BuscapéNosso sistema detectou que você está usando um navegador desatualizado

Para uma melhor experiência usando o Buscapé, aconselhamos que atualize o seu navegador para a versão mais recente.
Agradecemos desde já sua compreensão.

Smartphone Motorola Moto Maxx XT1225
Ícone de Favorito

9/10 (Baseado em 227 avaliações)
Avaliação do Especialista
Prós
  • Desempenho excelente;
  • Tela de qualidade;
  • Recursos exclusivos funcionam muito bem;
  • Bateria de longa duração.
Ler a avaliação completa
  • Ordenar por:
  • Smartphone Motorola Moto Maxx Android 4.4 Tela 5.2 ´ 64GB Câmera 21MP - Preto
    Submarino

    Smartphone Motorola Moto Maxx Android 4.4 Tela 5.2 ´ 64GB Câmera 21MP - Preto

    (Saiba Mais)
  • Smartphone Motorola Moto Maxx Android 4.4 Tela 5.2 ´ 64GB Câmera 21MP - Preto
    Shoptime

    Smartphone Motorola Moto Maxx Android 4.4 Tela 5.2 ´ 64GB Câmera 21MP - Preto

    (Saiba Mais)
    • Ver histórico:
    Achou caro?
    Crie um alerta de preço que a gente avisa você!
    Maior preço registrado:R$ 2.598,00
    Menor preço registrado:R$ 1.598,00
    Me avise quando o preço chegar em:
    0%
    0%
    100%
    Arraste a barra para controlar o valor do pedido
    Tela
    Tamanho da Tela5.2
    Tipo de TelaAMOLED
    Resolução2560 x 1440 Pixels
    Informações Básicas
    TipoSmartphone
    ChipsSingle Chip
    LinhaMoto Maxx
    MarcaMotorola
    ModeloXT1225
    Câmera
    Funções da CâmeraFlash
    Câmera Traseira21 Megapixels
    Câmera Frontal2.0 Megapixels Frontal
    Software
    VersãoKitKat
    Sistema OperacionalAndroid
    Hardware
    ProcessadorQualcomm Snapdragon 805
    EntradasFone de Ouvido
    Velocidade do Processador2.7 GHz
    Memória Interna64 GB
    NúcleosQuad-Core (4 Núcleos)
    Dimensões
    Peso160 g
    Altura143,4 mm
    Largura72,9 mm
    Profundidade8,55 mm
    Características e Conectividade
    Internet4G
    RecursosMP3 Player
    Bateria
    Bateria3900 mAh
    Por Colaborador em 19/11/2014
    Moto Maxx tem desempenho excelente e longa duração de bateria

    O modelo ainda conta com acabamento resistente feito de Kevlar e nylon balístico

    Prós
    • Desempenho excelente;
    • Tela de qualidade;
    • Recursos exclusivos funcionam muito bem;
    • Bateria de longa duração.
    Contras
    • Pesado;
    • Câmera poderia ser melhor, já que é um smartphone premium;
    • Acabamento em Kevlar e Nylon é resistente, mas pode sujar ou desfiar com o tempo, já que ambos são tecidos.

    Mal o Moto X (2ª geração) foi lançado, e a Motorola já apresentou um novo aparelho que traz configuração ainda mais poderosa: o Moto Maxx (modelo XT1225). Apesar de ser um pouco mais pesado que a maioria dos smartphones do mercado, traz diferenciais no acabamento e na duração da bateria. Confira a análise completa deste smartphone logo abaixo.

