). Aqui, nada diferente de seu irmão de tela curva. O Galaxy Note 5 possui uma tela de 5,7 polegadas, resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels), tecnologia Super AMOLED e proteção contra riscos e arranhões Gorilla Glass 4. Mas tome cuidado, pois ele é resistente, não indestrutível. Em nossos testes, as imagens se mostraram excelentes com cores vivas, brilho que permite boa visualização mesmo em locais com muita luz e contraste equilibrado. A densidade da tela é de 518 pixels por polegada, o que possibilita ler longos textos, mesmo com pequenas letras, sem cansar a vista. O que você não verá por aqui a olho nu também serão os pixels, por causa da alta densidade. Quanto a resposta aos toques, nem precisa se preocupar. Tudo foi muito rápido e preciso. Bom, com tanta coisa semelhante, agora é hora de falar do maior destaque do Note 5: a canetinha S Pen. Logo de cara, já percebemos uma mudança. Agora, um pequeno botão que faz um clique semelhante as canetas tradicionais se faz presente. Ele é o mecanismo para retirar e colocar a S Pen no compartimento. Ao retirá-la do slot, o celular produz uma pequena vibração e um comando suspenso aparece na tela com as seguintes opções: - Lembrete de ação: ao escrever uma nota qualquer, é possível associá-la a um número de telefone (e fazer a ligação), salvar um contato, enviar uma mensagem ou e-mail, acessar um endereço na internet, encontrar um local no mapa ou agendar uma tarefa. - Seleção inteligente: é possível fazer um recorte de um pedaço específico da tela, realizar alguma anotação ou apenas salvar. - Escrita na tela: o telefone faz a captura de toda a tela para que o usuário possa anotar e fazer marcações em determinados assuntos que ele deseja. Além disso, o comando suspenso agora permite cadastrar mais três aplicativos quaisquer, uma espécie de favoritos. Julgamos ser um tanto desnecessário, já que os apps que você mais usa devem estar nas telas iniciais do aparelho. Tirando isso, a S Pen se mostrou confortável e de rápida resposta aos comandos. Continua, inclusive, identificando pressão. Quanto maior ela for, mais grossa será a linha. Do contrário, a linha será mais fina. Até barulho de como se estivesse escrevendo no papel, ela faz. Ao aproximar a ponta da caneta à tela, um pequeno círculo surge para indicar que a caneta foi reconhecida. Nessa situação, pode-se pressionar o único botão presente nela para abrir o comando suspenso. Um último ponto e bastante importante é a questão do encaixe da caneta. Apesar da Samsung avisar para nunca colocar ao contrário, achamos que isso poderia ter sido evitado, com um design que não permite a entrada pelo lado oposto. Ok, sabemos que você não fará isso, mas e se uma criança fizer?

