Buscapé

Nosso sistema detectou que você está usando um navegador desatualizado

Para uma melhor experiência usando o Buscapé, aconselhamos que atualize o seu navegador para a versão mais recente.
Agradecemos desde já sua compreensão.

Navegue logado e tenha proteção em suas compras. O Buscapé te protege em até R$ 5 mil.

Smartphone Motorola Moto Z XT1650 Style Edition
Ícone de Favorito

Avaliação do Especialista

O Moto Z já é um ótimo smartphone, mas ele ainda tem mais e isso recebe o nome de Moto Snaps.

Prós

  • Muito espaço interno

  • Aparelho extremamente fino

  • Desempenho de sobra

  • Android limpo

Ler a avaliação completa
  • Ver histórico:
Achou caro?
Crie um alerta de preço que a gente avisa você!
Maior preço registrado:R$ 2.999,00
Menor preço registrado:R$ 1.649,00
Me avise quando o preço chegar em:
0%
0%
100%
Arraste a barra para controlar o valor do pedido
Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaMotorola
LinhaMoto Z
ModeloXT1650 Style Edition
ChipsDual Chip
Câmera
Câmera Traseira13.0 Megapixels
Funções da CâmeraEstabilização Óptica de Imagem
Câmera Frontal5.0 Megapixels Frontal
Funções Câmera FrontalFlash
Tela
Tamanho da Tela5.5 polegadas
Tipo de TelaSUPER AMOLED
Resolução2560 x 1440 Pixels
Hardware
ProcessadorQualcomm Snapdragon 820
NúcleosQuad-Core (4 Núcleos)
Velocidade do Processador1.8 GHz
Memória Interna64 GB
Memória RAM4 GB RAM
EntradasMicroSD
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoMarshmallow
Características e Conectividade
Internet4G
RecursosBluetooth 4.1
ProteçãoGorilla Glass
Bateria
Bateria2600 mAh
Dimensões
Largura75,3 mm
Altura153,3 mm
Profundidade5,1 mm
Peso136 g
Por Colaborador em 21/12/2016

O Moto Z já é um ótimo smartphone, mas ele ainda tem mais e isso recebe o nome de Moto Snaps.

Os Moto Snaps são a cereja do bolo do Moto Z, que já é bom por si só. Ele vem com processador Snapdragon 820 e 64 GB de memória interna, além de ser extremamente fino e elegante.

Prós

  • Muito espaço interno

  • Aparelho extremamente fino

  • Desempenho de sobra

  • Android limpo

Contras

  • Câmera não é melhor do que de seus principais concorrentes

  • Bateria tem pouca autonomia

  • Sem entrada para fone de ouvido

A Motorola trouxe o que há de melhor no Android para seu modelo topo de linha, o Moto Z. Ele vem com processador Snapdragon 820, é extremamente fino, conta com 64 GB de memória interna e ainda é compatível com vários Moto Snaps, que aumentam as capacidades do aparelho. Confira, nesta análise, se ele pode ser seu próximo smartphone topo de linha, ou não.

A Motorola trouxe o que há de melhor no Android para seu modelo topo de linha, o Moto Z. Ele vem com processador Snapdragon 820, é extremamente fino, conta com 64 GB de memória interna e ainda é compatível com vários Moto Snaps, que aumentam as capacidades do aparelho. Confira, nesta análise, se ele pode ser seu próximo smartphone topo de linha, ou não.

Acabamento e parte externa

A Motorola colocou muita beleza neste modelo, principalmente por sua espessura extremamente fina. Seus números são de 15,3 centímetros de altura, por 7,5 centímetros de largura e apenas 0,5 centímetro de espessura. Tudo isso somado aos 136 gramas de peso total. Ele ocupa pouco espaço em um bolso mais apertado e marca pouco a calça. A pegada é confortável, mesmo para um smartphone tão grande.

Na frente você encontra uma tela AMOLED de 5.5 polegadas, com resolução de 2560 x 1440 pixels, que preenche aproximadamente 72% da frente do aparelho e que exibe muito bem as cores e detalhes, mesmo em grandes ângulos e em locais mais ensolarados. Ainda por aqui você encontra a câmera frontal de 5 megapixels, sensor de luz, proximidade e um leitor de impressões digitais bastante veloz - que parece um botão, mas não é. Os botões de controle de volume e liga/desliga ficam de um lado, enquanto na parte inferior fica apenas uma entrada USB-C. O local onde vão os dois chips e a entrada para cartões microSD de até 256 GB, está localizado na parte de cima, junto do microfone secundário para isolamento de ruídos.