    Acabamento, design e tela

    Se alguém se lembrar do Moto Razr provavelmente vai notar a semelhança do Moto Maxx com aquele aparelho, devido à traseira de Kevlar. Mas no novo modelo, a Motorola ainda adicionou uma camada de nylon balístico (usado em uniformes militares, mochilas e malas), proporcionando maior resistência. Então ele pode levar um tiro? Não é para tanto. Mas basta segurá-lo para notar que é muito forte, além de ser ergonômico e não escorregar das mãos. De acordo com a fabricante, a escolha por esse material foi feita pensando na espessura do aparelho. Como a bateria de 3900 mAh é grossa e pesada, foi necessário compensar no acabamento. Por serem tecidos, Kevlar e nylon ajudam a não deixar o smartphone grosso nem pesado. Porém, fica a dica: eles podem sujar ou serem rasgados por algum objeto pontiagudo. Uma curiosidade é que o slot para o chip (padrão nanoSIM) fica no próprio botão de controle de volume, ao lado direito do aparelho. Para inseri-lo, basta retirar o botão com a ponta da unha. Apesar de estranho, este detalhe não chega a incomodar, nem deixa o botão mais solto. E ainda é uma alternativa criativa para poupar espaço. A tela tem 5,2 polegadas e tecnologia AMOLED, que proporciona alto brilho, cores vívidas e bom ângulo de visão. É uma tela grande, o que pode ser um incômodo para quem tem mãos pequenas. Ela conta com proteção Gorilla 3, resistente a pequenos choques e arranhões. A resolução é um dos pontos de destaque, já que é uma das maiores disponíveis no mercado: quad HD (1440 x 2560 pixels). A densidade alcança os 565 pontos por polegada, o que significa que você provavelmente não vai ver nenhum espaçamento entre os pixels. É quase uma pintura!

    Configuração poderosa e ótima autonomia de bateria

    O Moto Maxx vem equipado com o melhor processador da marca até o momento, o Qualcomm Snapdragon 805, que possui quatro núcleos e velocidade de 2,7 GHz. Ainda conta com uma GPU Adreno 420, memória RAM de 3 GB e 64 GB de armazenamento interno. Ele não possui slot para cartão SD, mas com essa capacidade de armazenamento, isso nem chega a ser um ponto negativo. Além disso, o modelo vem com dois processadores extras, que se encarregam de tarefas pontuais como reconhecer gestos e voz, deixando a GPU principal com as tarefas principais. Isso economiza energia, e olha que a autonomia de bateria desse modelo não é pequena (como veremos mais à frente). Tudo isso faz com que o desempenho deste aparelho seja excelente. Ele é muito fluido, reproduz facilmente vídeo em alta definição e roda liso mesmo os aplicativos mais pesados. Jogamos Real Racing 3, Beach Buggy Blitz, Dead Trigger 2 e Rival Knights, games complexos que exigem bastante do processamento gráfico, e ele fluiu sem nenhuma lag ou travamento. Além de sua configuração que ajuda a poupar anergia, este modelo possui capacidade de 3900 mAh, a mesma usada para alguns modelos de tablets de 7 polegadas. É a maior do mercado para um smartphone até o momento. A maioria dos concorrentes fica em torno de 2.000 e 2400 mAh. Segundo a Motorola, ela resiste a 40 horas de uso, mas isso se usarmos pouco os recursos do aparelho. Em nossos testes, ela chegou a 64% de carga ao final do dia, com um uso bastante moderado. É uma marca muito boa, mas não chega a resistir a dois dias longe da tomada. Resiste sim, a um dia de uso muito intenso. A parte boa é que o carregador deste modelo oferece mais amperagem do que um carregador comum. Ou seja, ele carrega mais rápido. Em 15 minutos, você consegue ter carga por mais seis horas. Em conectividade, ele vem com rede 4G, Wi-Fi 802.11 b/g/n/ac, Bluetooth 4.0, e NFC. A versão do Android é a KitKat (4.4.4) e em, breve, deve receber a atualização para a Lolipop (5.0).

