Buscapé

Nosso sistema detectou que você está usando um navegador desatualizado

Para uma melhor experiência usando o Buscapé, aconselhamos que atualize o seu navegador para a versão mais recente.
Agradecemos desde já sua compreensão.

Navegue logado e tenha proteção em suas compras. O Buscapé te protege em até R$ 5 mil.

Smartphone Asus ZenFone 3 Max ZC520TL
Ícone de Favorito

Avaliação do Especialista

A bateria de dois dias de uso é o carro chefe do Zenfone 3 Max.

Prós

  • Bateria de longa duração

  • Acabamento robusto

  • Leitor de impressões digitais

  • Dual-chip

Ler a avaliação completa
  • Ver histórico:
Achou caro?
Crie um alerta de preço que a gente avisa você!
Maior preço registrado:R$ 1.265,92
Menor preço registrado:R$ 775,58
Me avise quando o preço chegar em:
0%
0%
100%
Arraste a barra para controlar o valor do pedido
Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaAsus
LinhaZenFone
Modelo3 Max ZC520TL
ChipsDual Chip
Câmera
Câmera Traseira13.0 Megapixels
Câmera Frontal5.0 Megapixels Frontal
Tela
Tamanho da Tela5.2 polegadas
Tipo de TelaIPS
Resolução1280 X 720 Pixels
DefiniçãoHD
Hardware
ProcessadorMediaTek MT6737
NúcleosQuad-Core (4 Núcleos)
Velocidade do Processador1.25 GHz
Memória Interna16 GB
Memória RAM2 GB RAM
EntradasMicroSD
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoMarshmallow
Características e Conectividade
Internet4G
RecursosBluetooth 4.0
Bateria
Bateria4100 mAh
Dimensões
Largura73,7 mm
Altura149,5 mm
Profundidade8,5 mm
Peso148 g
Por Colaborador em 19/12/2016

A bateria de dois dias de uso é o carro chefe do Zenfone 3 Max.

A Asus apresenta o Zenfone 3 Max como alternativa para o Zenfone 3, só que focando na capacidade de autonomia. A bateria trabalha com 4.130mAh, que dá dois dias de uso.

Prós

  • Bateria de longa duração

  • Acabamento robusto

  • Leitor de impressões digitais

  • Dual-chip

Contras

  • Corpo escorregadio

  • Desempenho pouco abaixo do esperado

A Asus trouxe ao Brasil o Zenfone 3 Max, que tem como principal atrativo a bateria de 4.130mAh e que promete algo entre dois e três dias de uso. Além disso, a empresa de Taiwan utiliza um processador quad-core, corpo em metal, leitor de impressões digitais e câmera que é capaz de fotografar com 13 megapixels. Confira, nesta análise, se o Zenfone 3 Max é realmente um smartphone potente para o concorrido mercado intermediário, ou não.

A Asus trouxe ao Brasil o Zenfone 3 Max, que tem como principal atrativo a bateria de 4.130mAh e que promete algo entre dois e três dias de uso. Além disso, a empresa de Taiwan utiliza um processador quad-core, corpo em metal, leitor de impressões digitais e câmera que é capaz de fotografar com 13 megapixels. Confira, nesta análise, se o Zenfone 3 Max é realmente um smartphone potente para o concorrido mercado intermediário, ou não.

Acabamento e design

O Zenfone 3 Max é um smartphone com belo acabamento, em metal e que passa uma sensação de robustez, mas que gosta de escorregar com facilidade das mãos. Seus números são de 14,9 centímetros de altura, por 7,3 de largura e 0,8 centímetro de espessura. Tudo isso com 148 gramas de peso total, que é um pouco acima de seus concorrentes por conta da bateria maior - que pesa mais. Na frente está a tela IPS LCD de 5.2 polegadas, com resolução de 1280 x 720 pixels, preenchendo 67,7% da frente do aparelho e que exibe muito bem as cores e detalhes mesmo em ângulos maiores. Ainda por aqui está a câmera frontal de 5 megapixels, alto-falante e sensor de proximidade.

