O Galaxy A51 é um intermediário da Samsung que esteve entre os campeões de vendas em 2020 e continuou fazendo sucesso em 2021, por conta do bom custo-benefício. O modelo chegou ao Brasil em janeiro de 2020 pelo preço de R$ 2.199, mas já pode ser encontrado mais barato. Por isso, algumas pessoas podem se interessar em comprá-lo na Black Friday 2021, que acontece na próxima sexta-feira (26). Mas será que vale a pena?

A gente já te adianta que o Samsung Galaxy A51 não é a melhor opção de celular intermediário para comprar na Black Friday. Para te ajudar, listamos os motivos pelos quais você não deve apostar no aparelho. Além disso, separamos algumas indicações de outros smartphones na mesma faixa de preço que são opções mais interessantes.

Samsung Galaxy A51 já foi um intermediário de sucesso, mas atualmente não vale a pena (Foto: Shutterstock)

Desempenho fraco para os padrões atuais

Na época do lançamento, o Galaxy A51 tinha uma ficha técnica boa para os padrões de intermediários. Entretanto, suas especificações agora já estão mais defasadas e o aparelho se assemelha mais a um celular básico. Ele traz processador Exynos 9611, um octa-core com velocidade máxima de 2,3 GHz que foi apresentado em 2019 como um chipset intermediário, com foco em eficiência energética.

O processador trabalha com 4 GB de memória RAM. Considerando os sistemas e aplicativos atuais, essa quantidade é suficiente apenas para executar tarefas mais básicas, como acessar redes sociais ou jogar games leves. Por isso, o celular Samsung Galaxy A51 seria uma opção boa apenas para usuários mais básicos.

Câmeras medianas

Assim como a maioria dos intermediários, o celular Samsung Galaxy A51 traz um conjunto de cãmera quádrupla, com lentes variadas. Isso é ótimo, porque oferece maior versatilidade. Você pode fazer fotos no estilo ultra-wide, macro ou com o modo retrato, por exemplo. Entretanto, a câmera tem desempenho mediano e não é a melhor opção para quem busca fotografias de alta qualidade.

Galaxy A51 tem câmera quádrupla, mas pode deixar a desejar nas fotos noturnas (Foto: Shutterstock)

O sensor principal tem 48 MP, com tecnologia quad-pixel, e garante boas fotos durante o dia. À noite, porém, as imagens perdem um pouco em nitidez e ficam com menos detalhes. O mesmo vale para a câmera frontal, que tem 32 MP. Embora faça boas selfies em situações adequadas de iluminação, a qualidade das à noite fotos diminui.

Bateria fraca

O Galaxy A51 tem bateria com capacidade de apenas 4.000 mAh. Esse valor é suficiente apenas para um dia de uso moderado, em média. Por isso, ele não é uma opção para usuários que passam muito tempo no smartphone e precisam de uma carga duradoura.

Bateria de apenas 4.000 mAh é outro ponto contra o Galaxy A51 (Foto: Shutterstock)

Lançamento do Galaxy A52

Nem tudo no Galaxy A51 é ponto negativo. Por exemplo, o smartphone possui uma tela de 6,5 polegadas, com painel Super AMOLED e resolução Full HD+, que garante alta qualidade. Outra vantagem é o armazenamento de 128 GB, que oferece bastante espaço para guardar apps e outros arquivos e pode ser expandido via microSD. Por outro lado, apesar desses destaques, o Galaxy A51 já ganhou um sucessor que trouxe diversas melhorias. Trata-se do Galaxy A52.

O smartphone tem tela de 6,5 polegadas com painel Super AMOLED, resolução Full HD+ e taxa de atualização de 90 Hz. Ou seja, as imagens são ainda melhores, com transições mais fluidas. Sua ficha técnica inclui processador Snapdragon 720G e 6 GB de memória RAM, que tende a oferecer um desempenho mais veloz.

O Galaxy A52 ainda recebeu melhorias no conjunto de câmeras, com sensor principal de 64 MP com estabilização óptica, e na bateria, que agora tem 4.500 mAh de capacidade. Enfim, é uma opção bem mais completa de intermediário para comprar na Black Friday e usar em 2022.

Além disso tudo, o Galaxy A52 ainda pode ser encontrado em outras duas versões: o Galaxy A52 5G e o Galaxy A52s. O primeiro traz exatamente a mesma ficha técnica do Galaxy A52, mas é compatível com internet 5G, que deve começar a funcionar no Brasil em 2022. Embora seja um pouco mais caro, o investimento vale a pena, pensando a longo prazo.

Já o Galaxy A52s também tem compatibilidade com 5G, mas oferece outros diferenciais. É o caso do processador Snapdragon 778G, que é mais moderno, e da tela com taxa de atualização de 120 Hz.

Galaxy A51: preço

Além de tudo que foi dito, o preço é um dos principais motivos para não comprar o Galaxy A51. Apesar do lançamento da geração mais recente, o A51 não teve uma queda de preço tão grande. Atualmente, ele pode ser encontrado na faixa de R$ 1.500 e está em uma tendência de subida, conforme mostra o Histórico de Preços do Buscapé. Confira os valores do smartphone abaixo:

Pensando em custo-benefício, a compra não vale a pena. Isso porque, pela ficha técnica do Samsung Galaxy A51, o valor atual está caro. Mesmo que ele chegasse à casa dos R$ 1.100, um preço condizente com a sua ficha técnica, ainda não seria um negócio tão atraente. Como estamos falando de um aparelho lançado há quase dois anos, pensando a longo prazo, o A51 não é um bom celular para usar 2022, até mesmo para quem prefere o básico.

Queda de preço do Galaxy A51 foi pequena em 2021 (Foto: Shutterstock)

Além disso, a diferença de preço do Galaxy A51 para o Galaxy A52 costuma ser de cerca de R$ 150 ou até menos. Nesse caso, vale a pena o investimento no modelo mais caro, que trouxe várias melhorias, como mostramos anteriormente. Aliás, esse sim é uma aposta de celular que pode ficar mais barato na Black Friday 2021.

Além do Galaxy A52, a gente também recomenda o Galaxy A72. O modelo se destacou em nossos testes por ser um intermediário completo com ótimo custo-benefício. Ele é um pouco mais caro do que o A52, mas traz diferenças importantes, principalmente, em câmera. Aproveite para conferir o review do Galaxy A72.

Se você quiser conhecer outras indicações de celulares, veja nossas apostas de smartphones para a Black Friday. Para quem gosta da linha Galaxy, a dica é conferir também a seleção de modelos Samsung que devem ter desconto na data.

Para garantir que você vai fazer uma boa compra, utilize a ferramenta de Histórico de Preços do Buscapé. Com ela, você consegue ver o valor de um produto nos últimos seis meses. Assim, sabe se é ou não um bom momento para comprar. Outra dica é criar um Alerta de Preço para o celular que você está de olho. Dessa forma, você vai ser avisado quando o aparelho ficar mais barato.

Leia mais sobreCelular