TV de LED

Anúncio Grátis é no classificado gratuito do QueBarato!
Guia de compra de TV de LED  |Guia de compra de TV  |Todos os guias de compra
  • A tecnologia de construção das TVs está em ritmo acelerado como quase todas as outras tecnologias cotidianas. Não faz muito tempo a única questão que se levantava quando alguém estava à procura de uma TV nova era o tamanho da tela – sempre medido na diagonal e em polegadas.

    Então vieram as TVs de tela plana. Depois as de plasma, as widescreen. Chegaram as LCDs, as de alta definição e agora as de LED. Tudo para tornar a pergunta "Qual TV devo comprar?" mais difícil de responder do que "Papai, como a irmãzinha entrou na barriga da mamãe?".
    Tentaremos esclarecer as principais dúvidas, com dez características para uma compra consciente da sua nova TV de LED.

  • A TV de LED não é um novo tipo de TV

    Por melhor que sejam as estratégias de marketing dos fabricantes, somos obrigados a jogar água fria neste mito: A TV de LED é uma TV de LCD que possui diodos emissores de luz (LEDs) como fonte de iluminação ao invés do painel fluorescente padrão.

    Diferente do plasma ou do OLED, que são tecnologias emissivas onde cada pixel possui sua própria fonte discreta de luz, a tecnologia LCD é transmissiva, onde cada pixel é iluminado por trás.

  • Existem dois tipos de TVs de LED

    Imagem lateral TV de Led

    Os primeiros modelos de TVs de LED eram iluminados por grandes painéis de LEDs que ocupavam toda a área da tela. Estes painéis possuíam apenas dois estados: ligados ou desligados. Com sua evolução foram criados painéis que podiam ter a intensidade de luz controlada por área, permitindo criar zonas mais escuras e mais claras, adaptando-se à imagem da tela. Esta tecnologia hoje é chamada de “escurecimento local”.

    Para criar TVs superfinas os engenheiros precisavam eliminar esta camada extra de LEDs. Então os moveram para as laterais do display. Com este tipo de iluminação os LEDs são fixados nos quatro lados da TV e a luz é projetada para o centro da tela por “guias de luz”. Estes tipos de TVs são chamados “iluminados pelas bordas”.

    Atualmente você encontra por ai tanto as TVs de "escurecimento local" e as "iluminadas pelas bordas".

  • A tecnologia de “escurecimento local” produz pretos mais intensos, mas criam "vazamentos"

    O tipo de iluminação pode impactar o nível de preto que uma TV produz. Nas TVs de “escurecimento local”, poder escurecer áreas específicas da imagem permite reduzir a quantidade de luz que atravessa pixeis escuros. O resultado é que os pretos são mais intensos e realistas, Como os níveis de preto são cruciais para a razão de contraste, quanto mais profundos os pretos mais a imagem – e as cores – parecem saltar. Além disso, a imagem como um todo parece mais brilhante.
    Um ponto fraco desta tecnologia é o chamado “vazamento”, onde áreas claras e muito iluminadas vazam sobre as áreas escuras adjacentes. Este efeito varia de modelo para modelo e está diretamente relacionado com a quantidade de elementos que podem ser escurecidos ou clareados atrás da tela, mas os fabricantes não divulgam esta informação.

  • TVs “iluminadas pelas bordas” são realmente finas, mas não são perfeitas

    O principal benefício das TVs de LED iluminadas pelas bordas é que se podem fazer modelos realmente finos. Entretanto, um efeito colateral é que a iluminação não é tão uniforme. Com os modelos de iluminação pelas bordas, se você projetar uma imagem totalmente branca notará que as bordas da imagem parecerão mais brilhantes que o centro. Da mesma forma, se você projetar uma imagem totalmente preta, as bordas da tela parecerão mais claras ou mesmo acinzentadas.

  • A tecnologia de LED de qualquer tipo não melhora o fraco ângulo de visão dos LCDs

    Ângulo de visão da TV de Led

    Um dos pontos fracos das TVs LCD é que a imagem degrada se você estiver sentado na lateral ou se a TV for colocada muito alta ou muito baixa em relação aos seus olhos.

    A iluminação com LEDs não ajudam em nada este problema e, em alguns casos, pode até piorar as coisas. De que adianta comprar uma TV grande e cara se aquela imagem maravilhosa só poderá ser apreciada em todo seu esplendor por uma pessoa de cada vez?

  • Iluminação por LEDs é mais eficiente que iluminação fluorescente

    É verdade que TVs de LED são as mais eficientes em termos de consume de energia que existem. Entretanto a diferença com relação aos modelos mais modernos de iluminação fluorescente é muito pequena e, em geral, não serve de critério de decisão sobre qual TV comprar.

  • TVs de LED vão melhorar – só não dá para saber quanto

    Podemos esperar melhorias em todas as tecnologias de TVs LCD, LEDs ou não. Entretanto a crescente demanda dos consumidores por TVs superfinas deve impulsionar os fabricantes a melhorar ainda mais a tecnologia de iluminação pelas bordas. Alguns acreditam que esta tecnologia deve, em breve, superar a qualidade dos demais tipos de iluminação. Um painel com “escurecimento local” perfeito necessitaria um LED de luz para cada pixel de imagem, e este arranjo não é, e não deve ser no futuro próximo, economicamente viável.

  • TVs de LED ainda são caras

    Independente de benefícios, as TVs de LED custam mais caro do que os modelos convencionais. Em outubro de 2009, os modelos de TV de LED chegavam a ser até 85% mais caros que os modelos LCD tradicionais com as mesmas características

    Certamente estas TVs de LED possuem linhas e cores modernas, são muito estilosas, mas será que suas imagens são tão melhores que as convencionais? Afinal, vale ponderar se o que importa é a qualidade de imagem ou a peça de decoração.

    Eventualmente, como quase todas as tecnologias de consumo, o preço deverá cair na medida em que sua adoção se torne universal.

  • TVs de LED topo-de-linha apresentam imagens tão boas quanto às de plasma – com um problema

    As TVS de LCD têm sido execradas por não produzir pretos tão profundos quanto às de plasma. Com a introdução da iluminação por LEDS as TVs topo de linha podem produzir pretos tão bons quantos os melhores plasmas, consumindo bem menos energia. Mas o pequeno ângulo de visão ainda é o calcanhar-de-aquiles de qualquer TV que usa um painel LCD.

  • Se você não tiver uma fonte de imagem de alta qualidade, LED ou não LED não vai fazer diferença

    Como muitas outras maravilhas tecnológicas que temos em casa, a imagem que você verá na sua TV de Led será tão boa quanto a fonte geradora da imagem permitir. Portanto lembre-se: você precisará também de um tocador de Blu-ray de última geração, de cabos de qualidade, de um receptor de TV a cabo com capacidade de alta definição e, até mesmo, de um condicionador de energia elétrica para experimentar o mundo das imagens de alta qualidade. Ou então esperar pela TV OLED ou pelas 3D...

  • Wiki2Buy
    Wiki2Buy

    Se você tem conhecimento sobre como comprar os produtos desta categoria e tem vontade de escrever um Guia sobre isso, aproveite e conheça o site Wiki2Buy, o primeiro guia de compras colaborativo na internet.

    No Wiki2Buy você pode ajudar milhares de pessoas a comprar melhor, escrevendo você mesmo um Guia de Compra desta categoria. Confira os Guias que já existem no Wiki2Buy clicando aqui.

Publicidade