Do lado direito está a bandeja para os dois chips, que pode acomodar também um microSD de até 256 GB no lugar do segundo chip. Do outro lado ficam os controles de volume e botão de liga/desliga. Abaixo temos a porta USB-C e também o microfone principal. Acima está, solitária, a entrada para fones de ouvido. Atrás temos o leitor de impressões digitais, microfone secundário, alto-falante e a câmera de 13 megapixels. A bateria fica logo atrás, não acessível ao usuário e apresenta 4.130mAh, mais do que o suficiente para um dia inteiro e entregando até dois dias de uso moderado. Se você economizar, dá pra usar por um terceiro dia.

O teclado é virtual e aproveita bem a tela grande, exibindo teclas bem espaçadas e até mesmo uma linha superior apenas para números. Isso ajuda bastante na hora de digitar dados, como conta de banco e outras informações.

O Zenfone 3 Max é um smartphone com belo acabamento, em metal e que passa uma sensação de robustez, mas que gosta de escorregar com facilidade das mãos. Seus números são de 14,9 centímetros de altura, por 7,3 de largura e 0,8 centímetro de espessura. Tudo isso com 148 gramas de peso total, que é um pouco acima de seus concorrentes por conta da bateria maior - que pesa mais. Na frente está a tela IPS LCD de 5.2 polegadas, com resolução de 1280 x 720 pixels, preenchendo 67,7% da frente do aparelho e que exibe muito bem as cores e detalhes mesmo em ângulos maiores. Ainda por aqui está a câmera frontal de 5 megapixels, alto-falante e sensor de proximidade.

Do lado direito está a bandeja para os dois chips, que pode acomodar também um microSD de até 256 GB no lugar do segundo chip. Do outro lado ficam os controles de volume e botão de liga/desliga. Abaixo temos a porta USB-C e também o microfone principal. Acima está, solitária, a entrada para fones de ouvido. Atrás temos o leitor de impressões digitais, microfone secundário, alto-falante e a câmera de 13 megapixels. A bateria fica logo atrás, não acessível ao usuário e apresenta 4.130mAh, mais do que o suficiente para um dia inteiro e entregando até dois dias de uso moderado. Se você economizar, dá pra usar por um terceiro dia.

O teclado é virtual e aproveita bem a tela grande, exibindo teclas bem espaçadas e até mesmo uma linha superior apenas para números. Isso ajuda bastante na hora de digitar dados, como conta de banco e outras informações.

Desempenho e sistema operacional

Do lado de dentro temos um Mediatek MT6737M, que roda quatro núcleos em 1.25 GHz, acompanhado de 16 GB de memória interna, 2 GB de memória RAM e uma GPU Mali-T720MP2. O desempenho fica abaixo do esperado por conta da interface da Asus, que tem o nome de ZenUI e é bastante pesada. Rodar mais do que cinco aplicativos ao mesmo tempo faz o sistema perder velocidade e agilidade. Em jogos, games mais simples rodam bem, como Candy Crush e Angry Birds. Outros mais pesados, como é o caso de Asphalt 8, apresentam quedas na taxa de quadros por segundo, mesmo com os gráficos diminuídos.

O Android que roda neste aparelho está na versão 6.0.1, com a ZenUI (que é pesada) rodando acima dele. Esta interface, por mais que cobre um preço alto em desempenho, apresenta recursos bacanas, como gerenciador de memória RAM, gerenciador de bateria para fazer a autonomia crescer e também recursos como tocar duas vezes na tela para ligar o display, ou mesmo seletor de temas, que altera completamente o visual da tela inicial, ícones e sons. A lista de apps pré-instalados inclui nomes como Gmail, YouTube, Google Chrome, Google Maps, buscador do Google, visualizador de PDF, documentos do Office e ótimo cliente de e-mail, com suporte para IMAP, POP3 e Exchange. O tocador de músicas trabalha nativamente com MP3, WAV e eAAC+, enquanto o de vídeos é capaz de abrir arquivos MP4, AVI, 3GP e H.264, de alta definição.

Na parte de comunicações, temos Wi-Fi 802.11 nos padrões b, g e n, com Wi-Fi Direct e roteador, Bluetooth 4.0 com A2DP e EDR, GPS com A-GPS, GLONASS e Beidou e rádio FM. Os dois espaços para chips do Zenfone 3 Max são compatíveis com qualquer operadora brasileira em 4G e 3G.