Saúde, segurança, câmeras e bateria

Na parte de trás, o sensor de batimentos cardíacos continua presente e trabalha em conjunto com o app S Health. Além dos batimentos, ele consegue medir o nível de oxigênio no sangue e de estresse. É só apoiar o dedo e deixar o telefone realizar a medição. No quesito segurança, o botão Home também funciona como um leitor biométrico para desbloquear a tela do celular, acessar páginas na web ou verificar a conta da Samsung. O recurso funciona bem, independentemente da posição que você coloca o dedo. Outro detalhe é a ferramenta Knox, disponível para o Note 5. Essa solução divide o Android em dois ambientes distintos: profissional e pessoal. Assim, dados corporativos dos usuários ficam mais seguros e a empresa pode controlar remotamente o conteúdo, sem acessar os dados privados. Se o que estava bom no S6 Edge+, a Samsung nem tocou no Note 5. A câmera traseira de 16 megapixels oferece abertura de f/1.9, garantindo melhor captação de luz, imagens mais estáveis e com maior nitidez. Fotografamos tanto em lugares com muita luz ou com iluminação escassa. Com luz, os resultados ficaram ótimos. Quando falta luz, os ruídos são mais evidentes, mas aceitáveis para um smartphone. O uso do flash deixa o objeto com cores naturais e é boa opção para ambientes escuros. Nos modos de foto, o software traz um modo manual, que permite ajustes da exposição, velocidade do obturador, ISO, balanço de branco e foco. O bom disso é poder se sentir um fotógrafo e produzir fotos com alguns caprichos que o automático não permite. Além dele, temos o foco seletivo (onde é possível alterar o foco após o clique), panorâmica, câmera lenta (mas o resultado apresenta alguns soquinhos), câmera rápida (em um clipe muito longo, é possível acelerar tudo) e até foto virtual (uma espécie de foto 3D, mas que não fica muito legal). Falando sobre filmagens, a câmera traseira filma em VGA, HD, full HD, full HD a 60 quadros por segundo, Quad HD e Ultra HD (4K). Os vídeos trazem qualidade semelhante às fotos (luz ou sem luz) e as gravações em 60 fps ficam interessantíssimas. Para quem quiser utilizar o 4K, é possível gravar apenas até 5 minutos seguidos, pois o telefone esquenta bastante nesse modo. A câmera frontal captura em VGA, HD, full HD e Quad HD e o resultado final é satisfatório. Um detalhe interessante para as filmagens é que ambas as câmeras possuem estabilizador, permitindo capturas mais estáveis. Com 3000 mAh, a capacidade da bateria é a mesma do Galaxy S6 Edge+, mas perdeu 220 mAh em comparação ao Note 4, o que diminuiu um pouco a autonomia. Realizamos nosso teste padrão: 10 fotos, 5 minutos de gravação de vídeo, 15 minutos de visualização de fotos e vídeos, 3 horas de navegação [internet e redes sociais], 30 minutos de ligações, 30 minutos de GPS, 20 minutos de jogos e 10 minutos no YouTube. Deixamos 4G e Wi-Fi ligados o tempo todo, sincronização automática estava desativada e o brilho da tela foi ajustado em 50%. Tirei o telefone da tomada às 9 horas com 100% e às 18h30 restavam 16%. Sim, o nosso teste é um pouco exigente, mas o Note 4 ainda estava com 22% às 19h30 com os mesmos testes. Mas se você utilizar o aparelho de forma moderada, chegará tranquilamente ao final do dia. A Samsung ainda traz modos de economia de energia (que limita o desempenho da CPU, diminui o brilho da tela, por exemplo) e baixo consumo (desliga praticamente tudo e a tela fica em escala de cinza), o que ajuda em momentos que você não tiver uma tomada por perto.

Conclusão
Bom, se você busca procura no mercado um smartphone que tenha especificações excelentes, como um processador parrudo, desempenho impecável, tela com imagens belíssimas, um design premium e uma câmera que entrega cliques caprichados, o Galaxy Note 5 deve ser uma boa escolha. O foco do aparelho, segundo a própria Samsung, é a produtividade, principalmente pela presença da caneta S Pen, que permite fazer breves anotações. Mas além do alto preço, o que pode afugentar potenciais consumidores, a Samsung continua insistindo em não oferecer slot para inserir cartões de memória e expandir a memória interna, principalmente para quem tem muitas fotos e vídeos. Outro detalhe é o design da canetinha, que permite o encaixe na posição inversa, e pode danificar o aparelho.
Matérias Relacionadas
10/10Recomendo este produto
10/10Recomendo este produto
10/10Recomendo este produto
10/10Recomendo este produto
10/10Recomendo este produto
Avaliação Geral94%Recomendam a compra
9/10Baseado em 51 avaliações
Aspectos Positivos
  • Câmera
  • Display
  • Facilidade de Uso
  • Funções e Características
  • Design
  • Durabilidade
  • Duração da Bateria
Aspectos Negativos
  • Custo-Benefício
Enviar sua Avaliação