Buscapé
BuscapéNosso sistema detectou que você está usando um navegador desatualizado

Para uma melhor experiência usando o Buscapé, aconselhamos que atualize o seu navegador para a versão mais recente.
Agradecemos desde já sua compreensão.

1-seg e Full-seg: conheça os padrões de transmissão de TV digital em smartphones

Enquanto o primeiro pode oferecer uma estabilidade de imagem maior (porém com menos resolução de imagem), o Full-seg é o responsável por entregar imagens em HD ou Full-HD ao smartphone

  • Por: João Henrique Furtado SilvaJoão Henrique Furtado Silva19/06/2017
  • 19/06/2017

No Brasil, smartphones com TV digital são mais do que comuns e fazem parte de um grande segmento do mercado. Mas você sabia que a qualidade de imagens pode ser diferente de acordo com um padrão de transmissão da TV digital? Hoje em dia, há dois no mercado - 1-seg e Full-seg - e é necessário ter isso em mente antes de comprar um novo smartphone para que você possa aproveitar o máximo de qualidade na hora da transmissão.

ISDB-T

No Brasil, o padrão de transmissão de TV Digital chama-se ISDB-T (Integrated Services Digital Broadcasting Terrestrial, ou Serviço Integrado de Transmissão Digital Terrestre, em português). Ele foi desenvolvido no Japão e adotado no Brasil com algumas mudanças, como a taxa de quadros por segundos da transmissão - sendo 15 fps para a transmissão japonesa e 30 fps para a brasileira.

O sistema de TV digital padrão utilizados nos dois países é capaz de dividir a transmissão do sinal em segmentos, dos quais 12 são destinados à transmissão em alta definição e o 13 é responsável pela transmissão em qualidade mais baixa. E é justamente dessa segmentação que derivam os dois nomes utilizados pelos padrões de transmissão.

1-seg

O 1-seg é o mais básico entre os dois e, como o próprio nome já diz, ele utiliza apenas um dos treze segmentos para fazer a transmissão entre aparelhos. A qualidade de exibição é bem mais básica e aparelhos que recebem esse tipo de sinal rodam imagens com resoluções que variam entre 240 x 180 pixels, 320 x 240 pixels e 320 x 180 pixels, de acordo com a qualidade de recepção do sinal. Pelo fato de utilizar apenas um dos segmentos, o 1-seg é, hoje, o sinal que apresenta maior estabilidade entre os dois formatos, até pela baixa exigência de processamento de hardware pelos dispositivos que captam sinal. Por isso, hoje, o padrão 1-seg é o que recebe maior respaldo em dispositivos móveis, como são os casos de smartphones.

O 1-seg, portanto, vai quebrar o galho para assistir a um programa de TV pelo celular, já que ele garante melhor estabilidade de sinal, mas com um preço: a qualidade não é tão boa quanto em reproduções em HD.

Full-seg

Já o padrão Full-seg utiliza-se dos 12 segmentos para transmitir imagens no padrão SD (720 x 480 pixels), HD (1280 x 720 pixels) e Full HD (1920 x 1080 pixels). Em termos de qualidade, o Full-seg é bem superior ao 1-seg, o que faz bastante diferença na hora de assistir a um jogo de futebol, por exemplo, momento no qual é necessário uma boa definição para ver a bola com qualidade.

Mas aí nos perguntamos? Então por que o Full-seg não é uma tecnologia predominante? Por que ainda há o 1-seg nos smartphones? A resposta é técnica: pelo fato do Full-seg utilizar os 12 segmentos para transmitir as imagens em alta qualidade, é necessário uma unidade de processamento maior por parte de um smartphone, por exemplo, e também uma estabilidade maior de sinal. Em outras palavras, além do smartphone ter que contar com processadores mais potentes, em teoria também temos que manter a estabilidade de sinal da região, o que pode ser um problema no caso de smartphones, que estão em movimento a todo o momento.

E há ainda outra questão: como estamos falando de transmissões de TV, o mecanismo não possui um sistema de buffer, como acontece em streamings como o YouTube. Ou seja, não é possível pré-carregar algum conteúdo enquanto se está com uma boa qualidade de sinal, já que tudo é transmitido em tempo real. Além disso, estamos falando de uma transmissão com os 12 segmentos. Ou seja, se algum deles apresenta algum problema de recepção, isso já é o suficiente para derrubar o sinal.

O problema não chega a ser simplesmente andou, caiu, mas a chance de se ter uma queda de sinal em movimento com o padrão Full-seg é maior do que em relação ao 1-seg.

  • #TV digital
  • #HD
  • #1-seg
  • #Full-seg

Mat�rias Relacionadas