Do lado de dentro temos um Mediatek MT6737M, que roda quatro núcleos em 1.25 GHz, acompanhado de 16 GB de memória interna, 2 GB de memória RAM e uma GPU Mali-T720MP2. O desempenho fica abaixo do esperado por conta da interface da Asus, que tem o nome de ZenUI e é bastante pesada. Rodar mais do que cinco aplicativos ao mesmo tempo faz o sistema perder velocidade e agilidade. Em jogos, games mais simples rodam bem, como Candy Crush e Angry Birds. Outros mais pesados, como é o caso de Asphalt 8, apresentam quedas na taxa de quadros por segundo, mesmo com os gráficos diminuídos.

O Android que roda neste aparelho está na versão 6.0.1, com a ZenUI (que é pesada) rodando acima dele. Esta interface, por mais que cobre um preço alto em desempenho, apresenta recursos bacanas, como gerenciador de memória RAM, gerenciador de bateria para fazer a autonomia crescer e também recursos como tocar duas vezes na tela para ligar o display, ou mesmo seletor de temas, que altera completamente o visual da tela inicial, ícones e sons. A lista de apps pré-instalados inclui nomes como Gmail, YouTube, Google Chrome, Google Maps, buscador do Google, visualizador de PDF, documentos do Office e ótimo cliente de e-mail, com suporte para IMAP, POP3 e Exchange. O tocador de músicas trabalha nativamente com MP3, WAV e eAAC+, enquanto o de vídeos é capaz de abrir arquivos MP4, AVI, 3GP e H.264, de alta definição.

Na parte de comunicações, temos Wi-Fi 802.11 nos padrões b, g e n, com Wi-Fi Direct e roteador, Bluetooth 4.0 com A2DP e EDR, GPS com A-GPS, GLONASS e Beidou e rádio FM. Os dois espaços para chips do Zenfone 3 Max são compatíveis com qualquer operadora brasileira em 4G e 3G.

Acessórios e o que há na caixa

Na caixa você recebe o smartphone, carregador de tomada, cabo de dados USB-C, adaptador de USB-C para USB-C para microUSB, fone de ouvido, manuais e certificado de garantia. No mercado é fácil encontrar alguns acessórios mais genéricos, como películas para o vidro, capas protetoras, cabos sobressalentes e até periféricos Bluetooth, como teclados e caixas de som.

A Asus oferece 12 meses de garantia e 100 GB de espaço extra, por dois anos, no Google Drive.

Na caixa você recebe o smartphone, carregador de tomada, cabo de dados USB-C, adaptador de USB-C para USB-C para microUSB, fone de ouvido, manuais e certificado de garantia. No mercado é fácil encontrar alguns acessórios mais genéricos, como películas para o vidro, capas protetoras, cabos sobressalentes e até periféricos Bluetooth, como teclados e caixas de som.

A Asus oferece 12 meses de garantia e 100 GB de espaço extra, por dois anos, no Google Drive.

Conclusão

Se você busca um smartphone que vai te acompanhar por mais de um dia, sem reclamar de bateria fraca, o Zenfone 3 Max é uma boa escolha. O aparelho chega com leitor de impressões digitais, acabamento robusto e capaz de utilizar dois chips ao mesmo tempo. Porém, o corpo é levemente escorregadio e o desempenho fica comprometido por conta da interface ZenUI, bastante pesada.

Matérias Relacionadas

Review: Samsung Galaxy S8+
1-seg e Full-seg: conheça os padrões de transmissão de TV digital em smartphones
LG lança novos smartphones da série K no Brasil
LG G6 é lançado no Brasil com preço sugerido de R$ 3.999
10/10 Recomendo este produto
Verificado
8/10 Recomendo este produto
Verificado
10/10 Não recomendo este produto
Verificado
10/10 Recomendo este produto
Verificado
8/10 Recomendo este produto

Avaliação Geral

88%Recomendam a compra
8/10Baseado em 54 avaliações

Aspectos Positivos

  • Design
  • Duração da Bateria
  • Funções e Características
  • Facilidade de Uso
  • Custo-Benefício
  • Display
  • Durabilidade
  • Câmera
Enviar sua Avaliação