    Câmera e recursos exclusivos

    A câmera principal do Moto Maxx fotografa em até 21 megapixels. O número grande pode impressionar, mas ele só significa que a câmera tem capacidade para tirar fotos grandes. O ponto positivo é que, quando redimensionamos a foto para um tamanho reduzido, os pixels ficam agrupados, diminuindo ruídos. O que faz uma boa foto, de fato, é o conjunto de lente, sensor e software. E, neste quesito, a Motorola sai perdendo. Existem modelos bem melhores no mercado, como os Lumias e o Galaxy S5. As fotos ficam muito boas em ambientes claros, mas em locais escuros é possível perceber granulações. Uma característica negativa é que a estabilização não é muito boa e as fotos podem sair tremidas. Os vídeos podem ser gravados nas resoluções de 1080p (full HD), 4K (Ultra HD) e em câmera lenta (720p) . A qualidade em full HD é muito boa, desde os videos sejam gravados em ambientes claros. Para visualizar o vídeo em 4K no aparelho, há lags, mas este problema não persiste em um PC. A captação em câmera lenta deixa as famosas "brecadinhas", o que pode incomodar. Resumindo, a câmera é boa para gravar em full HD e 4K, com boa iluminação. Mas não espere mais que isso. A câmera frontal faz fotos em 2 MP e filma em full HD. O aplicativo da câmera é o mesmo do Moto X e Moto G, e não é muito sofisticado. Isso agrada alguns pela simplicidade, mas desagrada outros, por não ter muitas opções de ajustes manuais. Não há, por exemplo, controle manual de ISO, balanço de brancos, ou abertura da lente. Entre os recursos estão o modo HDR, panorama, zoom de 4x, inclusive durante a filmagem. E se mantivermos o dedo na tela, o Moto Maxx faz fotos sem parar, em uma velocidade de aproximadamente uma foto por segundo. Porém, não dá para chamar de modo burst. O Razr i (lançado em 2012), também da Motorola, fazia cerca de 15 fotos por segundo. Mas se a câmera não é um diferencial na Motorola, os recursos exclusivos são. (Lembrando que o aparelho usa dois processadores a mais, apenas para controlar voz e gestos, desde o Moto X). O Moto Maxx conta com comando inteligente de voz, ótimo para quando se está dirigindo. Você consegue marcar compromissos na agenda ou pedir direções apenas falando. Ele também lê mensagens e fala quem te ligou enquanto você está no volante, e ainda manda uma mensagem de texto para a pessoa que ligou, avisando que você retornará em breve. O mais interessante é que você não precisa se preocupar em desativar a função, pois ele reconhece sua velocidade através de um sensor e sabe quando você está ou não dirigindo. O modelo também conta com tela inteligente. Você pode, por exemplo, tirar o aparelho de stand by apenas passando a mão sobre a tela. Ao retirar o aparelho do bolso ou da mochila, a tela já exibe as horas e as notificações. Ele ainda pode fazer uma prévia da notificação: é só manter o dedo na tela e arrastar para cima. Mas se ela não for urgente, é só arrastar o dedo de volta e a tela é desligada. Há recursos também para acionar a câmera apenas com o movimento dos pulsos. Basta uma chacoalhada. Depois, só clicar em qualquer ponto da tela para focar e tirar a foto. E para os esquecidos, existe o Motorola Connect. Se você esquecer o celular em casa, por exemplo, não vai precisar se preocupar tanto, já que é possível ver as mensagens SMS e ligações perdidas por meio do seu computador. É possível, até mesmo, responder as mensagens. Para isso, você precisa usar o navegador Google Chrome e baixar a extensão Motorola Connect. São recursos interessantes, mas é uma pena que o recurso de voz seja um tanto limitado para a língua portuguesa. Em inglês, existem mais funções disponíveis, como configurar o alarme e soneca apenas com comando de voz. O motivo é que o serviço (Google Now), depende do Google para ser entendido em outros idiomas. Ficamos no aguardo.

    Conclusão
    O Moto Maxx é o smartphone top de linha da Motorola até o momento desta publicação. Seu desempenho é excelente, oferecendo ótima experiência de uso. É mais pesado que outros smartphones devido à sua bateria espessa, mas este detalhe não chega a ser um problema, já que sua energia dura o dia todo mesmo usando intensamente todos os recursos. Ele também possui um acabamento resistente, feito de Kevlar e Nylon especial, que não deixam o telefone escorregar da mão e compensam o peso da bateria, por serem leves. Os dois processadores extras, utilizados também no Moto X e Moto X de 2ª geração, trazem recursos específicos de gestos e voz, muito úteis no dia a dia. A câmera tira fotos muito boas, desde que com boas condições de luz. O vídeo em full HD é muito bom, assim como o 4K.
    Matérias Relacionadas
    10/10 Recomendo este produto
    10/10 Recomendo este produto
    2/10 Não recomendo este produto
    10/10 Recomendo este produto
    10/10 Recomendo este produto
    Avaliação Geral92%Recomendam a compra
    9/10Baseado em 227 avaliações
    Aspectos Positivos
    • Display
    • Facilidade de Uso
    • Funções e Características
    • Duração da Bateria
    • Durabilidade
    • Câmera
    • Custo-Benefício
    • Design
    Aspectos Negativos
    • Qualidade do Som
    Enviar sua Avaliação