A traseira é feita em metal e tem uma câmera muito saltada (problema que é solucionado ao utilizar a capa Style Shell, que já vem na caixa) e conta com 13 megapixels, mas que não tira fotos tão incríveis quanto o que você consegue com o Galaxy S7, por exemplo. Ainda por aqui estão os dois LED e os conectores que conversam com os Moto Snaps. A bateria está logo atrás e sofre muito com a escolha da Motorola em ter um smartphone extremamente fino: a autonomia é a menor de todos os concorrentes. Com 2.600mAh, o smartphone sofre para conseguir finalizar o dia com alguma energia.

O teclado virtual tira bom proveito da tela, exibindo teclas bem espaçadas e que garantem uma digitação confortável, além de veloz.

A Motorola colocou muita beleza neste modelo, principalmente por sua espessura extremamente fina. Seus números são de 15,3 centímetros de altura, por 7,5 centímetros de largura e apenas 0,5 centímetro de espessura. Tudo isso somado aos 136 gramas de peso total. Ele ocupa pouco espaço em um bolso mais apertado e marca pouco a calça. A pegada é confortável, mesmo para um smartphone tão grande.

Na frente você encontra uma tela AMOLED de 5.5 polegadas, com resolução de 2560 x 1440 pixels, que preenche aproximadamente 72% da frente do aparelho e que exibe muito bem as cores e detalhes, mesmo em grandes ângulos e em locais mais ensolarados. Ainda por aqui você encontra a câmera frontal de 5 megapixels, sensor de luz, proximidade e um leitor de impressões digitais bastante veloz - que parece um botão, mas não é. Os botões de controle de volume e liga/desliga ficam de um lado, enquanto na parte inferior fica apenas uma entrada USB-C. O local onde vão os dois chips e a entrada para cartões microSD de até 256 GB, está localizado na parte de cima, junto do microfone secundário para isolamento de ruídos.

A traseira é feita em metal e tem uma câmera muito saltada (problema que é solucionado ao utilizar a capa Style Shell, que já vem na caixa) e conta com 13 megapixels, mas que não tira fotos tão incríveis quanto o que você consegue com o Galaxy S7, por exemplo. Ainda por aqui estão os dois LED e os conectores que conversam com os Moto Snaps. A bateria está logo atrás e sofre muito com a escolha da Motorola em ter um smartphone extremamente fino: a autonomia é a menor de todos os concorrentes. Com 2.600mAh, o smartphone sofre para conseguir finalizar o dia com alguma energia.

O teclado virtual tira bom proveito da tela, exibindo teclas bem espaçadas e que garantem uma digitação confortável, além de veloz.

Desempenho e sistema operacional

Por dentro você tem um Qualcomm MSM8996 Snapdragon 820, que roda quatro núcleos em até 2.15 GHz, acompanhado de 4 GB de memória RAM, 64 GB de espaço interno e uma GPU Adreno 530 - se você quiser, dá pra aumentar a memória interna com um microSD de até 256 GB, totalizando 320 GB de memória. É mais do que o suficiente para rodar qualquer aplicativo da Play Store, mesmo que com vários apps abertos no fundo. Em nossos testes, colocamos mais de dez apps abertos e o Moto Z não travou e nem demonstrou queda no desempenho. Para jogos o mesmo ocorreu, com ótima taxa de quadros por segundo para games como Asphalt Xtreme e Mortal Kombat X.

O Android que a Motorola escolheu para rodar aqui está na versão 6.0.1 e há garantia de atualização para a versão 7, Nougat. Ele, assim como em outros modelos da Motorola, chega quase que limpo e apenas com algumas funções bem bacanas adicionadas. A lista inclui gestos para acionar a câmera e a lanterna, ou mesmo a adição de um assistente para transferir dados de um smartphone mais antigo para o Moto Z. Em apps pré-instalados temos o Google Chrome, YouTube, Google Play Música, Play Filmes, Gmail, Google Maps, buscador do Google e visualizador de arquivos do Office e PDF. Nativamente o Moto Z é compatível com MP3, AAC+, WAV e Flac para músicas, enquanto que para vídeos há suporte para AVI, MP4 e 3GP em H.264 e de alta definição.

Na parte de comunicações, você conta com Wi-Fi nos padrões a, b, g, n e ac, com dual-band, Wi-Fi Direct e roteador, Bluetooth 4.1 com A2DP e LE, GPS com A-GPS, GLONASS e NFC. Para entender o mundo ao seu redor, o Moto Z trabalha com giroscópio, acelerômetro, leitor de impressões digitais, sensor de proximidade e bússola digital. O smartphone é compatível com qualquer operadora do Brasil em 3G e 4G.

