Buscapé
BuscapéNosso sistema detectou que você está usando um navegador desatualizado

Para uma melhor experiência usando o Buscapé, aconselhamos que atualize o seu navegador para a versão mais recente.
Agradecemos desde já sua compreensão.

Saiba como escolher o berço ideal para o seu bebê

Desde medidas importantíssimas para a segurança do bebê até dicas de como escolher o melhor berço, veja abaixo tudo o que é preciso saber antes de comprar o móvel

  • Por: Raquel MeloRaquel Melo01/08/2016
  • 01/08/2016

Depois de dar dicas de como montar o quartinho do bebê (veja a matéria AQUI), agora é hora de focar no móvel onde o seu filho passará muito tempo dos primeiros anos de vida: o berço. O melhor lugar para colocar, qual colchão escolher, quais medidas de segurança tomar, como lidar com a transição do berço para a caminha, essas e outras respostas você encontra no texto abaixo. Confira.

O berço

Sem dúvida, é o item mais importante quando se tem um bebê chegando. É preciso pensar bem no ambiente onde ele ficará e tomar algumas medidas. Primeiro, é preciso saber onde o bebê dormirá, escolha um quarto bem arejado e próximo ao dos pais. É comum que nos primeiros meses de vida o bebê durma com os pais, principalmente com os de primeira viagem, por não estarem ainda muito seguros para deixa-lo dormir só. Mas é imprescindível que o seu filho tenha o próprio cantinho. E para papais de gêmeos: um bercinho para cada um.

Os berços costumam ter padrão americano de 1,30 m de comprimento x 70 cm de largura em seu interior, mas é interessante medir o móvel escolhido para ter certeza do tamanho ao comprar o colchão. Para não prejudicar o desenvolvimento do bebê, o colchão precisa ter 120 mm de espessura e densidade D18, confortável e seguro para um corpo ainda frágil. Existem modelos que possuem um lado impermeável, para facilitar na limpeza caso o bebê faça xixi na cama.

Alguns berços contam com diferenciais para quem quer economizar no bolso ou em espaço no quarto. Eles acompanham acessórios acoplados como cômoda, trocador, gaveteiro, armário, grade móvel, etc. Existem versões com sistema anti-refluxo, eles são indicados para casos onde o bebê já foi diagnosticado com refluxo, mas para quem quer se prevenir, pode substituir esse sistema por um travesseirinho específico para o problema.

Veja os preços

Santos Andirá Encanto Comum

  • Funções: Estrado Regulável, Rodinhas
  • Itens Inclusos: Armação para Mosqueteiro

Novos a partir de:

R$ 299,99

Precauções com a segurança

O berço é quase como um reino para o bebê, mas pode apresentar um cenário propício a diversos acidentes. Por isso, é necessário ficar atento com certos detalhes e medidas de segurança para evitar desfechos desagradáveis. Após escolher o quarto, evite colocar o berço perto de janelas ou varandas e posicione-o em um canto que não obstrua a passagem. Dê preferência às telas em janelas ao invés de mosquiteiros, pois eles podem acumular pó e prejudicar a respiração do bebê. Babás eletrônicas, almofadas ou pelúcias, sempre fora do berço. O ideal é que não tenha nada dentro dele quando seu filho estiver por lá.

Veja os preços

Matic Fratelli Comum

  • Funções: Grade Regulável, Rodinhas, Trava de Segurança
  • Itens Inclusos: Armação para Mosqueteiro

Novos a partir de:

R$ 466,19

O que diz o Inmetro?

O Inmetro é o órgão responsável por determinar algumas normas de segurança para proteger a criança de prováveis acidentes no berço. Sendo assim, é preciso ficar atento quanto às normas, veja quais são:

- Deve existir uma distância de, no mínimo, 4,5 cm e máximo 6,5 cm entre as grades do berço, para não ocorrer de alguma parte do bebê ficar presa entre elas.

- Nos berços com rodinhas, é necessário que ao menos duas delas contenham travas ou fiquem fixas.

- Entre o estrado e a lateral do berço não pode existir mais de 2,5 cm de espaço e entre suas ripas não deve conter mais que 6 cm. Essas medidas de segurança servem para evitar que braços e pernas fiquem presos e causem acidentes.

- Se o berço tiver telas, os furinhos precisam ter no máximo 7mm, para evitar que os dedinhos do bebê passem por eles e fiquem presos.

Em 2016 o Inmetro proibiu grades laterais móveis em berço, porém, modelos com essa característica ainda podem ser encontrados. Muitos se interessarem por essa versão, pois, com a possibilidade de mover o estrado, os pais podem elevar a altura e deixá-lo mais alto, para não comprometer a coluna quando for pegar o bebê. Porém, é preciso tomar bastante cuidado para evitar quedas e acidentes, é importante nunca deixar a grade abaixada e sempre mantê-la acima do peitoral da criança, para que ela não consiga pular para fora do berço quando estiver maiorzinha.

Ah, e não se esqueça de utilizar o manual de instruções. Leia atentamente antes de fazer uso do móvel.

Veja os preços

Serpil Funny Comum

  • Funções: Rodinhas, Trava de Segurança

Novos a partir de:

R$ Consulte

Transição: o bebê cresceu, hora de ir pra caminha

Outra variação de berço que pode ser encontrada no mercado é a que se transforma em mini cama. Essa é mais uma opção para quem quer economizar e não ter de ir às compras novamente. As crianças usam o berço por um bom tempo, costumam entrar em fase de transição a partir de 1 ano e meio, quando já têm o hábito de dormir a noite inteira; até 3 anos de idade. Os berços que viram cama podem facilitar a transição para a caminha, já que o bebê está perfeitamente adaptado ao lugar, os possíveis traumas serão bem menores.

E para melhorar ainda mais essa nova fase, transforme este momento em diversão. Leve o seu filho para comprar lençóis e roupas de cama do seu personagem favorito, planeje uma festa do pijama no quarto dele e faça com que a experiência como um todo seja positiva.

Veja os preços

Carolina Móveis Clara Comum

  • Reversível para Cama: Sim
  • Funções: Estrado Regulável, Grade Regulável, Rodinhas
  • Itens Inclusos: Armação para Mosqueteiro

Novos a partir de:

R$ 316,01

Recomendações médicas

A Sociedade Brasileira de Pediatria, que realiza trabalhos científicos, traz algumas recomendações sobre o uso seguro do berço, de acordo com as normas técnicas da ABNT, anote:

- Colocar o bebê para dormir de barriga para cima.

- Assegurar-se de que a cabeça do bebê esteja descoberta o tempo todo.

- Não deixar nenhum objeto solto dentro do móvel (protetores, pelúcias, brinquedos, almofadas; eles podem oferecer risco de asfixia e sufocamento).

- Opte por não cobrir o bebê, mas se houver necessidade, use uma coberta até o peito e prenda firmemente nas laterais do berço. Saquinhos de dormir ou pijamas com pezinhos são opções seguras.

  • #berço ideal
  • #como escolher berço
  • #Inmetro