Buscapé
BuscapéNosso sistema detectou que você está usando um navegador desatualizado

Para uma melhor experiência usando o Buscapé, aconselhamos que atualize o seu navegador para a versão mais recente.
Agradecemos desde já sua compreensão.

As diferenças de cada tipo de panela

Você provavelmente já reparou que existem diversos modelos e tamanhos de panela. Mas a diferença entre eles e qual a função específica de cada uma, você sabe?

  • Por: da Redação Buscapéda Redação Buscapé22/06/2017
  • 22/06/2017

Talvez você não tenha parado para pensar nisso ainda, mas comprar panelas para sua casa pode não ser tão fácil quanto parece, afinal, são tantos modelos e materiais diferentes! Mas não se preocupe, aqui você vai ter um panorama geral das principais panelas que existem no mercado, a diferença entre elas e qual a função de cada uma.

Materiais das panelas

Aço inox: a panela de aço inoxnão oxida e é muito boa na condução do calor, mas não deve ser usada para frituras justamente por atingir temperaturas elevadas muito rápido. Evite usar uma panela de aço inox para armazenar um alimento por muito tempo, passe longe das palhas de aço e sempre seque muito bem após lavar para evitar manchas.

Alumínio: ideal para frituras pois distribui uniformemente bem o calor, mas demanda um grande cuidado para não soltar metal na comida. Por isso, nunca a lave com esponjas comuns e evite polir o alumínio ou cozinhar com coisas muito ácidas, como limão e molho de tomate.

Alumínio antiaderente: revestida por uma camada de teflon, impedindo que os alimentos grudem no fundo da panela. É prática, leve e não demanda o uso de muito óleo/manteiga para o cozimento dos alimentos, mas necessita cuidado e delicadeza para não danificar o revestimento na hora de lavar. Panelas antiaderentes são ótimas para comidas do dia a dia, como arroz.

Cerâmica: Hoje uma panela de cerâmica não é mais pesada como era antigamente. Esse material conserva bem o calor, é resistente e fácil de lavar (sempre com a parte macia da esponja). O ideal é utilizá-la em fogo médio/baixo, por sua facilidade em reter o calor.

Ferro: a panela de ferro não conduz o calor tão bem quanto a de aço inox, entretanto, ela o retém muito bem, sendo ideal para cozimentos lentos em fogo baixo.

Cobre: Uma panela de cobre pode ser um pouco mais cara e pesada, mas tem uma durabilidade bem alta. Por ser uma excelente condutora de calor, é ideal para preparar doces, mas lembre-se de evitar o contato com ingredientes ácidos, pois eles podem fazer com que o cobre se desprenda da panela.

Modelos das panelas

Caçarola

É um modelo largo, versátil e talvez o mais comum nas cozinhas brasileiras. Algumas possuem cabo, outras não. Caçarolas são ótimas para fazer molhos, cozinhar massas, arroz, branquear legumes ou preparar ensopados, por exemplo.

Caldeirão

É uma panela alta e funda, com tampa e duas alças laterais, ideal para o preparo de sopas e caldos.

Panela de pressão

Ela atinge uma grande temperatura em pouquíssimo tempo, o que acelera e facilita o cozimento de alimentos mais duros como feijão, carnes, sopas e cozidos. Dica importante: cheque sempre a vedação, a borracha da tampa e a válvula, pois a obstrução de alguma das partes pode atrapalhar o cozimento e até causar acidentes.

Wok

Tipicamente oriental, o modelo Wok é arredondado e fino. Ela distribui igualmente o calor, sendo ideal para cozinhar alimentos como yakissoba, frutos do mar. Você também pode utilizar sua wok para fazer risotos e cozinhar legumes no vapor.

Paellera

Conforme o nome já conta, é perfeita para a famosa paella, pois cozinha mais rápido os frutos do mar. Lembra a panela Wok, mas com bordas curtas e fundo mais reto.

Frigideira

A frigideira tradicional pode fritar alimentos que necessitam de pouca ou muita gordura. Existem dois modelos: as fundas (para alimentos que precisam fritar totalmente emergidos, como frango), e as rasas (para frituras que não demandam imersão e não soltam muita água, como ovos e bifes).

  • #Panela