Buscapé
BuscapéNosso sistema detectou que você está usando um navegador desatualizado

Para uma melhor experiência usando o Buscapé, aconselhamos que atualize o seu navegador para a versão mais recente.
Agradecemos desde já sua compreensão.

As smartbands podem servir aos atletas?

Testamos a Gear Fit 2, novo lançamento da Samsung no segmento, para testar seus recursos e o que elas podem fazer para melhorar resultados

  • Por: Guilherme Maradei Dogo Guilherme Maradei Dogo 31/08/2016
  • 31/08/2016

A Gear Fit 2 é a Smartband da Samsung voltada para atletas, que contabiliza os exercicios mais variados, desde Ioga até Musculação. Além disso, ela também funciona enquanto você está dormindo, monitorando a qualidade e a duração do seu sono. Tudo isso é aliado ao app da Samsung, o S Health, que é um banco de dados dos seus exercicios, do seu sono e até da sua alimentação.

Usamos a Gear Fit 2 por mais de um mês e com tudo isso, surgiu a dúvida: será que a Gear Fit e outras pulseiras desse segmento de fato auxiliam a melhorar o desempenho ou a perder os quilinhos a mais?

É isso que vamos tentar descobrir.

S Health monitora tudo do seu dia - e só isso

Como a gente já atestou no review (que você pode conferir AQUI), a Gear Fit 2 tem um problema de bateria; ela não dura mais de 2 dias longe da tomada. Contudo, mesmo que você não mantenha a pulseira atrelada ao pulso, o celular pode continuar contando os passos, monitorando o sono - mesmo que de maneira mais imprecisa que a pulseira. Só não é possível monitorar os batimentos cardíacos sem a Gear Fit.

Para ter um melhor resultado e análises mais precisas do seu perfil, é necessário que você coloque todas as suas refeições durante o dia no S Health. Para fazer isso, basta ir em adicionar no simbolo de talheres. O sono é gravado automaticamente, assim como as caminhadas e os exercícios.

Acompanhamento poderia ser mais dinâmico

O problema é que não há gráficos ou sugestões de melhorias para a sua dieta ou para os seus exercicios, por exemplo. Se num dia eu como lasanha e no outro churrasco, mesmo mantendo exercícios regulares, o app não me avisa ou me alerta sobre um exagero na alimentação.

Há metas a serem colocadas, no meu caso, por exemplo, coloquei que minha meta diária de alimentação seria 2.200 kcal e eu dormiria 7 horas por noite. Quando eu consigo cumprir essas metas, ok, o app me parabeniza, ganho um troféu. Mas não há uma gameficação, ou seja, eu não ganho pontos em seguir (ou não) a minha dieta - que é baseada apenas em kcal, mas não em variação de alimentos e etc -, apenas selos de que cumpri minha meta.

Claro que não dá para esperar um app de nutrição profissional, não é esse o intuito. Mas a questão é que se a pulseira é voltada para atletas, deveria ser mais aprofundada na saúde alimentar.

Outros parâmetros são mais interessantes, como o de peso, que informa a taxa de IMC (Índice de Massa Corporal) e você pode definir uma meta de peso a ser atingido. A Gear Fit 2 também propõe um exercicio de 50 em 50 minutos, o que é bom para quem está um pouco mais lento nos exercícios (prazer, eu). Porém, como nos outros, não há dicas de como fazer isso, do que pode ser alterado na alimentação ou propostas de alguns exercícios para diversificar o treino ou acelar o emagrecimento, enfim.

Veredito

Para quem procura por um aparelho para acompanhar o treino com precisão, ter uma visão maior sobre a própria alimentação e o sono, a Fit serve muito bem. Até porque ela é uma ótima Smartband, com 2 GB internos para colocar músicas, dá para responder mensagens, ler e-mails e tem GPS embutido.

Contudo, para os atletas, a Gear Fit junto com o S Health, serve apenas como um medidor de treinos, apesar de até oferece gráficos interessantes de sono, de peso e de caminhadas, porém nada mais que isso. O investimento numa smartband, pelo que atestamos aqui, não substitui um treino mais completo, apenas complementa com informações e faz um acompanhamento com os dados obtidos.

  • #Smartbands
  • #Samsung
  • #Exercícios