Ative o Buscapé te Protege GRÁTIS. Suas compras protegidas em até R$ 5mil pelo Buscapé te Protege.

Carregando
Achou caro?
Crie um alerta de preço que a gente avisa você!
Maior preço registrado:R$ 1.749,00
Menor preço registrado:R$ 901,55
Me avise quando o preço chegar em:
0%
0%
100%
Arraste a barra para controlar o valor do pedido
Informações Básicas
MarcaConsul
LinhaJanela
ModeloCCF07EB
TipoJanela
Capacidade total de Refrigeração7500 BTUs
Tipo de CicloFrio
CorBranco
Funções e Características
FunçõesEconômica
RecursosDupla Saída, Filtro Fácil
Especificações Técnicas
Eficiência EnergéticaEconômico Classe A
Voltagem110V ou 220V (não é bivolt) V
Consumo de Energia15700 W
Conteúdo da Embalagem1 Ar-condicionado
Garantia do Fabricante12 Meses
Dimensões
Largura Interna480 mm
Altura Interna328 mm
Profundidade Interna566 mm
Peso Interno26 Kg
Peso do produto na embalagem27 Kg
Por Colaborador em 07/10/2015
Condicionador de ar de janela da Consul não é uma opção com bom custo-benefício

Baixo desempenho técnico, ausência de funcionalidades e tamanho podem ser incômodos para o usuário

Prós
  • Portabilidade
Contras
  • Capacidade de refrigeração

     

  • Realiza somente ciclo de ar frio

     

  • Potência e vazão de ar

     

  • Não conta com funcionalidades interessantes

Por uma questão de custo-benefício, talvez não seja muito recomendado ao usuário adquirir esse modelo da Consul. Por mais que um condicionador de ar do tipo janela traga praticidade no momento da instalação, ele pode acabar trazendo menos praticidade na acomodação, além de contar com um desempenho técnico que não justifique o seu custo. Confira!

Por uma questão de custo-benefício, talvez não seja muito recomendado ao usuário adquirir esse modelo da Consul. Por mais que um condicionador de ar do tipo janela traga praticidade no momento da instalação, ele pode acabar trazendo menos praticidade na acomodação, além de contar com um desempenho técnico que não justifique o seu custo. Confira!

Design compacto na cor branca

O formato desse ar condicionado de janela remete aos antigos televisores de tubo. Isso porque ele não conta com uma altura ou largura elevada, mas é dotado de um comprimento bastante notável. Ao todo, ele conta com uma profundidade de 49 cm; uma largura de 33 cm e uma altura de 21 cm. Seu design não se encontra entre os mais charmosos do mercado. Perto de um split, naturalmente, ele perde em muito em torno de questões como a sutileza ou a economia de detalhes. Aqui, o seu aspecto dificilmente evitará que o modelo chame a atenção para si, levando em conta, primeiramente o tamanho, mas também a própria tela do aparelho e os botões (que parecem semelhantes, aqui, ao menu de configurações de uma máquina de lavar roupas). É um modelo pesado, contando com 26 kg de massa.

Modelos desse tipo costumam ser menos eficientes que os modelos do tipo split (aqui leva-se em questão ainda a capacidade de refrigeração), mas ganham em termos de instalação. Para o usuário que busca praticidade e não esteja tão preocupado em termos de eficiência ou usabilidade, essa pode ser uma opção a considerar, especialmente por questão de acessibilidade. Acaba sendo um aparelho com uma boa faixa de preço e que pode ser refrescante em dias de muito calor. Ainda assim, não é um modelo capaz de abranger tão bem o ambiente como um todo como modelos da própria Consul.

O formato desse ar condicionado de janela remete aos antigos televisores de tubo. Isso porque ele não conta com uma altura ou largura elevada, mas é dotado de um comprimento bastante notável. Ao todo, ele conta com uma profundidade de 49 cm; uma largura de 33 cm e uma altura de 21 cm. Seu design não se encontra entre os mais charmosos do mercado. Perto de um split, naturalmente, ele perde em muito em torno de questões como a sutileza ou a economia de detalhes. Aqui, o seu aspecto dificilmente evitará que o modelo chame a atenção para si, levando em conta, primeiramente o tamanho, mas também a própria tela do aparelho e os botões (que parecem semelhantes, aqui, ao menu de configurações de uma máquina de lavar roupas). É um modelo pesado, contando com 26 kg de massa.

