Ative o Buscapé te Protege GRÁTIS. Suas compras protegidas em até R$ 5mil pelo Buscapé te Protege.

Smartphone Motorola Moto G 3ª Geração XT1543 16GB
Ícone de Favorito

8/10 (Baseado em 579 avaliações)
Achou caro?
Crie um alerta de preço que a gente avisa você!
Maior preço registrado:R$ 1.789,08
Menor preço registrado:R$ 747,12
Me avise quando o preço chegar em:
0%
0%
100%
Arraste a barra para controlar o valor do pedido
Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaMotorola
LinhaMoto G
Modelo3ª Geração XT1543 16GB
ChipsDual Chip
CoresBranco, Preto
Câmera
Câmera Traseira13.0 Megapixels
Funções da CâmeraFilma em Full HD, Flash Duplo, HDR, Panorama, Slow Motion, Zoom de 4x
Câmera Frontal5.0 Megapixels Frontal
Tela
Tamanho da Tela5.0 polegadas
Tipo de TelaHD
Resolução1280 X 720 Pixels
Hardware
ProcessadorQualcomm Snapdragon 410
NúcleosQuad-Core (4 Núcleos)
Velocidade do Processador1.4 GHz
Memória Interna16 GB
Memória RAM1 GB RAM
EntradasFone de Ouvido, Micro USB
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoLollipop
Características e Conectividade
Internet4G, Wi-Fi
RecursosBluetooth 4.0, MP3 Player
ProteçãoResistente à Água
Bateria
Bateria2470 mAh
Dimensões
Largura72,4 mm
Altura142,1 mm
Profundidade11,6 mm
Peso155 g
Por Colaborador em 28/10/2015
Com corpo que pode mergulhar e traseira remodelada, o Moto G de terceira geração tenta chamar sua atenção

Em sua terceira geração, o Moto G chega com possibilidade de dar mergulhos em água doce, nova câmera e traseira mais confortável nas mãos

Prós
  • Pode mergulhar em água doce, a até 1 metro de profundidade

  • Traseira mais confortável nas mãos

  • Câmera bem melhor

  • Dual-chip 4G

Contras
  • Poucas mudanças do lado de dentro

  • Traseira aparenta fragilidade

A Motorola criou a terceira geração de um de seus smartphones que mais fizeram sucesso, adicionando a capacidade de mergulhar em água doce, nova câmera, corpo mais robusto e sem mudar muita coisa do lado de dentro. Será que, mesmo com esta pequena mudança, o Moto G continua competitivo contra seus concorrentes? É o que vamos descobrir nesta análise.

A Motorola criou a terceira geração de um de seus smartphones que mais fizeram sucesso, adicionando a capacidade de mergulhar em água doce, nova câmera, corpo mais robusto e sem mudar muita coisa do lado de dentro. Será que, mesmo com esta pequena mudança, o Moto G continua competitivo contra seus concorrentes? É o que vamos descobrir nesta análise.

Características físicas e experiência de uso

O Moto G tem todo o seu corpo feito em plástico, sem rebarbas ou defeitos na fabricação. A frente apresenta uma tela IPS LCD de 5 polegadas, com resolução de 1280 x 720 pixels, densidade aproximada de 294 pixels por polegada, proteção de Gorilla Glass 3 e que ocupa aproximadamente 67% da frente do dispositivo. Ainda por aqui temos os dois alto-falantes (apenas um reproduz áudio, o outro é apenas para chamadas), sensores de luz, proximidade e a câmera frontal de 5 megapixels.

No lado direito ficam os controles de volume e botão liga/desliga, com nada no lado oposto. Atrás temos uma tampa com textutra emborrachada e que encaixa bem nas mãos, mas que aparenta fragilidade no uso cotidiano. Por aqui está a câmera de 13 megapixels, flash LED e mais nada. Abaixo da tampa temos espaço apenas para dois chips, outro para o cartão microSD de até 32 GB e a bateria, não removível, que opera com 2.470mAh, que é mais do que o suficiente para um dia inteiro de uso moderado.

Suas dimensões são de 14,2 centímetros de altura, por 7,2 centímetros de largura e 1,1 centímetro de espessura, tudo isso somado aos 155 gramas de peso total. Estes números revelam um smartphone gordinho, mas que encaixa muito bem nas mãos. O teclado é virtual e tira bom proveito da tela, oferecendo teclas com bom espaçamento e isso resulta em uma digitação veloz e precisa.

O Moto G tem todo o seu corpo feito em plástico, sem rebarbas ou defeitos na fabricação. A frente apresenta uma tela IPS LCD de 5 polegadas, com resolução de 1280 x 720 pixels, densidade aproximada de 294 pixels por polegada, proteção de Gorilla Glass 3 e que ocupa aproximadamente 67% da frente do dispositivo. Ainda por aqui temos os dois alto-falantes (apenas um reproduz áudio, o outro é apenas para chamadas), sensores de luz, proximidade e a câmera frontal de 5 megapixels.

