Buscapé
BuscapéNosso sistema detectou que você está usando um navegador desatualizado

Para uma melhor experiência usando o Buscapé, aconselhamos que atualize o seu navegador para a versão mais recente.
Agradecemos desde já sua compreensão.

Review: Final Fantasy XV

Confira nossa análise e saiba tudo sobre o novo jogo da franquia Final Fantasy, desenvolvido pela Square Enix

  • Por: da Redação Buscapéda Redação Buscapé04/01/2017
  • 04/01/2017

Finalmente a espera acabou: Final Fantasy XV foi lançado em 29 de novembro para PlayStation 4 e Xbox One. Foram longos 10 anos aguardando uma sequência e a Square Enix não deixou a desejar. Ela inovou e trouxe um novo mundo que não vai agradar só os grandes fãs da franquia, mas também os novatos.

O jogo se passa em EOS, nome que vem do grego e significa a deusa do amanhecer, mapa que já pode ser considerado um dos maiores já desenvolvidos para games. Noctis Lucis Caelum, o protagonista do jogo, é o príncipe de Lucis, a província que mais prosperou por possuir a maior parte dos cristais mágicos, que tiveram papel central na criação do planeta.

Noctis é acompanhado por seus amigos Gladiolus, Ignis e Prompt, que ajudam nas batalhas. Por exemplo: quando você defende o golpe de um inimigo com sucesso, um de seus aliados vai desferir um golpe com você e aumentar muito o dano causado.

Final Fantasy XV não se baseia mais no estilo RPG por turno, sistema utilizado nos outros games da franquia, agora o jogo se tornou mais ágil e rápido com o estilo RPG de ação. O Final Fantasy é uma novidade no mundo dos games e, sem dúvida, um must have que traz várias horas de partida em um mundo aberto com inúmeras oportunidades dentro das missões principais, secundárias ou dungeons.

Além disso, o novo Final Fantasy aparenta e pode ser considerado dois jogos diferentes: um para gamers aventureiros que querem percorrer cada pedaço do jogo e respirar dentro de cada dungeon existente e outro para os jogadores que querem somente lutar contra os principais chefões e fechar o jogo. Realmente são grandes as possiblidades desse novo mundo criado pela Square Enix.

Para melhorar a exploração e a locomoção dentro do mundo aberto, temos um carro que pode nos levar para os lugares mais distantes, podendo ser dirigido manualmente pelo jogador ou conduzido automaticamente pelo sistema do game. O mais incrível é que nas viagens de carro você pode escutar músicas clássicas de outros Final Fantasy e, quando você deixa o carro no automático, os personagens contam pontos superinteressantes e fatos que estão por vir, demonstrando que a narrativa criada é bastante real e humana, o que dá mais vontade de saber tudo que acontece dentro da história do jogo, o que sem dúvida é outra diferença surreal do jogo.

O ciclo de dia e noite também é um diferencial dentro do jogo, pois ao pôr do sol os inimigos acabam se tornando muito mais fortes, ou seja, se você estiver no level 10 pode acabar acontecendo de um inimigo de level 60 cruzar seu caminho. Então tenha muito cuidado ao passear à noite pelo mundo aberto.

O ganho de experiência dos personagens funciona da seguinte forma agora: para absorver a xp e subir de level, você vai ter que dormir no seu acampamento. Outro ponto a ser usufruído nos acampamentos é que você pode solicitar ao seu aliado Ignis para cozinhar algum alimento para fornecer buffs para o próximo dia de jogo, que podem ser pontos de vida, de ataque ou um mix de buffs. No entanto, dormindo em hotéis ou trailers, você não vai poder pedir para seu amigo cozinhar, mas pode ter um bônus de experiência e upar com mais facilidade.

Considerações finais

Sem dúvida esse é um jogo sem igual, uma jornada que vai entrar para história dos games, sem contar nos gráficos incríveis, cenários fantásticos e uma trilha sonora fora do comum. Final Fantasy XV é uma experiência completa para jogadores que querem um jogo com muita ação ou um RPG profundamente estratégico.

  • #final fantasy xv

Mat�rias Relacionadas