Por dentro você tem um Qualcomm MSM8996 Snapdragon 820, que roda quatro núcleos em até 2.15 GHz, acompanhado de 4 GB de memória RAM, 64 GB de espaço interno e uma GPU Adreno 530 - se você quiser, dá pra aumentar a memória interna com um microSD de até 256 GB, totalizando 320 GB de memória. É mais do que o suficiente para rodar qualquer aplicativo da Play Store, mesmo que com vários apps abertos no fundo. Em nossos testes, colocamos mais de dez apps abertos e o Moto Z não travou e nem demonstrou queda no desempenho. Para jogos o mesmo ocorreu, com ótima taxa de quadros por segundo para games como Asphalt Xtreme e Mortal Kombat X.

O Android que a Motorola escolheu para rodar aqui está na versão 6.0.1 e há garantia de atualização para a versão 7, Nougat. Ele, assim como em outros modelos da Motorola, chega quase que limpo e apenas com algumas funções bem bacanas adicionadas. A lista inclui gestos para acionar a câmera e a lanterna, ou mesmo a adição de um assistente para transferir dados de um smartphone mais antigo para o Moto Z. Em apps pré-instalados temos o Google Chrome, YouTube, Google Play Música, Play Filmes, Gmail, Google Maps, buscador do Google e visualizador de arquivos do Office e PDF. Nativamente o Moto Z é compatível com MP3, AAC+, WAV e Flac para músicas, enquanto que para vídeos há suporte para AVI, MP4 e 3GP em H.264 e de alta definição.

Na parte de comunicações, você conta com Wi-Fi nos padrões a, b, g, n e ac, com dual-band, Wi-Fi Direct e roteador, Bluetooth 4.1 com A2DP e LE, GPS com A-GPS, GLONASS e NFC. Para entender o mundo ao seu redor, o Moto Z trabalha com giroscópio, acelerômetro, leitor de impressões digitais, sensor de proximidade e bússola digital. O smartphone é compatível com qualquer operadora do Brasil em 3G e 4G.

Acessórios e o que há na caixa

A lista de acessórios compatíveis com o Moto Z é grande, incluindo capas protetoras, películas para o vidro, cabos sobressalentes e uma infinidade de periféricos que conversam com o smartphone via Bluetooth. Na caixa temos o smartphone, carregador de tomada, adaptador de USB-C para fone de ouvido, um fone de ouvido, cabo de dados USB-C, ferramenta de remoção da gaveta do chip da operadora, uma capa Style Shell, bumper para proteção lateral e manual de instruções.

A Motorola oferece 12 meses de garantia.

A lista de acessórios compatíveis com o Moto Z é grande, incluindo capas protetoras, películas para o vidro, cabos sobressalentes e uma infinidade de periféricos que conversam com o smartphone via Bluetooth. Na caixa temos o smartphone, carregador de tomada, adaptador de USB-C para fone de ouvido, um fone de ouvido, cabo de dados USB-C, ferramenta de remoção da gaveta do chip da operadora, uma capa Style Shell, bumper para proteção lateral e manual de instruções.

A Motorola oferece 12 meses de garantia.

Conclusão

O Moto Z é, de fato, um smartphone incrível. Se você está em 2016 e quer o melhor do Android que a Motorola pode fazer, o Moto Z entrega justamente isso. O smartphone vem com muito espaço interno, é fino e ainda tem a capacidade de conversar com vários acessórios da linha Moto Snaps. Ele, assim como outros aparelhos da Motorola, vem com o Android bastante limpo e tem poder de fogo de sobra. Seu único ponto negativo é que a câmera fica um pouco atrás de seus principais concorrentes, como o Galaxy S7 Edge e o Xperia XZ.

Matérias Relacionadas

Review: Samsung Galaxy S8+
1-seg e Full-seg: conheça os padrões de transmissão de TV digital em smartphones
LG lança novos smartphones da série K no Brasil
LG G6 é lançado no Brasil com preço sugerido de R$ 3.999
10/10 Recomendo este produto
6/10 Não recomendo este produto
2/10 Não recomendo este produto
10/10 Recomendo este produto
Verificado
8/10 Recomendo este produto

Avaliação Geral

70%Recomendam a compra
6/10Baseado em 20 avaliações

Aspectos Positivos

  • Design
  • Display
  • Facilidade de Uso
  • Câmera
  • Funções e Características

Aspectos Negativos

  • Durabilidade
  • Custo-Benefício
  • Duração da Bateria
  • Desempenho
Enviar sua Avaliação