Modelos desse tipo costumam ser menos eficientes que os modelos do tipo split (aqui leva-se em questão ainda a capacidade de refrigeração), mas ganham em termos de instalação. Para o usuário que busca praticidade e não esteja tão preocupado em termos de eficiência ou usabilidade, essa pode ser uma opção a considerar, especialmente por questão de acessibilidade. Acaba sendo um aparelho com uma boa faixa de preço e que pode ser refrescante em dias de muito calor. Ainda assim, não é um modelo capaz de abranger tão bem o ambiente como um todo como modelos da própria Consul.

Ciclo de ar frio com 7500 BTUs de capacidade de refrigeração; potência de 750 W; vazão de ar de 385 m³/h

Isso porque ele conta com uma capacidade de refrigeração de apeans 7500 BTUs, enquanto os modelos split da própria empresa que contam com um desempenho razoável começam a trazer uma capacidade que começa a partir de 9000 BTUs. Tal capacidade diz respeito a um quarto ou cômodo que tenham uma medida em torno de 15 m². Como se observa aqui, um condicionador de ar de janela é mais um modelo para uso individual do que para uso conjunto.

Outro ponto a mencionar aqui é a potência de 750 W. Comparado com um modelo da Consul de 9000 BTUs do tipo split, ele também se revela menos potente (isso é natural, tendo em vista que se trata de um modelo de 7500 BTUs), contando tal modelo com 821 W. Contudo, se o usuário começar a se atentar para o custo-benefício, ele pode perceber que não há uma diferença significativa na porção que ambos ocupam no mercado, com uma variação que traz mais benefícios em termos de funcionalidades do que custos gerais. Dessa maneira, se o usuário procura um modelo potente, esse aqui também não se revela um condicionador de ar adequado.

Sua vazão de ar, por sua vez, é de apenas 385 m³/h. Comparado com esse mesmo modelo, ele também perde significativamente, sendo tal split dotado de uma vazão de ar de 460 m³/h. Vale ressaltar também que tal ar condicionado já não se encontrava entre os mais avançados do mercado em torno de vazão de ar, ou seja, esse aqui conta com um custo-benefício também pouco atraente em torno de tais qualificações.

Em termos de funcionalidades, ele também é bastante precário, não contando nem ao menos com funções comumente encontradas em qualquer modelo básico no mercado, como é o caso da ausência do Sleep/Timer aqui, função que permite ao usuário programar o desligamento automático do usuário no tempo desejado. Dessa maneira, caso o usuário queira dormir, ele terá que desligar o aparelho antes do sono ou deixá-lo ligado à noite toda. Caso queira interromper o seu processo, terá que levantar-se para desligar o aparelho.

Ele é dotado de ciclo de ar frio apenas, enquanto o split levado em conta na comparação contava também com ciclo de ar quente, o que tornava o aparelho utilizável também nos tempos de inverno. Dessa maneira, é mais uma ausência que acaba constituindo tal modelo como uma opção com custo-benefício pouquíssimo recomendada. Traz dupla saída de ar.

Conta com filtro contra sujeira, mas é necessário que o usuário limpe-o frequentemente, do contrário sua utilização pode também se tornar pouco higiênica.

Isso porque ele conta com uma capacidade de refrigeração de apeans 7500 BTUs, enquanto os modelos split da própria empresa que contam com um desempenho razoável começam a trazer uma capacidade que começa a partir de 9000 BTUs. Tal capacidade diz respeito a um quarto ou cômodo que tenham uma medida em torno de 15 m². Como se observa aqui, um condicionador de ar de janela é mais um modelo para uso individual do que para uso conjunto.