No lado direito ficam os controles de volume e botão liga/desliga, com nada no lado oposto. Atrás temos uma tampa com textutra emborrachada e que encaixa bem nas mãos, mas que aparenta fragilidade no uso cotidiano. Por aqui está a câmera de 13 megapixels, flash LED e mais nada. Abaixo da tampa temos espaço apenas para dois chips, outro para o cartão microSD de até 32 GB e a bateria, não removível, que opera com 2.470mAh, que é mais do que o suficiente para um dia inteiro de uso moderado.

Suas dimensões são de 14,2 centímetros de altura, por 7,2 centímetros de largura e 1,1 centímetro de espessura, tudo isso somado aos 155 gramas de peso total. Estes números revelam um smartphone gordinho, mas que encaixa muito bem nas mãos. O teclado é virtual e tira bom proveito da tela, oferecendo teclas com bom espaçamento e isso resulta em uma digitação veloz e precisa.

Características técnicas e desempenho

Do lado de dentro temos um processador Qualcomm MSM8916 Snapdragon 410, rodando quatro núcleos 64 bits em 1.4 GHz, acompanhados de 1 GB de memória RAM e 16 GB de memória interna, com uma GPU Adreno 306. Este conjunto oferece um desempenho muito bom, com animações e transições que não exibem engasgos com facilidade, mesmo quando há até cinco apps abertos ao mesmo tempo. Em jogos, testamos títulos como Asphalt 8 e Real Racing 3, que rodaram bem e sem travamentos, com os gráficos quase que no máximo.

O Android que controla tudo isso está na versão 5.0 e os menus são de fácil acesso, graças ao grande contraste dos textos e ícones coloridos. A lista de apps pré-instalados inclui o Gmail, YouTube, Google Chrome, buscador e assistente de voz do Google, Google Maps e até um pequeno editor de fotos e vídeos. Na parte de músicas, o smartphone é capaz de reproduzir os formatos MP3, AAC+, WAV e Flac, enquanto que os vídeos são reconhecidos nos formatos MP4 e H.264, de alta definição.

Na parte de comunicações, temos Wi-Fi nos padrões b, g e n, com roteador, Bluetooth 4.0 com A2DP e LE, GPS com A-GPS, GLONASS e Beidou, rádio FM que pode gravar o que é reproduzido, 3G quadriband e 4G funcionando no padrão brasileiro.

Do lado de dentro temos um processador Qualcomm MSM8916 Snapdragon 410, rodando quatro núcleos 64 bits em 1.4 GHz, acompanhados de 1 GB de memória RAM e 16 GB de memória interna, com uma GPU Adreno 306. Este conjunto oferece um desempenho muito bom, com animações e transições que não exibem engasgos com facilidade, mesmo quando há até cinco apps abertos ao mesmo tempo. Em jogos, testamos títulos como Asphalt 8 e Real Racing 3, que rodaram bem e sem travamentos, com os gráficos quase que no máximo.

O Android que controla tudo isso está na versão 5.0 e os menus são de fácil acesso, graças ao grande contraste dos textos e ícones coloridos. A lista de apps pré-instalados inclui o Gmail, YouTube, Google Chrome, buscador e assistente de voz do Google, Google Maps e até um pequeno editor de fotos e vídeos. Na parte de músicas, o smartphone é capaz de reproduzir os formatos MP3, AAC+, WAV e Flac, enquanto que os vídeos são reconhecidos nos formatos MP4 e H.264, de alta definição.

Na parte de comunicações, temos Wi-Fi nos padrões b, g e n, com roteador, Bluetooth 4.0 com A2DP e LE, GPS com A-GPS, GLONASS e Beidou, rádio FM que pode gravar o que é reproduzido, 3G quadriband e 4G funcionando no padrão brasileiro.

Acessórios e o que há na caixa

A lista de acessórios compatíveis com o Moto G é imensa, incluindo cabos sobressalentes, capas protetoras e películas para o vidro. Na caixa temos o smartphone, cabo de dados, carregador de tomada, fone de ouvido e manual de instruções.

A Motorola oferece 12 meses de garantia.

A lista de acessórios compatíveis com o Moto G é imensa, incluindo cabos sobressalentes, capas protetoras e películas para o vidro. Na caixa temos o smartphone, cabo de dados, carregador de tomada, fone de ouvido e manual de instruções.

A Motorola oferece 12 meses de garantia.

Conclusão

Se você é amante da linha Moto G, pode ter a terceira geração do aparelho como compra certa. A Motorola manteve o que fez certo nas duas últimas gerações, colocou pouca coisa nova no processador, mudou a traseira e melhorou bastante a câmera da parte de trás. Estas mudanças valem o investimento, mas apenas se você tem o Moto G da primeira geração.

Matérias Relacionadas
8/10Recomendo este produto
10/10Recomendo este produto
8/10Recomendo este produto
10/10Recomendo este produto
10/10Recomendo este produto
Avaliação Geral93%Recomendam a compra
8/10Baseado em 579 avaliações
Aspectos Positivos
  • Câmera
  • Design
  • Facilidade de Uso
  • Funções e Características
  • Durabilidade
  • Display
  • Custo-Benefício
  • Duração da Bateria
Pontos de Atenção
  • Som
Enviar sua Avaliação