Outro ponto a mencionar aqui é a potência de 750 W. Comparado com um modelo da Consul de 9000 BTUs do tipo split, ele também se revela menos potente (isso é natural, tendo em vista que se trata de um modelo de 7500 BTUs), contando tal modelo com 821 W. Contudo, se o usuário começar a se atentar para o custo-benefício, ele pode perceber que não há uma diferença significativa na porção que ambos ocupam no mercado, com uma variação que traz mais benefícios em termos de funcionalidades do que custos gerais. Dessa maneira, se o usuário procura um modelo potente, esse aqui também não se revela um condicionador de ar adequado.

Sua vazão de ar, por sua vez, é de apenas 385 m³/h. Comparado com esse mesmo modelo, ele também perde significativamente, sendo tal split dotado de uma vazão de ar de 460 m³/h. Vale ressaltar também que tal ar condicionado já não se encontrava entre os mais avançados do mercado em torno de vazão de ar, ou seja, esse aqui conta com um custo-benefício também pouco atraente em torno de tais qualificações.

Em termos de funcionalidades, ele também é bastante precário, não contando nem ao menos com funções comumente encontradas em qualquer modelo básico no mercado, como é o caso da ausência do Sleep/Timer aqui, função que permite ao usuário programar o desligamento automático do usuário no tempo desejado. Dessa maneira, caso o usuário queira dormir, ele terá que desligar o aparelho antes do sono ou deixá-lo ligado à noite toda. Caso queira interromper o seu processo, terá que levantar-se para desligar o aparelho.

Ele é dotado de ciclo de ar frio apenas, enquanto o split levado em conta na comparação contava também com ciclo de ar quente, o que tornava o aparelho utilizável também nos tempos de inverno. Dessa maneira, é mais uma ausência que acaba constituindo tal modelo como uma opção com custo-benefício pouquíssimo recomendada. Traz dupla saída de ar.

Conta com filtro contra sujeira, mas é necessário que o usuário limpe-o frequentemente, do contrário sua utilização pode também se tornar pouco higiênica.

Classificação energética do tipo A

A classificação energética, ao menos, é do tipo A, o que confere ao produto o status de econômico em termos de consumo. Aqui, ele conta com uma eficiência energética de 2,92 W/W, além de uma capacidade de 2,20 kW.

O controle do aparelho é realizado manualmente, com a opção de ajustar a intensidade da velocidade, além das opções de ventilar ou de resfriar.

O modelo pode ser encontrado no mercado em duas voltagens: 127V ou 220V. A embalagem acompanha ainda um manual de instruções.

A classificação energética, ao menos, é do tipo A, o que confere ao produto o status de econômico em termos de consumo. Aqui, ele conta com uma eficiência energética de 2,92 W/W, além de uma capacidade de 2,20 kW.

O controle do aparelho é realizado manualmente, com a opção de ajustar a intensidade da velocidade, além das opções de ventilar ou de resfriar.

O modelo pode ser encontrado no mercado em duas voltagens: 127V ou 220V. A embalagem acompanha ainda um manual de instruções.

Conclusão

Embora o usuário possa considerar adquirir um modelo de ar condicionado do tipo janela por questões de portabilidade e de praticidade na instalação, o seu uso a longo prazo pode se revelar pouco prático. Isso porque seu armazenamento envolve um espaço maior do que um split depois de instalado. Além disso, esse aparelho em específico conta com um custo-benefício baixíssimo, especialmente se comparado com outros modelos da mesma empresa. No caso, sua potência e vazão de ar, além da capacidade de refrigeração, são insatisfatórias. Somado à isso, o modelo não traz muitas funcionalidades, não trazendo nem ao menos a opção de desligamento automático através de Sleep/Timer.

Matérias Relacionadas
8/10 Recomendo
10/10 Recomendo
2/10 Não recomendo
6/10 Não recomendo
8/10 Recomendo
Avaliação Geral75%Recomendam a compra
7/10Baseado em 12 avaliações
Aspectos Positivos
  • Custo-Benefício
  • Desempenho
  • Facilidade de Uso
Pontos de Atenção
  • Funções e Características
  • Durabilidade
Aspectos Negativos
  • Design
Enviar sua Avaliação